Natal de Garanhuns

Natal de Garanhuns
A Magia do Natal

Governo do Estado

Governo do Estado
Governo do Estado

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

POPULARES FAZEM PROTESTO EM CANHOTINHO

Sofrendo com o desabastecimento de água, a população de Canhotinho fechou, neste domingo (15.01) as rodovias que dão acesso à cidade em protesto contra a morosidade do Governo do Estado em construir a adutora que solucionará o problema. Na sua página no Facebook o prefeito Felipe Porto (PSD) relatou o ocorrido.

"Há um ano o governador Paulo Câmara prometeu uma adutora ligando a barragem de Pau Ferro, localizada em Vila Nova, com a barragem de Bulandeira, que abastece Canhotinho. Porém até agora, mesmo com o Ministro (das Cidades) Bruno Araujo (PSDB) tendo destinado uma verba de mais de R$ 4 milhões para o estado realizar essa obra, ainda não vimos uma gota de água".

Diante da mobilização, Felipe procurou os manifestantes para informar que a direção da Compesa garantira à prefeitura que, ainda nesta semana, o edital para a licitação da obra será publicado. O protesto acabou suspenso, mas pode ser chegar até o Recife. "Se o Governo não cumprir mais esse prazo o povo irá as ruas novamente, e não somente em Canhotinho, mas também no Recife, na frente do Palácio do Campo das Princesas, inclusive com o suporte do município para ajudar no transporte de quem quer fazer a sua voz ser ouvida", garantiu o gestor.

O anúncio da liberação dos recursos para a adutora foi feito em outubro do ano passado pelo ministro ao deputado estadual Álvaro Porto (PSD), representante do Agreste Meridional na Assembleia Legislativa. Naquele mesmo mês, Álvaro se reuniu com o presidente da Compesa, Roberto Tavares para tratar do assunto.

O prefeito Felipe Porto informou que diante da estiagem a prefeitura vem disponibilizando três caminhões-pipa diariamente para abastecer as casas. "Mesmo com a crise que atinge as prefeituras de pequeno porte, alguma coisa tinha que ser feita para minimizar o sofrimento da população", destacou. "Mas, cansada de esperar, e sem água há vários dias, a população decidiu protestar", completou.


Ainda segundo o prefeito, a insatisfação dos moradores também se deve ao fato de a Compesa continuar a cobrar dos usuários, mesmo sem abastecer as residências. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário