Governo do Estado

Governo do Estado
Governo do Estado

sexta-feira, 9 de setembro de 2016

O FENÔMENO IZAÍAS - Por Magno Martins

Depois da desastrosa administração do pedetista Luiz Carlos Oliveira, que entrou para o Livro dos Recordes como o pior prefeito, Garanhuns registra na atual safra de gestores municipais um dos mais aprovados prefeitos do Estado. Pesquisa do Instituto Opinião, postada abaixo, aponta o trabalhista Izaías Régis com nada menos do que 85% de ótimo e bom. Na história do município poucos alcançaram igual índice.
Por isso mesmo, a mesma pesquisa identifica Izaías como imbatível na disputa por um novo mandato. Se a eleição fosse hoje, ele teria 67% dos votos válidos, quase 60 pontos percentuais a mais do que Silvino Albino, seu principal adversário, que entrou na disputa pelo PPS. Régis só perde a eleição em Garanhuns se cometer uma atrocidade. Como é bastante inteligente, isso não acontecerá.
Tem chances, assim, conforme atesta o Instituto Opinião, de ser um dos prefeitos a sair das urnas com um dos maiores percentuais de votos no Estado. O engraçado é que Izaías enfrentou uma conjuntura extremamente desfavorável. Pegou quase uma massa falida de Luiz Carlos, seu antecessor. Uma das suas primeiras decisões foi reduzir despesas com pessoal. Enxugou a folha, fez uma poupança interna e começou a fazer as obras que prometeu ao longo da campanha.
Calçou uma penca de ruas, iluminou a cidade, promoveu o Natal Luz, construiu escolas públicas, dialogou com a sociedade e empreendeu a marca de um gestor moderno e eficiente. Sem contar com o apoio do Governo do Estado, pelo fato de ter apoiado Armando Monteiro Neto para governador, buscou parcerias federais e com a iniciativa privada. O sucesso da sua administração inibiu a oposição.

O único que se aventurou a enfrentar o trabalhista foi Sivaldo Albino, entre os nomes que se apresentavam mais palatáveis à sociedade. Mas o pós-comunista, além de não unificar a oposição, não conseguiu discurso convincente para se contrapor ao sucesso da gestão de Izaías. Os números do prefeito garanhuense reforçam, por si só, a tese mais óbvia do que elementar: prefeito aprovado não perde eleição.

Nenhum comentário:

Postar um comentário