Governo do Estado

Governo do Estado
Governo do Estado

domingo, 14 de agosto de 2016

AQUELA CASA SIMPLES

Tem uma música de Roberto Carlos que me faz lembrar muito do meu pai. É uma valsinha,  cuja letra expressa bem os sentimentos de um rapaz nascido no interior, que foi pra cidade grande e manteve viva as lembranças da casa em que nasceu, os gestos dos pais, os conselhos... 

O filho, romântico ou sentimental, carrega ao longo dos anos uma saudade imensa, daquelas capaz de doer e fazer um homem chorar. 

O título da canção é o mesmo da postagem.

Naquela casa simples
Você falou pra mim
Que eu tivesse cuidado
E não sofresse com as coisas desse mundo
Que eu fosse um bom menino
Que eu trabalhasse muito
Que o nome do meu pai soubesse honrar
E nunca fosse um vagabundo

Ainda não era dia e você me dizia:
Deus te abençoe, te guarde,
Se mantenha sempre em sua companhia.
E eu te olhei nos olhos, eu te beijei a mão
Eu disse amém
E o meu abraço fez você ouvir meu coração

Vida minha, vida minha

E andando pela rua
Meu pai bem junto a mim
Olhava com ternura
A lágrima molhar meu paletó de brim

Toda a minha bagagem
Num banco da estação
Era de amor, coragem
As bênçãos do meu pai, a fé e um violão

E na cidade grande
Tristeza e alegria
Uma saudade imensa
E a solidão que eu ainda não conhecia

E o tempo foi passando
E então eu compreendi
Cada palavra sua
Naquela manhã do dia em que eu parti

Vida minha, vida minha
Vida minha, vida minha

E veio a primavera
E as flores do jardim
Enchiam de perfume
As cartas que chegavam de você pra mim

Mas hoje com sorrisos
Podemos recordar
Mas sempre que me lembro
A emoção e dá vontade de chorar

Vida minha, vida minha

Vida minha, vida minha

Recordações.

Um comentário:

  1. Linda musica,letra perfeita,só quem viveu isso é que sabe o valor que é ter um pai...

    ResponderExcluir