Natal de Garanhuns

Natal de Garanhuns
A Magia do Natal

Governo do Estado

Governo do Estado
Governo do Estado

domingo, 31 de julho de 2016

LUCÉLIA SANTOS E LUZ DEL FUEGO

Dora Vivacqua, que ficaria nacionalmente conhecida como Luz Del Fuego, nasceu em Cachoeiro do Itapemirim (ES), mesma terra natal do cantor Roberto Carlos, no ano de 1917. A partir dos anos 20 foi morar em Belo Horizonte (MG) e quando começou sua carreira artística, se apresentando em circos, decidiu viver no Rio de Janeiro.

Embora tenha estudado ciências e letras, Dora optou mesmo pela vida artística e a partir da década de 40 começou a se tornar conhecida.

Ela se apresentava seminua, com duas serpentes se enroscando pelo corpo e sua performance chocava a sociedade brasileira da época.

Luz atuou também no cinema, embora sem o mesmo êxito de suas apresentações como dançarina, seja em circos ou teatros.

Muito antes da atriz Leila Diniz escandalizar o Brasil usando biquíni nas praias do Rio de Janeiro, inclusive quando estava grávida, Luz Del Fuego chamou atenção pelos seus casos amorosos, pela defesa do nudismo e da prática do naturismo.

Chegou a arrendar uma ilha, onde todos só podiam entrar totalmente sem roupa e tentou fundar o Partido Naturista Brasileiro, mas não conseguiu registrar a legenda.

Feminista que estava muito à frente do seu tempo, internada em institutos psiquiátricos e presa mais de uma vez, Dora Vivacqua terminou tendo um fim trágico: foi assassinada por pescadores da Ilha do Sol, onde vivia. O caseiro que trabalhava para a artista foi morta no mesmo dia.

Nos anos 70 a cantora Rita Lee compôs e gravou a música Luz Del Fuego, que foi um grande sucesso na época. A roqueira deixa claro na letra sua admiração por Dora, daí a homenagem na canção que traz versos como: Eu hoje represento a loucura/ mais o que você quiser/Tudo que você vê sair da boca/De uma grande mulher/ Porém louca".

A dançarina escreveu diários que foram publicados em livros e que comprometeram algumas figuras públicas com as quais ela manteve relações sexuais, incluindo um delegado de polícia e um senador da República.

LUCÉLIA – Lucélia Santos nasceu em Santo André, na Grande São Paulo, no entanto aos 14 anos já estava no Rio de Janeiro, estreando na vida artística numa peça de teatro. Nem bem tinha saído da adolescência foi convidada para trabalhar na primeira versão da novela Escrava Isaura, que fez grande sucesso no Brasil e no exterior.

Devido ao folhetim, Lucélia se tornou popular até na China, pois a novela foi exibida por lá. Ainda na TV, a atriz participou de Guerra dos Sexos, da série Malu Mulher, de Ciranda de Pedra, de “Você Decide” e mais recentemente da Dança dos Famosos, no programa do Faustão.

No cinema Lucélia Santos tornou-se uma espécie de musa de Nelson Rodrigues, atuando em vários filmes baseadas em sua obra, como Engraçadinha, Bonitinha Mais Ordinária e Álbum de Família.

Ainda na tela grande integrou o elenco de “Kuarup”, baseado no famoso romance do escritor Antônio Calado.

Nos últimos anos a atriz teve seu nome cotado para participar das novelas Alto Astral, Paraisópolis e Escrava Mãe, mas ela não chegou a se acertar com a Globo e a Record, deixando frustrado muitos dos que ainda lembram dela e a admiram.

Lucélia interpretou Luz Del Fuego no filme homônimo, de 1982, onde aparece inteiramente nua na maioria das cenas.

O longa fez muito sucesso e a imprensa brasileira registra que o ex-ditador Fidel Castro, de Cuba, até hoje guarda uma cópia do filme e se confessa fã de Lucélia Santos.

*Fotos: Lucélia Santos como Luz Del Fuego e a verdadeira personagem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário