Natal de Garanhuns

Natal de Garanhuns
A Magia do Natal

Governo do Estado

Governo do Estado
Governo do Estado

sexta-feira, 8 de julho de 2016

FALTA DE CHUVAS REDUZ A SAFRA EM 50%


Por Cloves Teodorico

A Secretaria de Agricultura e Abastecimento (SEAA), utilizando dados sobre os índices pluviométricos da Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac), divulgou uma avaliação sobre a redução das chuvas no mês de junho. A análise mostra que a diminuição é de 56,5%, quando comparado os últimos 10 anos – enquanto a média do mês é de 158mm, choveu apenas 68,6mm. 

Em maio deste ano, as chuvas já haviam ficado 32,5% abaixo da média do referido mês, apontam os números. De acordo com pesquisas de campo da SEAA, a redução do volume de chuvas provocou quebra de safra de feijão e milho no município de Garanhuns.

Os resultados indicam ainda que para os produtores rurais que plantaram feijão, em meados de maio, a quebra de colheita será superior a 50%. Os agricultores que plantaram no início do mês de junho devem ter perda de 25% a 30%. No caso do milho plantado na segunda quinzena do mês de maio, a perda ficará em torno dos 70%; a indicação é que seja aproveitada apenas a palha para ração animal – aqueles que plantaram no início de junho devem ter redução de 40%.

O produtor João Jerônimo, do Sítio Lajeiro, plantou, no dia 15 de maio, dois hectares, sendo um de milho e outro de feijão. “Com a falta de chuva, não vou colher quase nada. Vários pés de feijão morreram e os que sobreviveram estão sofrendo agora por causa do frio. O milho não vou colher nada. Uma tristeza mesmo para todos nós”, diz.

“É importante ressaltar que a redução da produção de milho e de feijão pode ser ainda maior, caso o regime de chuvas permaneça abaixo da média ou ocorra alguns dias de veranico, que são dias seguidos sem chover”, explica o secretário municipal de Agricultura e Abastecimento, Epaminondas Borges.

Nenhum comentário:

Postar um comentário