Natal de Garanhuns

Natal de Garanhuns
A Magia do Natal

Governo do Estado

Governo do Estado
Governo do Estado

quinta-feira, 16 de junho de 2016

ÁLVARO PORTO ARTICULA VOLTA DO MAJOR HUDSON

O deputado Álvaro Porto (PSD) se articula para que o Major Hudson de Moura Souza retorne ao comando do 9º Batalhão da Polícia Militar de Pernambuco, em Garanhuns. Nesta quarta-feira (15.06), o deputado fez apelo público ao Governador Paulo Câmara, ao secretário de Defesa Social, Alessandro Carvalho, e ao comandante da PMPE, Coronel Carlos Alberto D´Albuquerque Maranhão Filho para que o major seja reconduzido à direção do batalhão no Agreste Meridional. A solicitação foi apresentada à Assembleia Legislativa por meio de requerimento a ser publicado no Diário Oficial nesta quinta-feira (16.06).

Major Hudson foi transferido para Caruaru depois de atuar com êxito e prestar excelentes serviços a todo o Agreste Meridional por 16 anos. A decisão foi divulgada no último sábado (11.06) e desde então a população da região tem se manifestado contra. No seu perfil no Facebook, o próprio major se posicionou sobre o ocorrido.  “Tenho recebido inúmeras ligações e mensagens de amigos que fizemos ao longo desses 16 anos. Vejo nessas manifestações de carinho, o reconhecimento de cada noite que passei acordado no enfrentamento ao crime em Garanhuns e no Agreste”, escreveu ele.

O major afirmou ainda que, como servidor do Estado, está à disposição para cumprir seu ofício em qualquer lugar de Pernambuco e que está preparado para a nova missão em Caruaru, onde, segundo ele, está sendo muito bem acolhido. No entanto, informou que continuará morando em Garanhuns com a família. “Quero continuar à disposição desta terra que eu aprendi a amar. Quem tem no coração o desejo de servir ao próximo, não precisa de farda e nem de patente para isso”, explicou.

O 9° Batalhão da PMPE atende a 20 municípios do Agreste Meridional, onde residem 458,9 mil pessoas. Mesmo com as dificuldades operacionais da PM diante do vertiginoso aumento da criminalidade na região, vale registrar a dedicação e a bravura dos policiais do referido batalhão sob o comando do Major Hudson.

Na justificativa do requerimento, Álvaro Porto destacou que o Major promoveu bem-sucedidas campanhas pela paz, sempre com apoio da sociedade. Lembrou também que, por convocação do então governador Jarbas Vasconcelos, Hudson assumiu, a gestão do Hospital Dom Moura, trabalho que acabou reconhecido e premiado.


A justificativa ressalta também a ascensão na carreira – Capitão e Major -, o êxito no cumprimento de metas do Pacto pela Vida e a conduta sempre pautada pela seriedade e eficiência do militar. Em suma, o apelo pelo retorno do Major Hudson está fundamentado na boa relação, na admiração e na confiança que a população do Agreste Meridional tem por ele. 

2 comentários:

  1. Apoiadissimo Deputado, precisamos dar continuidade aos projetos criados por Major Hudson em nossa região.

    ResponderExcluir
  2. As nossas polícias Civil e Militar tem um papel importante na sociedade moderna.Hoje não é mais qualquer um que engaja na farda para honrá-la e defender os direitos do cidadão para ir e vir ao seu trabalho com tranquilidade.

    Eu fui presidente do Conselho Municipal de segurança pública e numa reunião onde estavam presente um sargento,uma agente da policia Civil,o delegado,um professor,um tabelião,um diretor e alguns presentes mais.

    Mané Guedes se expressou assim: "polícia é feito papel higiênico".O diretor imediatamente desclassificou a colocação do agente da polícia civil.Disse que a polícia merece respeito.Foi quando o Mané Guedes reafirmou que a polícia somente é chamada na hora da bronca.Depois ninguém chama um policia para tomar nem café em sua casa.

    Em seguida disse Mané Guedes.Eu fui chamado para apartar uma briga de duas mulheres que estavam agarradas e eu entrei no meio das duas e terminou elas me derrubando no chão e terminei levando tapa das duas.Todo mundo riu!

    As polícias exercem uma função tão nobre que,quando estão perto da gente incomodam,mas quando ficam ausente faz uma falta danada.

    Eu assisti um casamento e a Igreja estava cheia de gente. Entrou um cara sem camisa com uma faca peixeira em punho e sobe no altar.O padre correu e o rapaz ficou olhando pra todo mundo e toda a Igreja se levantou pasmado.O cara retornou pra rua correndo com a faca em punho e imediatamente tivemos que ir a delegacia e chamar a polícia.

    Ser um policial de verdade é uma missão espinhosa e que merecem de todos nós da sociedade as nossas considerações cordiais.

    Parabéns polícia brasileira, por colocar ordem na casa de mãe Joana!

    ResponderExcluir