Governo do Estado

Governo do Estado
Governo do Estado

terça-feira, 31 de maio de 2016

TEMER PERDE O SEGUNDO MINISTRO EM 19 DIAS

Em apenas 19 dias de governo, o presidente interino Michel Temer (PMDB) teve que demitir (ou fazer com que ele se demitisse) o segundo ministro de sua gestão. Desta vez quem deixou a equipe do peemedebista foi o titular da pasta da Transparência, Fabiano Silveira, que foi gravado fazendo críticas à Operação Lava Jato.

Inicialmente Temer achou que poderia evitar a demissão e chegou a comentar com a imprensa do Sudeste que os fatos envolvendo Silveira eram menos graves que os envolvendo Romero Jucá, o primeiro ministro a perder o emprego.

As pressões, porém, se fizeram forte ao longo do dia e até aliados do presidente interino na Câmara dos Deputados e no Senado pediram a demissão do ministro.

A TV Globo, segundo o jornalista Paulo Henrique Amorim “o farol que ilumina o golpe”, também usou o Jornal Nacional para “fritar” o Ministro da Transparência.

O presidente, temendo perder votos no senado no julgamento final do impeachment cedeu o apelo da Globo e ontem à noite mesmo Fabiano Silveira deixou o ministério.

Apesar do afastamento, o auxiliar de Michel Temer poderá continuar causando problemas. É que o Conselho Nacional de Justiça já anunciou que vai abrir, nesta terça-feira (31) investigação para apurar se Silveira usou o cargo de conselheiro do órgão para favorecer interesses privados.

A corregedora Nancy Andrighi, do CNJ,  viu indício de crime nas conversas em que o ex-ministro orienta Renan Calheiros sobre a Lava Jato.

Ao fim dessa fase, ela deve pedir ao plenário que abra um processo contra Fabiano Silveira.

Como o ministério do Governo Provisório é formado por muitos políticos investigados pela Operação Lava Jato, jornalistas de Brasília e São Paulo especulam que nos próximos dias pode haver novas baixas na equipe de Temer. Os profissionais de imprensa até já especulam: quem será o próximo?

6 comentários:

  1. “O Ministério Público Federal identificou pagamentos irregulares do Bolsa Família no valor de R$ 2,5 bilhões efetuados entre 2013 e 2014”, diz o Valor.

    “Segundo o MPF, o total de pagamentos realizado abrangeu cerca de 1,4 milhão de pessoas”.

    Isso é muito mais do que uma simples irregularidade – é desvio de dinheiro público para comprar votos.

    ResponderExcluir
  2. Quatro dias depois, o ex-presidente Lula ainda não negou ter dito ao ex-presidente José Sarney que estava arrependido de escolher Dilma Rousseff como sua sucessora. Em conversa gravada pelo ex-senador Sérgio Machado, Sarney afirmou literalmente, referindo-se a Lula: “Ele me disse que o único arrependimento que ele tem é ter eleito a Dilma”. A gravação da conversa foi divulgada no último sábado (28).

    Após relatar a Sérgio Machado o arrependimento de Lula, Sarney ainda reforçou: “Único erro que ele cometeu. Foi o mais grave de todos...”

    É a primeira vez que um aliado de Lula menciona em “on”, ainda que involuntariamente, o arrependimento de Lula por apoiar Dilma.

    Instruído por procuradores, em março Sérgio Machado pediu que Sarney o recebesse em casa, e gravou toda a conversa.

    O Instituto Lula diz que o ex-presidente não vai comentar “fofoca” e que a gravação “espúria” foi vazada ilegalmente com claros fins políticos

    ResponderExcluir
  3. A sorte de Temer é que ninguém quer a Dilma de volta, senão ele já teria caído

    ResponderExcluir
  4. Que Pais é esse Jesus ,agora tenho certeza que foi golpe ,tinha dúvidas.que bandidagem do colarinho branco.Dizer como minha vó e aja santinho do pau ôco ,bando de inconseguentes.Dalva

    ResponderExcluir
  5. Penso, observo e pergunto: E se Dilma voltar pessoal, o que será do Brasil?

    ResponderExcluir
  6. Dilma perdeu 7 ministros em um mês em 2011!

    ResponderExcluir