Natal de Garanhuns

Natal de Garanhuns
A Magia do Natal

Governo do Estado

Governo do Estado
Governo do Estado

segunda-feira, 16 de maio de 2016

O RETROCESSO NO BRASIL E UMA LIÇÃO DE CHAPLIN

Na década de 60, no Brasil, o presidente João Goulart queria fazer as chamadas reformas de base, incluindo a reforma agrária e ampliar os direitos da classe trabalhadora.

Foi derrubado principalmente por isso e chamado de comunista. Aliás, naquela época ficar ao lado do pobre era praticamente sinônimo de comunismo, tanto que até o arcebispo Dom Hélder Câmara foi perseguido e padre Henrique foi assassinado,  em nome dos “ideais revolucionários” do golpe de 64.

No Chile, no início dos anos 70, Salvador Allende, presidente socialista que estava fazendo uma revolução de verdade no país da América do Sul também foi derrubado por um golpe militar e assassinado dentro do Palácio.

Assumiu o general Augusto Pinochet e promoveu um “mar de sangue” no Chile, tirando todas as conquistas do povão da época de Allende.

Como em pleno Século XXI, na Era do Computador, não fica bem aplicar golpes militares como os do passado, a direita associada às elites mais conservadoras recorrem a novos métodos. Há uma capa de legalidade e sofisticação nos processos em curso.

Isso aconteceu há pouco tempo no Paraguai, um país pequeno, e se repetiu no Brasil gigante agora há pouco, com a vitória no Congresso das forças políticas derrotadas nas urnas.

Temos um retrocesso em todos os sentidos, embora o governo mal tenha começado: em relação às mulheres, aos negros, os índios, o funcionalismo público federal, os trabalhadores da iniciativa privada...

Não é conversa de quem foi jogado na oposição ou de derrotados falar em cortes no Bolsa Família, no ProUni, no Pronatec e na privatização do ensino médio e de empresas lucrativas que existem no Brasil há muitos anos.

Eles pensam mesmo em entregar nossas riquezas e vendem a ideia - com apoio da Globo, Veja e outros veículos entreguistas a serviço do Grande Capital – de que essas medidas vão resolver os nossos problemas.

E tem muita gente do povo acreditando – como acreditaram em João Batista Figueiredo no passado, em Collor,  em Jorge Videla na Argentina, em Hitler na Alemanha ou Mussolini na Itália.

O Brasil não voltou aos anos 80, como escreveu outro dia o colega blogueiro Ronaldo César. Na verdade estamos com esse presidente conservador e a sua quadrilha de ministros retroagindo à década de 60, depois do golpe militar.

Mas a História é cheia de idas e vindas e como prega o genial Charles Chaplin (que também foi perseguido e chamado de comunista) no filme “O Grande Ditador”:

“A desgraça que está agora sobre nós não é senão a passagem da ganância, da amargura de homens que temem o avanço do progresso humano: o ódio dos homens passará e os ditadores morrem e o poder que tiraram ao povo, irá retornar ao povo e enquanto os homens morrem [agora] a liberdade nunca perecerá…

7 comentários:

  1. UM HOMEM É O QUE ELE LÊ!!!

    No Fantástico do ultimo domingo a reportagem de entrevista de Michel Temer mostrou a prateleira de LIVROS onde ele disse que gostava de ler. e lá estavam os seguintes títulos!!!

    Permacultura - Princípios e caminhos além da sustentabilidade, de David Holmgren.

    Combustíveis no Brasil - Desafios e Perspectivas.

    ORVIL - Tentativas de Tomada do Poder, de Licio Maciel e José Conegundes do Nascimento.

    Soja: manejo integrado de insetos e outros artrópodes-praga - EMBRAPA.

    O Livro Negro do Comunismo, de Andrzej Paczkowski, Karel Bartosek, Mart Laar, Nicolas Werth e Stéphane Courtois.

    125 Contos de Guy de Maupassant.

    Os sucessores do Barão: relações exteriores do Brasil, de Fernando de Mello Barreto.

    ''Cidadão do Mundo: O Brasil diante do Holocausto e dos Refugiados do Nazismo'', de Maria Luiza Tucci Carneiro.

    What the U.S. Can Learn from China: An Open-Minded Guide to Treating Our Greatest Competitor as Our Greatest Teacher, de Ann Lee.

    Pureza Fatal - Robespierre e a Revolução Francesa, de Ruth Scurr.

    Segredos do Conclave, de Gerson Camarotti.

    Justa, de Mônica Raisa Schpun.

    A Doce Vida Na Úmbria - Uma História de Amor e da Construção de Um Lar Numa Terra Estrangeira, de Marlena de Blasi.

    A Disciplina do Amor, de Lígia Fagundes Telles.

    ResponderExcluir
  2. "O saber a gente aprende com os mestres e os livros. A sabedoria, se aprende com a vida e com os humildes."
    Cora Coralina.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cora Coralina, CALA BOCA BURRA!!

      Excluir
    2. Quando agente não tem o que dizer, fala isso. Talvez não saiba nem quem foi Cora Coralina.

      Excluir
  3. As pseudo antas da esquerda não aceitam leis, não respeitam leis e acham que leis só devem ser aplicadas a seus adversários, mas quando suas barbaridades são tantas, suas demonstrações de incompetência e mal caratismo parecem infinitas e finalmente após muita paciência com suas safadezas as leis passam a ser aplicadas fielmente contra eles, aí é GOLPE!

    E eles esperneiam, passam vergonha, cospem, defecam, se urinam, tiram a mascara e mostram o que são, macacos viciados, onde a banana é o poder... Mas nada disso será suficiente para eles serem enfiados na cadeia um a um!

    ResponderExcluir
  4. Roberto a internet deu vozes aos IMBECIS : Ewerton Souto e Altamir Pinheiro

    ResponderExcluir
  5. Respondendo ao anônimo cabra safado Anônimo 17 de maio de 2016 19:09

    SE AQUETE SUJEITINHO ORDINÁRIO... AFINAL, VOCÊ É UM AMBÍGUO OU ANFÍBIO...

    ResponderExcluir