SEBRAE

SEBRAE
SEBRAE

ALEPE

ALEPE
ALEPE

terça-feira, 19 de abril de 2016

PSB PERNAMBUCANO É CHAMADO DE GOLPISTA E MENDONÇA FILHO É HOSTILIZADO EM AEROPORTO

A direção do PT de Pernambuco divulgou uma nota nesta terça-feira (19), chamando os integrantes do PSB de Pernambuco de golpistas, de terem sido decisivos para a vitória do pedido de impeachment e de estarem traindo a memória de Miguel Arraes e Eduardo Campos.

Segundo os petistas, o PSB fez com Dilma o mesmo que foi feito com Arraes em 1964, quando o então governador foi traído por seu vice, Paulo Guerra, e hoje é Temer que conspira contra quem foi eleito pelo voto popular.

“A violência contra a democracia e contra a soberania de 54 milhões de votos populares venceu com uma margem superior de 25 votos. Ora, a bancada do PSB possui 32 deputados federais e proferiu 29 votos aprovando o golpe, dentre estes os de todos os deputados da legenda em Pernambuco. Do Estado onde Dilma conquistou a maior vitória percentual do País no segundo turno em 2014 e, para a vergonha de milhões de pernambucanos, esses deputados deram os votos do quórum para o golpe, para afrontar e anular os votos dos eleitores pernambucanos para presidente. O PSB, então, foi o fiel da balança. Os votos de sua bancada teriam barrado o golpe na largada. Foram os votos decisivos do golpe. Isto, nem a história, nem notas agressivas poderão esconder ou escamotear. Não há como deixar de assumir a responsabilidade histórica por ter feito a diferença!”, diz a nota do Diretório do PT.

Os petistas lembram que Eduardo Campos, quando começou sua pré-campanha para presidente, enfatizava que com ele o PMDB de Sarney e Renan Calheiros não teriam vez pela primeira vez no Brasil. “Mas os votos do PSB no domingo foram para colocar o PMDB na presidência e na vice-presidência da república, e pela via do golpe fraudulento, do impeachment sem crime”, frisa a nota dos petistas, acusando o PSB de Pernambuco de ter desistido de sua linha histórica, de Arraes e de Eduardo Campos.

HOSTILIDADES – O deputado federal Mendonça Filho (DEM), uma das lideranças do movimento para tirar Dilma da presidência da República, foi hostilizado por um pequeno grupo de manifestantes, agora à tarde, quando desembarcou no Aeroporto do Recife. Chamado de golpista e oportunista, o parlamentar ficou visivelmente constrangido e depois disse que as manifestações representavam o “choro do perdedor”.

No link abaixo você confere o vídeo com as hostilidades a Mendoncinha e a reação do parlamentar:



*Foto: Folha de São Paulo/UOL

8 comentários:

  1. Quem estava no aeroporto para hostilizar o deputado que mais se dedicou ao impedimento de Dilma na Câmara: claro que era a turma da mortadela!

    ResponderExcluir
  2. Traidores Pernambuco foi muito beneficiado pelo governo federal e como Judas traiu Jesus Paulo câmera e corriola traíram o presidente mas 2018 vem aí vem pedir voto bando de traidores

    ResponderExcluir
  3. José Fernandes Costa19 de abril de 2016 22:04

    Esse Mendonça Filho da Puta é golpista e ordinário. - NÃO esqueço o que esse safado, boca de tabaco, fez com Miguel Arraes de Alencar, no terceiro mandato de Arraes, governador de Pernambuco! - Esse sujo Mendonça, junto com Jarbas Vasconcelos e outros da igualha deles, fizeram todo tipo de manobras cínicas para que Pernambuco não recebesse nem um centavo do governo federal. - E o governo federal, àquela época, era Fernando Henrique, o boca de sovaco. - Ainda por cima, Mendonça golpista apresentou emenda para reeleição de Fernando Henrique. - E, com a emenda aprovada, foram comprados deputados a 200 mil reais, cada. - E quanto não terá levado, em dinheiro, o Mendonça boca de tabaco?? - Ele É GOLPISTA CÍNICO e ORDINÁRIO, SIM. /.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O ex-governador Jarbas Vasconcelos junto com Mendonça Filho conseguiram bloquear os recursos da CELPE em torno de 1 bilhão de reais e trairam Miguel Arraes.Com esse dinheiro em mãos Arraes não teria perdido a eleição em 1998 com mais de um milhão de votos.Arraes deixou postes de eletrificação espalhados em todas as cidades de Pernambuco.Jarbas e mendonça filho acusaram por 20 anos Eduardo Campos de ladrão.Hoje o PSB vota nos traídores e golpistas,Eduardo Cunha,Michel Temer e cia.

      Excluir
  4. O desespero é grande. Veja só essa: observa o advogado José Paulo Cavalcanti Filho que se o Senado confirmar o impeachment de Dilma, já aprovado pela Câmara, ela ficará inelegível por 12 anos. A inelegibilidade começará em 1º/01/2019 e só se encerrará em 31/12/2026. Ela poderá, em tese, disputar um mandato municipal em 2028, mas arriscaria? Daí ser mais provável que ela fique inelegível até 2030.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A inelegibilidade é de 8 anos a conta e data da condenação em primeira instância, ou seja, a conta da data em que a pesidente foi condenada na comissão. Com isso ela ficaria inelegível até abril de 2024, ano de eleições municipais. Além do que há fatores que pode mudar o panorama política com,por exemplo, o desenrolar do governo Temer que pode levar o seu estafe de apoio a ser imbatível como também á uma derrota acachapante.

      Excluir
  5. Ela pode ficar inelegível, de acordo com o STF entre 4 a 8 anos somente! 8 anos se tiver algum agravante! O que não é o caso dela.

    ResponderExcluir
  6. Mendonça filho é entre tantos, não vale o que come

    ResponderExcluir