SEBRAE

SEBRAE
SEBRAE

ALEPE

ALEPE
ALEPE

terça-feira, 26 de janeiro de 2016

ESCOLA DE APLICAÇÃO DA UPE EM GARANHUNS TÊM ALTO ÍNDICE DE APROVAÇÃO NOS VESTIBULARES

O trio da foto foi aprovado no curso de medicina

A Escola de Aplicação Ivonita Alves Guerra, da UPE Campus Garanhuns, comemora o altíssimo índice de aprovação de seus estudantes nos exames vestibulares de várias faculdades de Pernambuco, e até de outros estados. Até agora já foram anotados 47 alunos feras, e alguns deles em mais de um curso, em um total de mais de 60 aprovações, a exemplo de Brenda Iraci Carvalho, aprovada em Medicina Veterinária, Biomedicina e Enfermagem.  "Estes números podem aumentar, pois estamos ainda contactando estudantes e alguns resultados ainda estão sendo divulgados pelas faculdades" - registra a profª Joscivânia Rodrigues, diretora da escola.

A diretora adjunta, Ayana Karine, reforça que o resultado é ainda mais expressivo devido os aprovados estudarem na escola há muitos anos. "A grande maioria está conosco desde os primeiros anos do ensino fundamental, e participaram dos seriados nos três últimos anos".

O Reitor da Universidade de Pernambuco, professor Pedro Falcão, fez questão de parabenizar os jovens, enviando uma mensagem, onde destacou o desempenho da equipe de professores e servidores para a vitória acadêmica dos estudantes. "O resultado da Escola de Aplicação de Garanhuns é repetido pelas outras Escolas que funcionam na Universidade, que contam com o apoio institucional, infra-estrutura e campo de estágio da nossa licenciatura" - Afirma o reitor.

A Escola Professora Ivonita Guerra está entre as melhores do estado e tem a melhor classificação regional, segundo dados do IDEB e resultados do ENEM.

MEDICINA - Dois estudantes de Garanhuns, Giovanna Katherine Gueiros Guedes e Jônatas de Moraes Veloso, e um de Lagoa do Ouro, Caio César Vítor Costa, fizeram suas matrículas na última quinta-feira (21) no curso de medicina da UPE Garanhuns, aprovados em um dos mais difíceis exames vestibulares do estado, concorrendo com candidatos de todo o país.

Os feras estudam na Escola de Aplicação desde o quinto ano, e em conversa com a reportagem fizeram questão de enfatizar o desejo de, no futuro, atuando como médicos, permanecerem na região, próximos aos familiares e cuidando da saúde dos conterrâneos. (Texto de Ronaldo César, pela Assessoria de Imprensa da UPE). 

Nenhum comentário:

Postar um comentário