SEBRAE

SEBRAE
SEBRAE

ALEPE

ALEPE
ALEPE

terça-feira, 14 de julho de 2015

LEITOR DENUNCIA: Residencial Cidade das Flores atrasa entrega de casas

Na foto, clientes insatisfeitos.
 O blog recebeu um pedido de ajuda de um leitor, o Marcos Vínicius, que denuncia um caso que beira o absurdo. 
 Segundo ele, o mesmo comprou uma casa- junto à dezenas de pessoas - no chamado Residencial Cidade das Flores. As casas foram compradas em 2012, mas os contratos com só foram assinados em 2013. Como o prazo de entrega era de um ano, as casas deveriam estar prontas em dezembro de 2014. Já se passaram mais de 8 meses desde que a obra - que utiliza recurso federais - deveria estar pronta, e nem as casas foram entregues, ou mesmo a infra-estrutura prometida está pronta.
 Há um bom tempo que parece explodir em Garanhuns a venda de bairros planejados e residenciais. É comum para quem trafega nas ruas da cidade voltar com carro atolado de propagandas que são distribuídos nos semáforos do município. O caso ilustrado nesta matéria serve para que o leitor que pense em realizar a compra de um imóvel em um deste residenciais fique atento para que depois não tenha a dores de cabeça. 
 Em meio à tantos empreendimentos imobiliários a desconfiança é válida e sinal de bom-senso. Afinal, quem nos garante que as propostas que nos são garantidas nas publicidades e na boca dos corretores imobiliários se tornarão realidade? Pouco se sabe de como estes empreendimentos são realizados e é ainda uma dúvida o por que do negócio ser tão lucrativo a ponto de todas as saídas da cidade contarem com vários deste.
 Veja abaixo o depoimento enviado ao blog, e a matéria lançada pelo amigo Ronaldo César em seu blog, tratando do mesmo assunto.


"Boa tarde Roberto,


De acordo com a placa na construção, a obra deveria
ter sido finalizada no início de dezembro passado.
Eu e dezenas de pessoas estamos com sérios problemas junto à Construtora RRX. Em 2012 foi vendido com o slogan "O primeiro bairro planejado de Garanhuns" um residencial chamado Cidade das Flores (Próximo ao parque Acauã) com aproximadamente 100 casas na primeira etapa. O que acontece é que desde a assinatura do contrato em Setembro de 2013, o que demorou 1 ano para acontecer após as vendas, nós estamos pagando juros de obra e o prazo de entrega já teve duas prorrogações de 6 meses cada. Até agora não temos previsão de entrega de nossas casas pois toda a infraestrutura que foi prometida como pista de Cooper, árvores em frente as casas, e até o calçamento em cimento intertravado, não estão sendo realizadas como vemos nas fotos. Enquanto isso a construtora já está vendeu a segunda etapa e a primeira nem sequer está pronta ainda. Já são 3 anos de espera e como não conseguimos nenhuma posição da empresa estivemos reunidos no último sábado para reivindicarmos nossos direitos. Nosso pedido é que estas casas sejam finalmente entregues e que consigamos realizar nosso tão almejado sonho da casa própria que tem se tornado um pesadelo desde a compra deste imóvel.

Estamos solicitando o apoio da imprensa de Garanhuns para divulgarmos nossa causa. Agradeço muito caso seja possível divulgar em vosso site."

No blog de Ronaldo César, o leitor denuncia:

"Ronaldo, 


Gostaria de seu apoio para divulgar uma matéria em seu blog. Eu e dezenas de pessoas estamos sendo prejudicados pela construtora RRX. Ela está fazendo um novo bairro aqui na cidade – o residencial Cidade das Flores, próximo ao parque Acauã. O problema é que as vendas foram feitas em 2012 com promessa de entrega pra um ano e até agora não temos previsão de receber nossas casas, pois a RRX sempre adia. Nós, clientes, estivemos realizando um encontro na casa modelo do bairro, para cobrarmos a entrega de nossas casas e, por isto, gostaríamos de divulgar nossa situação na imprensa.

Na placa da obra o prazo anunciado para entrega das casas é Dezembro de 2014, e já com todos os atrasos possíveis, pois nós já esperamos por um ano para assinarmos o contrato com a Caixa. (Compramos em 2012 mas só assinamos com a Caixa em 2013, por isso o prazo está para Dezembro de 2014). Toda a infraestrutura que foi prometida como pista de Cooper, árvores em frente as casas, e até o calçamento em cimento intertravado, não estão sendo realizadas, como vemos nas fotos. Os prazos estão sendo adiados, a cada 6 meses eles pedem mais seis meses de prorrogação.

O que acontece é que até agora não temos previsão de entrega destas casas e já são 3 anos de espera e enquanto isso estamos pagando juros de construção que além de serem ilegais não nos foi avisado.

Gostaríamos que as autoridades pudessem ajudar a estas pessoas que sonham com suas casas e que já deveriam ter transformado este sonho em realidade.

Obrigado pela atenção e estou à disposição para mais esclarecimentos."

Para ver a matéria no Blog de Ronaldo, clique aqui.

Diferença entre as fotos de publicidade, e a atual realidade:








Nenhum comentário:

Postar um comentário