SEBRAE

SEBRAE
SEBRAE

ALEPE

ALEPE
ALEPE

segunda-feira, 20 de julho de 2015

ENCONTRO DE GERAÇÕES NO FIG

Na Praça Cultural Mestre Dominguinhos, a terceira noite de shows da 25ª edição do Festival de Inverno de Garanhuns, foi marcada por um encontro de diferentes gerações da música pernambucana. A primeira atração a subir ao palco principal, na noite de ontem (18), foi o garanhuense Hercinho e o grupo Os Cabra do Mato. Apesar da forte garoa, o público continuou fiel até a madrugada de hoje (19).

A programação da noite de ontem foi iniciada ao som de muito reggae, que contagiou o público presente, numa proposta por um resgate regional com influências de todo o mundo. “É sempre muito bom cantar em um evento como o Festival de Inverno. Ano passado toquei no palco pop e agora tocar no palco principal é uma honra. Fico muito feliz”, comentou Hercinho. Além de Hercinho (voz e violão), fazem parte do grupo Lucas Notaro (baixo), José Martins (bateria), Forllan Heberton (guitarra) e Charlotte Rautureau (clarinete).

A banda Eddie, que completa 27 anos de existência, foi a segunda atração da noite. Originada em Olinda, a banda já lançou o sexto álbum, intitulado “Morte e Vida”. Mesclando blues e samba, frevo e surf music, Caribe e Recife, músicas como “Desequilíbrio” e “Morte e Vida” fizeram parte do repertório. Um dos integrantes da banda falou sobre o show. “Nós vamos misturar algumas músicas já populares e outros do nosso novo disco, para o público conhecer. Vai ser um grande show, vamos botar todo mundo para suar, nessa noite fria de Garanhuns”, afirmou Fábio Trummer.

Já era início de madrugada quando a Orquestra Contemporânea subiu ao palco. O grupo é formado por Gilú Amaral (percussão), Rapha B (bateria), Hugo Gila (baixo), Juliano Holanda (guitarra), Tinê e Maciel Salú (vocais) e um dos mais expressivos saxofonistas do Brasil, o maestro Ivan do Espírito Santo. A mistura de tradições e influências é uma das referências do grupo, que já circulou por todas as regiões brasileiras.

A grande atração da noite foi o cantor pernambucano Lenine. Apesar do falecimento de seu pai, Geraldo Pimentel, dois dias antes de seu show, Lenine não desmarcou sua programação no Festival de Inverno e homenageou o seu pai, no show. “Eu dedico essa noite e todas as outras que virão a seu Geraldo”, afirmou Lenine. O artista cantou várias músicas de seu novo álbum, “Carbono”, mas não deixou de contemplar as suas canções já consagradas, como Leão do Norte e Paciência.

Texto: Ruthe Santana
Edição de texto: Cloves Teodorico
Fotos: Renand Zovka
Informações para a imprensa:
(87) 3762.0109 (Secom/PMG)

Nenhum comentário:

Postar um comentário