quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

O BIG BROTHER BRASIL 15


Começou o BBB 15.

Homens bonitos, mulheres lindas (nem todos ou todas) e uma conversa mole que não acaba nunca.

Pedro Bial está mais velho, embora a conversa besta seja a mesma.

Fizeram uma seleção mais caprichada este ano. Tem empresária antenada, aeromoça (Talita, na foto acima), produtor cultural, um poeta e uma professora de artes. Esta é uma senhora do Recife, de jeito muito sério.

Confinados dentro de uma casa, porém, sem muitas opções, os novos ”intelectuais” terminam caindo na mesmice. E haja abobrinhas. E o lado animal desperta, ficando evidente que algumas das gostosas e dos gatões estão mesmo é a fim de sexo. Dá a impressão que o cara foi para o Big Brother somente pra trepar. Como se não pudesse fazer isso cá fora.

Vão ser quatro meses de diversão. O programa irá se prolongar até abril. Sem muita novidade, sem conteúdo, mas com uma vantagem: é totalmente descartável!. Você pode ir no banheiro fazer suas obrigações, visitar a cozinha para um lanche, dar um beijo na namorada (ou esposa), afagar a filha querida, espantar o cachorro...E depois voltar tranquilamente pra frente da tela para dar uma espiadinha.

O pior do BBB não é o programa em si. É o jornalista de entretenimentos Pedro Bial querendo convencer a gente de que aquilo é um troço sério.

Como diria o Lenine, o cantor e compositor pernambucano, é preciso ter paciência...

2 comentários:

  1. Sinceramente...é o pior dos piores.

    ResponderExcluir
  2. Desde sempre só foi idiotice e pornografia. O programa é voltado para os menos esclarecidos, que infelizmente, é a maioria. Motivo pelo qual, jamais seremos um país intelectualmente desenvolvido, povoado de pessoas e bom gosto. Assitimos anualmente uma afronta aos valores familiares e não se faz nada.

    ResponderExcluir