domingo, 25 de janeiro de 2015

LÍDERES POLÍTICOS LAMENTAM MORTE DE ALEX

Pernambuco perdeu neste final de semana um dos maiores nomes do jornalismo local e nacional: José de Souza Alencar, mais conhecido por Alex. Ele tinha 88 anos de idade e durante décadas  assinou a coluna social do Jornal do Commercio do Recife.

Alex não era um simples cronista social. Tinha gosto pelas artes, principalmente pelo cinema e pelaa pintura.

A morte do jornalista repercutiu em todo o Brasil e algumas personalidades públicas fizeram questão de expressar sua opinião sobre a perda sofrida pela Imprensa Pernambucana.

O Ministro do Desenvolvimento, Comércio e Indústria Armando Monteiro, enviou ao blog a seguinte nota:

O jornalismo e a vida cultural de Pernambuco perdem um de seus maiores expoentes. José de Souza Alencar, o Alex, foi testemunha e ao mesmo tempo um talentoso narrador dos fatos que marcaram a vida social, cultural e política de nosso Estado nas últimas décadas. 

Ele se destacou pela imensa capacidade de lançar um olhar diferenciado sobre os grandes fatos, mas sobretudo sobre os pequenos acontecimentos do cotidiano, aos quais emprestava uma abordagem sensível e de forte significado humanístico. 

É importante lembrar também de sua paixão pelo cinema e pela pintura, o que o tornou referência de crítico cultural para gerações de artistas e admiradores da arte. 

É por tudo isto que lamentamos esta perda para o jornalismo e para a sociedade pernambucana.

Também o governador do Estado, Paulo Câmara (PSB), expressou seus sentimentos pela morte de Alex:

“Perdemos uma referência do jornalismo pernambucano, em especial do segmento cultural e social. Alex teve uma trajetória longa e atuante, formando novas gerações e ajudando a construir páginas importantes da história da nossa Imprensa. No entanto, talvez o aspecto mais marcante de Alex, nos últimos anos, tenha sido sua determinação em continuar no batente, em continuar escrevendo, paixão que transformou em profissão. Eu e Ana Luíza nos solidarizamos com os amigos e admiradores de Alex.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário