SEBRAE

SEBRAE
SEBRAE

ALEPE

ALEPE
ALEPE

terça-feira, 27 de janeiro de 2015

CADÊ OS CURSOS DA UFPE EM GARANHUNS?

O reitor da Universidade Federal de Pernambuco, o garanhuense Anísio Brasileiro, neste início de semana esteve em Caruaru e praticamente acertou com o prefeito José Queiroz a implantação do Curso de Medicina na capital do Agreste.

O mesmo Anísio esteve no gabinete do prefeito Izaías Régis, em abril de 2013, quando acenou para a vinda de cursos da UFPE para Garanhuns. Mas depois ninguém tocou mais no assunto. Talvez seja por isso que Izaías está tentando viabilizar a Faculdade de Medicina da Aesga. Neste caso ele não precisa esperar pela boa vontade de reitor nenhum, somente atender a burocracia federal.

3 comentários:

  1. Se perderam no caminho das promessas.

    ResponderExcluir
  2. Na minha modesta opinião:

    Seria melhor a AESGA, fazer um investimento na estrutura da autarquia, por exemplo: construindo um prédio de 5 andares, com umas 50 salas de aulas, com todo aparelhamento necessário e com professores competentes, e como já é credenciada no MEC, poderia tentar abrir alguns cursos importantes como: Biomedicina, farmácia, odontologia, fonoaudiologia, enfermagem, e nutrição... E se tornar um forte Centro Universitário na região.

    São cursos inéditos, que faz muita falta aqui na região do Agreste Meridional, que devido a sua inexistência obriga os vestibulandos, os estudantes a cursarem, ou buscarem essas graduações em outras cidades: Arapiraca, Caruaru, Belo Jardim, Recife, Maceió... Dinheiro que poderia melhorar bastante a economia de Garanhuns,
    O prefeito de Garanhuns deveria refletir sobre essa decisão de abrir um curso de Medicina na AESGA, e sim, lutar para colocar um novo curso de Medicina Humana, na UFRPE, (UNIVERSIDADE RURAL - UAG). Talvez fosse mais viável, já que a mesma oferece uma ótima estrutura, e é financiada pelo Governo Federal. E pode facilmente receber qualquer curso de graduação, desde que haja iniciativa em requerer aos órgãos responsáveis.

    Eduardo Brandão

    ResponderExcluir
  3. A Nossa cidade sofre com a falta de invertimentos na educação Principalmente no Ensino Superor !!!! Trazer um Campus da UFPE Seria uma grande vitoria para a região que ganharia cursos de alta qualidade que muitas vezes ficam espalhados nos grandes centros urbanos e Capitais!!!! a aesga seria uma boa opçao para abrigar alguns cursos mas ela é uma autarquia do governo municipal que cobra mensalidades para se manter!!! e acho ke ela nao tem condições físicas para abrigar mais cursos

    ResponderExcluir