SEBRAE

SEBRAE
SEBRAE

ALEPE

ALEPE
ALEPE

sábado, 26 de julho de 2014

TITÃS ENCERRAM HOJE O FESTIVAL DE INVERNO

Depois de nove dias de shows na Praça Mestre Dominguinhos, apresentações no Parque Euclides Dourado, Pau Pombo, Palco da Avenida Santo Antônio e na Catedral, o Festival de Inverno de Garanhuns chega ao fim, neste sábado, já deixando saudades.

A cidade respirou cultura durante mais de uma semana. No circo, no espaço dos artistas populares, no teatro, no casarão das artes.

Nesta sexta-feira, com show de artistas do agrado do povão, como Fábio Júnior e José Augusto, a Praça ficou pequena para tanta gente e foi preciso uma medida de segurança: as entradas foram fechadas e ninguém mais pode ter acesso ao palco principal.

Uma multidão em torno de 60 mil pessoas deu um colorido todo especial à madrugada mostrando mais uma vez o que é o nosso Festival! É o maior evento multicultural do Brasil! Orgulho de uma cidade e de um povo.

ENCERRAMENTO – Mas hoje tem mais. O encerramento do FIG 2014, ao contrário do que aconteceu o ano passado, será feito em grande estilo e certamente com uma grande multidão para prestigiar.

Os shows na Praça Mestre Dominguinhos começam a partir das 21h30, com Siba e Azougue Vapor, seguido das bandas Neander, Del Rey e o velho e bom grupo Titãs, um dos melhores do rock e pop nacional.


Viva Garanhuns e o Festival de Inverno!

4 comentários:

  1. Sr. Roberto.

    Sou leitora do seu blog, e este ano vim com a família de São Luis,MA e de SP, para Garanhuns participar do FIG, mais uma vez depois de 3 anos, confesso que fiquei feliz em ver que a cidade esta´ recebendo novas lojas, franquias famosas, porem algumas coisas me chamaram atenção:
    1. A grade artística do palco principal tem sempre as mesmas atrações, quase todos os anos, porque não dão oportunidades a outros artistas nacionais?, A quarta vez que assisto aos mesmos shows. percebi que o publico esta esvaziando a praça. algo que não acontecia em edições anteriores. Vi vários turistas também reclamando da mesmice nas atrações.
    Conversando com um pessoal que vieram de Recife, as opiniões e de que o FIG já foi melhor quando tinha novidades.
    2. Durante a semana alguns restaurantes nas proximidades da Guadalajara estavam totalmente vazios, em pleno festival, me falaram que era devido as atrações. Que prejuízo...
    3. As atrações do Circo poderiam melhorar, apesar de ser lotado pecou na qualidade, muito fraca a apresentação de ontem. mesmo que pra isso seja cobrado uma taxa simbólica.
    Apesar do contraste que e a avenida Rui Barbosa, com avenida Caruaru, esta muito suja, canteiros precisando ser revitalizados, a secretaria de serviços públicos, precisa cuidar mais daquela avenida que esta bastante desprezada e i pior sem saneamento. tem muita praça suja na cidade, já esteve em situação melhor.

    4. Alguns anos atrás, lembro-me que a prefeitura construia durante o evento uma vila de chalés coloridos bem simpáticos na frente do Centro cultural, para vendas de comidas e bebidas. e que após alguns anos foi substituídas por barracas simplórias, uma pena, pois empobreceu muito.
    5. Notei que a diminuição dos dias de shows do Palco pop e forro, parece ter reduzido a quantidade de pessoas nas ruas da cidade durante a noite, seria bom a prefeitura rever isso, futuramente pode prejudicar ainda mais a grandiosidade da festa.
    6. Quanto a estrutura, e a mesma desde anos 90 ?, tem muita barraca,na frente do camarote, e pouco conforto e carestia, deveria dar lugar ao publico, não há necessidade daquelas barracas grandes, ocupam muito espaço pois a praça e muito pequena, para ser ocupada com aquilo. vejo que falta um bom aquieto, para sugerir novas ideias. prova disso foi o show de ontem de Fabio Jr e Augusto, muita gente não entrou na praça por ser pequena e ocupada com bobagem. um exemplo: a casa de som poderia ser relocada para dentro do camarote, que por sinal precisa de uma decoração mais elegante, faltou telão na parte de traz da praça, próximo. ao centro cultural.

    Uma festa grandiosa com varias linguagens cultural, muito bonito, mais que precisa ser melhor preparada, a prefeitura precisa cuidar mais da cidade toda, melhorou muito a iluminação, mas precisa cuidar mais das praças dos jardins, e dos canteiros das principais ruas da cidade. e do seu principal patrimônio o FIG.
    Obrigada,
    Valentina Guimarães.

    ResponderExcluir
  2. Em parte você tem razão Valentina. Existe mesmo a repetição de nomes. Uma das razões é que quase todas as grandes estrelas da MPB já estiveram no Festival. Ana Carolina não veio o ano passado porque seu show custava R$ 400 mil, Maria Gadu esteve nas especulações este ano, mas alguma coisa não deu certo. Não se pode negar, porém, que alguns veteranos que vieram novamente em 2014, como Alceu, Geraldo Azevedo, Zé Ramalho e Titãs são sempre bem-vindos. Dos mais novos tivemos Vanessa da Mata, que já tinha vindo, mas está em seu melhor momento na carreira, e Marcelo Jeneci e Filipe Catto, que passaram quase despercebidos. Quanto ao público, sempre foi assim: tem dia que não tem tanta gente e tem dia que tem gente demais, como aconteceu nesta sexta-feira, dia 25. Vamos ver se no próximo ano, com a mudança de Governo, o FIG se enche de novidades. Um grande abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como fã de Filipe Catto não concordo que ele passou despercebido, é só verificar na página do cantor no facebook, os comentários dos fãs, os videos, as fotos, inclusive com a platéia lotada e vibrando muito. Como já assisti um show dele, sei que não tem como ser diferente, que ele arrasa ao vivo :)

      Excluir
  3. A Sra. Valentina tem razão em determinados pontos:
    A CIDADE PRECISA DE MAIS LIMPEZA URBANA, AFINAL A OBRIGAÇÃO DE QUEM FAZ UMA FESTA É LIMPAR A CASA TODA. (praças, ruas, canteiros), COM ANTECEDÊNCIA, E NÃO NO DIA DA FESTA.

    Quanto aos cachê, artista bom é caro mesmo, por isso a prefeitura busque parceria com a iniciativa privada, ou torne o evento patrimônio imaterial nacional do Brasil. assim conseguirá mais verbas.
    O FIG pode ter uma noite totalmente pernambucana (com esses ARTISTAS VITALÍCIOS), E nos outros dias dar oportunidade a atrações nacionais inéditas. Afinal quem movimenta a economia da cidade são os turistas, é bom pensar nisso!. o povo cansou de ELBA, ALCEU, LENINE, NAÇÃO ZUMBI....tinha pouquíssima gente na cidade nesses dias, em comparação ao último dia de TITÃS, que lotou a rede hoteleira, e todas as ruas do CENTRO, HELIÓPOLIS, E SÃO JOSÉ, de CARROS E ÔNIBUS.

    A PREFEITURA DE GARANHUNS DEVERIA CRIAR A SUA FUNDAÇÃO DE CULTURA E ADMINISTRAR TOTALMENTE O FIG. Sem intervenção da FUNDARPE.
    A FESTA PRECISA MELHORAR.
    Emilyane - JABOATÃO

    ResponderExcluir