SEBRAE

SEBRAE
SEBRAE

ALEPE

ALEPE
ALEPE

sábado, 26 de julho de 2014

LUIZ CARLOS ENTRA NA CAMPANHA DE CÂMARA

Paulo Câmara sai de Garanhuns, depois de vir prestigiar o Festival de Inverno, comemorando duas adesões de peso à sua candidatura: as do ex-prefeito Luiz Carlos de Oliveira e da atual vice-prefeita Rosa Quidute (PT), esposa de Bartolomeu.

Luiz Carlos governou Garanhuns durante oito anos, de 2005 a 2012, enquanto Bartolomeu Quidute administrou o município entre 1993 e 1996.

Entusiasmado com a adesão de Luiz e Rosa à campanha do socialista, um correligionário comemorou: “Agora Paulo sai dos 8% e começa a virada pra ganhar a eleição”.

5 comentários:

  1. Tô pagando para ver. É natural que Câmara aumente seu cacife eleitoral por conta de Dudu, mas, só e somente só por isso deverá haver um pequeno aumento, com esses apoios eu duvido muito.

    ResponderExcluir
  2. E Rosa não é do PT? Como diz o Altamir Pinheiro, eita coerência da gota serena. É por essas coisas que Garanhuns está no marasmo que está.

    ResponderExcluir
  3. armando vai da uma lapada nesse paulo que ele vai passar 30 dias sem sair de casa kkkkkk

    ResponderExcluir
  4. ex prefeito luiz carlos pior prefeito que garanhuns ja teve saiu com poir reprovacao do governo com mais de 90 por cento agora vem dale armando

    ResponderExcluir
  5. Quem era oposição batia forte em quem era governo.Quem era governo não fez as coisas certas e por isso recebeu muitas críticas às juntas e às vezes injustas.

    Quando a gente sai na rua e nos encontramos com alguns amigos na nossa faixa etária muitos nos abordam indagando sobre os candidatos. Uns perguntam quem vai ganhar e quem vai perder.

    Outros dizem, devemos estar ao lado de quem vai ganhar.Outros dizem,os partidos servem apenas de ponte para os políticos mandarem.outros questionam dizendo que o PMDB está de cima desde a época do Sarney.

    Quem ganhar o PMDB estará de cima. Outros questionam porque o Collor, o Maluf e o Sarney hoje estão com Lula e a Dilma quando antes eram criticados por todos.

    Outros falam das coligações mal feitas pelos partidos. Em São Paulo o PSDB se coliga com o PSB e no Rio de Janeiro o PT se coliga com o PSB.

    E essas coligações sem sentido e sem lógica se espalham por todas as cidades do Brasil. Esta semana tenho lido em outros blogs e jornais depoimentos sobre o triste e melancólico sistema político eleitoral brasileiro.

    Todos ficaram iguais.Os candidatos a governadores, a presidentes, a senadores e a deputados estaduais e federais precisam fazer uma reciclagem de seus discursos para não cometerem erros primários de esculhambarem um candidato a governador, por exemplo, numa cidade e em outra o prefeito dele ou cabo eleitoral estar apoiando o candidato que ele maltrata tanto.

    Mas tudo o que estamos vendo foi e é fruto da mediocridade do nosso congresso nacional que não acatou os debates sérios e responsáveis que foram feitos por um Dr. Jarbas Vasconcelos e um Dr. Pedro Simon que batiam piedosamente no sistema eleitoral com o fim das coligações partidárias,a fidelidade partidária, o voto distrital puro, financiamento público de campanhas e o barateamento dos custos das campanhas políticos que sacrificam milhares de candidatos pobres e competentes que aspiram disputar um cargo público.

    ResponderExcluir