Assembleia Legislativa

Assembleia Legislativa
Assembleia Legislativa

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

O CLIMA QUENTE DA POLÍTICA DE SÃO JOÃO

O radialista Eduardo Peixoto, da Rádio Jornal Garanhuns,  fez um comentário muito sensato hoje pela manhã sobre os episódios recentes na cidade de São João. Ele criticou as manifestações realizadas ontem no município, em clima de vandalismo.

Lembrou que o prefeito Genaldi Zumba não foi afastado pelo vereador Jamesson Guilherme e sim pelo Tribunal Regional Eleitoral.

O presidente da Câmara assumiu o Poder Executivo por estar comandando o Legislativo. Foi Jamesson, como poderia ser Antônio, Joaquim ou Manoel. No caso apenas está se cumprindo a Lei.

Os manifestantes de São João argumentam que Genaldi foi escolhido pelo povo e o TRE não estaria respeitando a vontade popular. Ora, se fosse assim governante nenhum do mundo poderia ser apeado do poder depois da votação popular.

Não é assim que a coisa funciona. O prefeito, governador ou presidente é escolhido democraticamente pela população, mas caso seja descoberta pela Câmara, Tribunais de Contas ou Justiça alguma coisa errada qualquer um corre o risco de perder o mandato.

No Brasil, Fernando Collor de Melo foi eleito presidente da República com milhões de votos. Essa foi a vontade popular em 1989. Mas apenas dois anos depois foi afastado pelo Congresso Nacional por não estar agindo direito no cargo. Já pensou se Collor tivesse o direito de fazer o que quisesse, sem risco de impedimento, por conta da tal “vontade popular”?

A respeito da situação de São João temos duas possibilidades legais, sem precisar de vandalismo e pseudos gestos democráticos: 1º) o Tribunal Superior Eleitoral de Brasília modifica a decisão do TRE e Genaldi Zumba volta ao cargo e termina o seu mandato; 2º) O TSE confirma a cassação e o município terá de realizar nova eleição, no dia 6 de abril. Neste último caso será o povo, mais uma vez, que decidirá os destinos da cidade.

SITUAÇÃO DOS CANDIDATOS – Temos três candidatos para disputar a eleição marcada para acontecer em São João, a depender ainda da decisão do TSE: Genival Zumba, Nélson Barbosa e Dantas do PT.

O caso por lá é tão intricado que até o dia 6 de abril ainda poderemos ter novas guerras travadas no âmbito do judiciário. Primeiro tivemos conhecimento de que houve um problema com relação ao vice de Nélson Barbosa, Jucélio Marinho, a princípio, para se manter na chapa. Segundo dizem os socialistas tudo está resolvido.

O petista Dantas parece estar com a situação inteiramente legal, pois pediu exoneração a tempo de um cargo comissionado que exercia na Prefeitura.

Assessores do prefeito interino, porém, divulgaram a versão de que Genival ocupava cargo de confiança no Governo do irmão, não foi exonerado nem por Genaldi nem por Jamesson, o que pode dar problema no registro de sua candidatura. Se isso proceder o clima político vai ficar ainda mais acirrado em São João e é bom desde já o Tribunal Eleitoral, o Governo do Estado, ou o Ministério Público adotarem providências para garantir a segurança no município. Não deixar para fazer isso quando acontecer o pior.

Hoje temos em São João um prefeito assustado, uma oposição um tanto desesperada e candidatos que não atendem telefone nem com reza, como se temessem alguma coisa.

É difícil saber o que vai sair desse quiproquó. (Foto publicada originalmente no Blog de Carlos Eugênio).

11 comentários:

  1. Acho todas as publicações do Roberto Almeida favoráveis apenas ao grupo de Nelsinho, querendo sempre atacar Genaldi, nessa matéria então nem se fala. É claro e notório a todos que sabem do que ocorre em São João, que o grupo dos Barbosas nao se conformaram com a derrota nas urnas e tanto fizeram que conseguiram essa cassação e desrespeitaram sim o direito do povo e a democracia, e esse TRE é injusto e tendencioso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que eu acho impressionante é a maneira como os poderosos do 55 falam da justiça não respeitam nem os tribunais, realmente é impressionante... Como é que um povo desse cumpre as Leis? Por isso que dançaram, por descumpri-las, depois ficam ai vendendo-se como coitadinhos, onde coitadinhos são aqueles que acreditam nas mentiras deles e ainda vêm servir de bucha para os poderosos de cidades vizinhas, que aqui estavam comendo o que o povo tinha direito, e outros daqui da cidade que estavam ganhando tanto dinheiro, que até entendo esse ato de vandalismo deles, não é brinquedo não viu, não só tem que queimar peneu como também rasgar outras partes do corpo.
      Ah, ia esquecendo, por falar em se conformar com derrotas, prq vcs tbm não se conformam. Aceita que doi menos.

      Excluir
    2. Eu penso q o bom jornalista é aquele que se mantém imparcial em suas colocacoes e sai de sua cadeirinha para verificar a veracidade dos fatos . Tambem já notei que alguns blogs, inclusive este, nao publicam os fatos quando estes estão a favor de Genaldi, mas quando as "noticias" vem do lado contrario, aí todos são uns santos.
      Todos da nossa cidade sabemos o quanto Jamesson ambicionava o lugar, que por pouco tempo ocupa. de tudo fez, agora vc vem dizer que ele é apenas um coadjuvante?
      E meu caro "jornalista" se vc não lembra as manifestacoes populares contra a Collor eram constantes e o povo foi quem mostrou sua força, não a chamada "justiça".
      Só um conselho, evite tomar partido. Venha conversar com o povo da minha terra. Depois exponha suas conclusoes!

      Excluir
  2. Vai ver Roberto Almeida era um dos juízes do Tribunal que cassou o prefeito de São João. É cada uma!

    ResponderExcluir
  3. Isso e por que nao viram como eles deixaram a cidade. Sem nada nem uma dipirona tem sao e muito vandalos esse povo. Genaldi aceite a determinacao da justica e entenda que sua vez passou

    ResponderExcluir
  4. EXATAMENTE, O POVO BURRO PENSA QUE ESTÁ ACIMA DA LEI, NÃO IMPORTA AQUEM POTOU ELE LÁ SE VISER MUTRETA TEM QUE PAGAR, E ROBERTO ALMEIDA NÃO JULGOU NINGUEM, VAI RECLAMAR COM O MINISTÉRIO PUBLICO, E OUTRA, O VERIADOR QUE ASSUMIO NÃO TEM NADA A VER COM ISSO SÓ OS BURROS É QUE ACHAM...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ANTES DE CHAMAR AS PESSOAS DE BURRAS, TENTE ESCREVER MELHOR, ORTOGRAFICAMENTE FALANDO. FICA MAIS BONITO, APESAR QUE COMPREENDI SUA IGNORÂNCIA!!

      Excluir
  5. Uma mulher que assumiu a Presidência da Câmara Municipal de Angelim e imediatamente assumiu a Prefeitura demonstrou durante mais de um ano no poder muita sinceridade,lealdade,postura e civilização com o tamanho do cargo que lhe foi confiado pela Justiça Eleitoral.

    Ser Presidente de uma Câmara Municipal é uma coisa e ser Prefeito é outra totalmente diferente.Principalmente de adversário político do Prefeito que é cassado pela justiça eleitoral.

    Eu assisti várias entrevistas e li também através do blog do Jornalista Roberto Almeida e Ronaldo César alguns pronunciamentos do prefeito interino. Achei que o mesmo não se preparou psicologicamente para assumir a Prefeitura e disse muitas bobagens e partiu imediatamente para o ataque insinuando de que iria fazer uma devassa na administração municipal.

    Mas era muito cedo para quem nem sequer teria sentado na cadeira de Prefeito conversar tantas besteiras diante de um processo e julgamento político que tiraria do poder um homem eleito pela maioria absoluta de seu povo pobre e humilde.

    Deixou repassar a impressão para o povão e para os seus eleitores e opositores de que partiria para retaliação imediatamente como se o mandado fosse durar uma eternidade e não vai.São apenas 45 dias tempo insuficiente para quase nada fazer e mostrar ao povo.

    Ao continuar assim estará alimentando um ódio tão grande no seio da sociedade a ponto de estragar não somente os seus,mas também os seus concorrentes e gerará mais desunião entre todos.

    Uma coisa é ser Presidente de uma Câmara Municipal e outra coisa é se Prefeito. Sem preparo e sem visão das causas e efeitos de seus atos,certamente, estará jogando aos pés a poeira da escuridão e da discórdia entre as famílias e entre o eleitorado que irá aos sítios e as ruas pedir o mandato do seu prefeito de volta.

    Protestar,reivindicar, requerer,se reunir,tocar fogo em pneus mostrando ao povo e a justiça suas revoltas nada disso é estranho diante de milhares que aconteceu no mundo todo e no Brasil também. Graças a Deus nenhuma vítima e apenas se tocou fogo em pneus velhos que serve mesmo para ser queimados.

    Esse tipo de protesto é dos mais simples e mostra ao povo a ira e a revolta do um povo que com galhos e matos , mandiocas e macaxeiras foram as ruas dizer que não gostaram de forma alguma. Eu também não gostei diante dos milhares de erros , falhas e CAIXA 2 que as raposas praticaram neste país e estão todos leso e soltos pela própria justiça eleitoral brasileira.

    Se conselho fosse bom não se dava, se vendia! Palavras de um Servidor Público.

    ResponderExcluir
  6. Agora a culpa é de Roberto Almeida, kkkkkkkkk minha gente, ele so falou a verdade, vejam a comparação inteligentíssima que ele fez com Collor, se não sabe governar, xauu.. E assim é a vida. Aceitem a decisão da justiça. Era um sonho, acabou. Genaldi, va simbora entregar a hilux locada e paga pelo dinheiro público vá. Opps, agora não, né? Deixa o povo pensar que ela é minha ou que to pagando com o dinheiro da mandioca. Mas dessa vez não é pra trabalhar, é pra se internar. E ainda vem dizer que ficou 300 mil na conta da PM, homii, fala a verdade ao menos uma vez na vida. Ficou foi 1080 só em caixa. Roberto Almeida bem que poderia saber de todos os fatos.

    ResponderExcluir
  7. Roberto Almeida, estava sintonizado e ouvi a opinião do radialista e posso afirmar que ele não falou nada sobre "vandalismo", apenas ressaltou que a manifestação era em apoio a Genaldi, e não contra Jamesson. Até porque, a convocação do último para assumir a prefeitura foi legal. Lembro principalmente de ele criticar jornalistas e blogueiros que publicam suas matérias de "ouvi dizer", sem mesmo estarem presentes na ocasião para terem uma noção ampla da situação. Que só expõem uma versão dos fatos, contada por uma das partes interessadas, e com isso deixam de ser parciais e tornam-se partidaristas. Se você ouviu a entrevista, deve lembrar. Ou será que foi alguém que ligou para você pediu que publicasse isso?

    ResponderExcluir
  8. Lucas, a quem está direcionada essa pergunta?

    ResponderExcluir