SEBRAE

SEBRAE
SEBRAE

ALEPE

ALEPE
ALEPE

domingo, 22 de dezembro de 2013

VIA CRUCIS

Isabela Calado,  funcionária pública e bacharela em direito levou uma queda, neste sábado, nas proximidades de um restaurante da cidade. Ficou se acabando em dores e partiu uma mão ou dedos em três lugares. Amigos chamaram o SAMU, que não veio. Levada a um hospital particular da cidade foi muito mal atendida e o médico de plantão se recusou a olhá-la. Foi a outro hospital privado e neste pelo menos o plantonista viu a paciente, mas explicou que não podia fazer nada. O caso era para um ortopedista. Buscou socorro no Dom Moura, onde confessa recebeu melhor tratamento de que nas casas de saúde particulares.

Sem ortopedista em Garanhuns nos hospitais que procurou, foi parar em Caruaru. Mas a situação por lá também não foi diferente. Em dois hospitais não encontrou ortopedista. Se acabando em dores já está em Recife. Pode ser que por lá ainda exista tal especialidade.

Por conta de casos assim e de muitos outros o Brasil precisou criar o programa Mais Médicos e importar profissionais do estrangeiro. Os cubanos que estão aí, que foram vaiados e chamados de escravos estão dando show. Aqui mesmo em Garanhuns tem uma, que trabalha muito bem e nos municípios de Saloá e Bom Conselho a população está achando uma bênção a presença das gringas ou dos gringos

Reze pra não adoecer. Principalmente se o dinheiro anda curto.

13 comentários:

  1. Concordo plenamente que mais MÉDICOS ESTRANGEIROS venham pa ra o nosso país. Marcos-Garanhuns

    ResponderExcluir
  2. Essa não é a primeira vez que pacientes chegam nesses Hospitais de luxo e não tem ninguém para atender.

    ResponderExcluir
  3. A marfia médica aqui de Garanhuns é grande a população não tem ideia do que os médicos fazem com os pacientes e o quanto eles ganham com o sofrimento dos outros. Mas a população de Garanhuns aceita tudo de bom grado ninguém faz nada pra exigir melhor tratamento, e é porque o serviço particular vc paga do seu bolso. Em outros aspectos também o povo de Garanhuns não faz nada, por exemplo uma passagem de ônibus para a cidade de Palmeirina não custa mais do que R$2,50, enquanto que pagamos muito cara pra sair de um bairro até o centro paga a mesma quantia e ninguém faz nada. Carla - Cohab II

    ResponderExcluir
  4. em iati ,não esta sendo diferente não tem médico hoje e também a manhã,e agora o que faremos se alguem adoece .

    ResponderExcluir
  5. Enquanto a classe médica não for classificada como uma carreira de estado, com planos de cargos e salários, ascensões funcionais etc, bem como as outras profissões ligadas a saúde, viveremos essa " via crucis".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jaciara Cavalcanti15 de janeiro de 2014 13:43

      Concordo Antônio, inclusive com salários iguais a qualquer profissão de nível superior. E não uma diferença grotesca como acontece hoje. Na verdade isso só muda com maior oferta de profissionais, como acontece em outras profissões também, e isso logo vai acontecer, diante da quantidade de faculdades que estão abrindo.... Agora sobre a competência destes, aí é outro conto....

      Excluir
  6. No final do seculo passado a coisa já era um desaste. Depois que o PT assumiu ai virou esculhambação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não tem quem aguente essa viúvas da direita raivosa do nosso país.

      Excluir
  7. dexa de sê besta no tempo de Fernando henrique era pió

    ResponderExcluir
  8. NAO ACHO NAO QUE NO TEMPO DE FERNANDO HENRIQUE ERA MUITO PIOR NAO. NO TEMPO DE FERNANDO HENRIQUE O DOM MOURA FUNCIONAVA MUITO BEM. NO TEMPO DO LULA, ESSA DILMA E PT É UMA BAGUNÇA E ROBALEIRA MUITO GRANDE. O PT SUCATEOU A SAUDE.

    ResponderExcluir
  9. AQUI ESTÀ SE FALANDO DO HOSPITAL PARTICULAR, VEJA QUE O PUBLICO ATENDEU MELHOR A PACIENTE EMBORA NÂO TENHA RESOLVDO.

    ResponderExcluir
  10. Médicos deveriam primeiro atender o paciente, olhar, passar algo para aliviar as dores, encaminhar depois para o especialista, salvar vidas, socorrer vítimas, serem um pouco psicólogos diante do sofrimento alheio, mas aqui em Garanhuns não se dão nem o trabalho de saírem da sala de repouso para ver o paciente, onde estamos? que juramento é este que se faz quando se conclui o curso de medicina? onde está a humanidade , o respeito e direito do cidadão????que hospitais são esses, que luxuosos são mais não têm profissionais para atender, do que adianta ter um plano de saúde, se na sua cidade não tem médicos.
    Gente vamos rever isso e começar a cobrar das autoridades , dos senhores donos dos hospitais, dos planos de saúde. Não dá para continuar assim, vamos a luta, somos cidadãos, pagamos nossos impostos, VAMOS DÁ UM BASTA !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jaciara Cavalcanti15 de janeiro de 2014 13:48

      Fora que quando atendem não sabem fazer uma investigação pra fechar diagnóstico. Ficam brincando de adivinha (esse remédio vai dar certo; Ah, mais agora ess vai resolver seu problema), enquanto o caso vai se agravando.... Faz medo adoecer fim de semana em Garanhuns

      Excluir