ALEPE

ALEPE
ALEPE

GOVERNO DO ESTADO

GOVERNO DO ESTADO
GOVERNO DE PERNAMBUCO - FUNDARPE

domingo, 22 de dezembro de 2013

O CASO DOS VEREADORES DE CARUARU

Esta semana mais uma vez a Câmara de Vereadores de Caruaru foi tema negativo nos principais órgãos de imprensa do Estado e também na mídia nacional, devido à prisão de dez vereadores - todos da oposição e quatro da base governista. Eles são acusados na operação Ponto Final de cobrar propina para votar projetos de interesse da população e que vinham do Poder Executivo. Segundo a Secretaria de Defesa Social, os edis pediram suborno na ordem de R$ 2 milhões. O foco das investigações foi o empréstimo que a prefeitura quer adquirir para implantar o BRT em Caruaru, cerca de R$ 250 milhões.

Essa não é a primeira vez que a Câmara está envolvida em escândalos de desvios de recursos ou má gestão do dinheiro público, trazendo à tona casos como a viagem do então presidente da Câmara, Neguinho Teixeira, à Argentina, além da própria condenação dele por desvios de recursos a mais de 20 anos de prisão.

Atualmente essa decisão está em fase de recursos, mas vale lembrar que o então presidente chegou a passar vários dias na Penitenciária Juiz Plácido de Souza, onde estão os dez vereadores detidos esta semana. Ainda este ano, o vereador Jajá chegou a ser preso, sob acusação de ter comprado carro roubado e adulterado a documentação para dar legalidade ao veículo. Esse processo está em fase de sentença na IV Vara Criminal.

As denúncias da operação foram feitas há cerca de seis meses, depois que a Câmara rejeitou, através de votação, projeto de lei que modificava as regras para o transporte público na cidade. Na época, comentou-se que alguns edis teriam recebido até R$ 80 mil. As acusações vieram a público através de fala dos próprios vereadores na Tribuna da Casa Jornalista José Carlos Florêncio. Na cidade, o clima é de surpresa, já que alguns dos nomes estão na política há mais de 20 anos.

Para alguns analistas políticos, a sociedade brasileira está avançando de forma significativa, principalmente na cobrança de uma postura diferenciada dos políticos e agentes públicos em todas as esferas. A nova política, que tanto se prega, começa com uma mudança profunda da sociedade brasileira, na hora do voto, de escolher seus candidatos. Um dos exemplos da falta de sintonia está nos protestos que ocorreram em junho deste ano, em praticamente todas as capitais e cidades de médio porte.

Em Caruaru, as acusações são chocantes e, caso se comprovem, deve mudar de forma significativa os rumos da política local, principalmente se o eleitor estiver atento a tudo que está acontecendo. Vale lembrar que, desde o início do ano, as sessões na Câmara estão sendo acompanhadas por uma boa quantidade de pessoas, fato raro em outros tempos. Que a nova política também seja construída aqui, cidade que já revelou grandes nomes nacionalmente, entre eles três vice-governadores e um ministro. (Editorial publicado pelo Jornal Vanguarda, o mais antigo da Capital do Agreste).

Um comentário:

  1. O salário de vereador em qualquer cidade se tornou uma cobiça, uma inveja, uma traição fora do comum.Qualquer zé ninguém de um dia para outro se torna vereador em qualquer cidadezinha do interior do Brasil.

    Basta ter a coragem de gastar em torno de cinquenta mil reais.Acontece que muitos nessa eleição de 2012 gastaram fortunas e perderam as eleições.Numa cidade como Ipojuca teve vereador que gastou trezentos mil reais e perdeu a eleição.

    A maioria dos candidatos a prefeito não quer nem saber do trabalho dos vereadores. Insinuam meio mundo de gente a ser candidato.Eu tomei conhecimento de que houve uma reunião na casa do futuro candidato a prefeito faltando um ano para as eleições e somente de uma família apareceram 4 candidatos a vereador: o pai,o filho e dois primos. Numa família aparece mais 2 candidatos e é pai contra filho e vice -versa.

    A estratégia dos possíveis candidatos a prefeito é bombardear aqueles que tem serviços prestados e sabe exercer um cargo público com decência e competência.Eles ficam escolhendo a dedo aqueles que tem dinheiro para gastar e tem um carro para ajudar nas campanhas.

    Conheço alguns deles que venderam os caminhões que tinham para gastar nas campanhas políticas.Muitos deles chegam quebrado, fundido até o eixo e outros na qualidade de presidente da Câmara Municipal praticaram verdadeiras patifarias com o dinheiro público. É desse tipo de pessoas que muitos prefeitos preferem, governadores e presidente também.

    Com apenas um ano de administração muitos desses vereadores para continuarem sonhando em ser novamente verreador precisam fortalecer o CAIXA 2 de campanhas para poder daqui a 3 anos retornar a comprar esse povo que se vende mesmo por qualquer moeda de 50 e 100 reais.

    Se isso fosse privilégio somente de Caruaru seria um fato consumado. A epidemia tomou conta de todos os municípios do Brasil e os nossos Deputados Federais que esbanjam ALTÍSSIMAS MORDOMIAS lá em Brasília apenas reproduzem o mar de lama podre que alastrou pelos quatro quadrantes do país continental chamado Brasil.

    Por isso que eles são contra a tomada de decisão que s SUPREMO TRIBUNA FEDERAL vem tomando no quesito PROIBIR os empresários de fazerem DOAÇÕES aos partidos e aos políticos privilegiando apenas os GRANDÕES e os TUBARÕES.

    O mal vem de cima para baixo.Se o Deputado faz assim por que nós não agimos assim também?

    Esse povinho não se envergonha do sofrimento de um José Dirceu, José Genoino, Delúbio Soares, Pedro Correia,Pedro Lama,Marcos Valério,Karina, PC FARIAS,Collor, Sarney, Itamar, FHC e Lula fora todos os ex-governadores de Pernambuco e do Brasil.

    ResponderExcluir