SEBRAE

SEBRAE
SEBRAE

domingo, 23 de dezembro de 2012

SECRETÁRIO PODE SER UM COMPLICAÇÃO

O secretariado de qualquer prefeito muitas vezes pode ser um grande problema. Aqui em Garanhuns muita gente acha que Luiz Carlos de Oliveira se perdeu porque não se cercou de bons auxiliares. Na minha terra, Capoeiras, a avaliação é de que pelo menos três secretários pesaram negativamente, fazendo com que Dudu perdesse a eleição mesmo tendo feito uma boa gestão. Um amigo meu,  que conhece bem a política do Agreste, revelou que um único secretário de Sandoval pôs tudo a perder levando o socialista a ser derrotado por Ronaldo Ferreira.

É complicado esse negócio de secretário.

O problema começa já na escolha, quando o prefeito nem assumiu. Por isso alguns dos eleitos são muitos cuidadosos. Veja o caso de Rossine (PSD), em Lajedo: até o momento não deixou ninguém na cidade saber o nome de ninguém de sua equipe e estuda cada opção criteriosamente. Tem todo cuidado do mundo para não errar, pois sabe que depois, até consertar a falha, o estrago está feito.

Armando Duarte, de Caetés, e Izaías Régis, de Garanhuns, ambos petebistas, optaram por divulgar alguns nomes extraoficialmente, como para sentir a reação do distinto público. E foram felizes até agora. Ninguém aqui no município anda criticando Geandré Nogueira, Gerlane Melo, Giane Lira, Alfredo Gois, Janecelia, Marcos Renato e Epaminondas Borges. São técnicos, representam mudança e a população está acreditando na equipe. Vamos esperar o anúncio oficial, quarta-feira, e o restante da equipe, para saber se os humores do eleitorado continuam favoráveis ao prefeito eleito.

A situação é parecida em Caetés. Dos quatro nomes anunciados até agora, mesmo que de forma não oficial, parece não haver maiores restrições no município. Soraya, Jucélio, Galego e o ex-vereador Neguinho (cotado para a Ação Social) parecem ter bastante crédito junto à população. Mas os eleitores têm avisado, até pelos blogs: cuidado para não errar nos outros. E aí criticam fulano e sicrano, sem nem ao menos saber se o prefeito está pensando naquela opção.

As maiores reações até agora, com relação aos secretários anunciados, vieram de São Bento do Una. Dra. Débora anunciou a equipe toda de uma vez, no dia em que foi diplomada e dá para perceber que houve reação mesmo entre os seus eleitores. O vereador Washington Cadete, mesmo tendo sido derrotado por larga diferença, aproveitou e na bucha enviou para alguns blogs (inclusive este) um artigo criticando um por um dos escolhidos pela prefeita. O representante do PR, dizem, é candidato a deputado. Começa a fustigar a socialista antes mesmo do início do governo, de olho nas insatisfações naturais que surgem na escolha de qualquer secretariado.

Maquiavel pregava que "ninguém governa o governante". Certíssimo. O Líder, o Príncipe, deve sempre estar à frente das suas tropas, saber comandar. Sua autoridade não deve ser questionada. Mas um prefeito com secretários fracos, inoperantes, sem pulso ou ação, termina naufragando junto com sua equipe. Governo forte tem de ser forte no todo. Não é permitido vacilos. Por isso que todo cuidado é pouco. O erro cometido agora, com a escolha de algumas peças que não se encaixam, pode virar uma bola de neve e comprometer uma administração que tinha tudo para dar certo. Não me refiro especificamente a São Bento do Una, até porque o furdunço criado lá pode ser somente esperneio da oposição. Essas considerações servem para todos os governantes que estão assumindo a partir de janeiro os seus mandatos.

17 comentários:

  1. Caro Roberto Almeida, confira a enquete feita pelo www.tvsbuna.com.br e verás qual é realmente o sentimento da população referente ao secretariado da futura gestão!

    ResponderExcluir
  2. Na enquete feita pelo site www.tvsbuna.com.br/ até o momento 88,1% consideraram péssima a escolha da prefeita e apenas 1,52% consideram que Dra. Débora acertou.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pe. Aldo está sendo tratado como um leproso, inclusive pelo vice, que no dia da diplomação não falou se quer em seu nome. Ainda bem que dia 02 deixa São Bento. Um dos sofrimentos é ser acusado de está com Washington, e esse comentário parte do futuro governo. Comentário este que não acredito ser verdade.

      Excluir
  3. Todo mundo sabe que Seu Luiz da Farmácia (o Imperador com diz Seu Ivo Amaral), cometeu muito erros na administração dele, resultando em grades prejuízos para o município durante estes oito anos de mandato, atrasando o progresso de Garanhuns em muitos anos(há quem fale em 50 anos de atraso), pois nosso município ficou excluído do crescimento do estado de Pernambuco. O maior erro dele foi à escolha de sua equipe, batendo o recorde de nomeações em toda historia da terra de Simôa, chegando perto de cinqüenta nomeações. Deus queira que o fato não se repita, pois nosso município não suporta mais tantos erros político administrativo. Só esperamos daqui para frente é muitos acertos. Todos nós votamos pelas mudanças, e não aceitamos mais tanto atraso.

    ResponderExcluir
  4. A verdade é que a grande maioria não aprovou, estão calados com medo de perderem uma possível boquinha, mas já, já......

    ResponderExcluir

  5. Concordar é preciso. Certas escolhas não terminam surtindo o esperado; pois, a eficiência não é eficaz, porque o que sobra na capacidade, falta em sensibilidade no trato com as pessoas, que não suportam a truculência...
    O prefeito DUDU fez e faz tudo que gostaria de fazer pelo seu município; Deus vai sempre lhe retribuir pelo que proporcionou aos menos favorecido; no mais, tudo isso faz parte da política em geral; Uns brigam para não deixar, outros, querem mamar nas tetas da entidade pública. Esta foi a opinião de Jão do Pêu.

    ResponderExcluir
  6. Parece que Débora, com toda sua competencia cometeu erros gravissimos. Ao escolher seu marido, um secretário de Lajedo e um babão do seu pai, ela conseguiu que toda sua equipe fosse criticada injustamente. É como uma fruta podre que estraga toda uma cesta. Lamento que Drª Débora esteja passando por isso, ou esta competencia é ficticia.

    ResponderExcluir
  7. Caro Roberto Almeida, considere a situação das escolhas feitas pelo prefeito de Iati Padre Jorge, deixando um vereador tomar todas as decisões,até escolher as secretarias como a de educação, saúde, esporte etc.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Roberto, o secretário de Articulação, leia-se o marido de Drª Débora já começou a trabalhar, reuniu os vereadores Bruno Braga, André Valença e Avanildo Cavalcante para tratar da presidencia da Câmara, afinal os três são candidatos. Dinheiro vai rolar aí, pois o salário do presidente é de 16 mil reais. Fica atento fera!!!!!

      Excluir
  8. Sobre os secretários, em Iati, tens notícias de que o padre Jorge ao mensionar alguns nomes que poderão fazer parte de sua equipe, fará uma grande injustiça com pessoas sérias e comprometidas que souberão fazer e colocar em prática extratégias que o levaram a uma grande vitória, preterindo os seus fiéis auxiliares. Quando vemos estas coisas acontecendo, logo lembramos de alguns líderes políticos da região que por muitos são chamados de "Coronéis" pois eles não cometem tais erros, portanto nunca são prefeitos de um só mandato. Sabem honrar compromissos antes, durante e futuros. Atitudes justas quando se está no poder, com aliados, sempre atraem mais aliados.

    ResponderExcluir
  9. Alexandre Batité, vice-prefeito de fato,de direito ou apenas simbólico? Honre os votos recebidos na eleição do dia 7 de outubro. Imponha-se ou renuncie!Mostre que seu discurso possui coerência com suas ações!

    ResponderExcluir
  10. Luiz Carlos de Oliveira de Garanhuns se perdeu porque só pensou na "Irmandade" não se preocupou com os requisítos técnicos do seu grupo. Prejudicou toda uma cidade!

    ResponderExcluir
  11. Roberto. Os secretarios do delegado Rossini já está montado. Aí vai o primeiro escalão:
    Secretária de Governo - Socorro Pereira (esposa de Colorau)
    Secretária de Ação Social - Marconeide (esposa do prefeito)
    Secretária de Educação - Neide Félix (sogra do prefeito)
    Sec. de Cult. e Esportes - Félix (tio da esposa do prefeito)
    Secretário de Administração - Expedito Alexandre
    Secretário de Agricultura - Diogo Quintino
    Secretário de Obras - João Batista
    Sec. de Finanças - Mário George (filho de Mario da Carreta)
    Secretária de Saúde - Tatyane Freire
    Chefe de Gabinete do Prefeito - Moacir Vital
    Controladoria: Nilton Filho
    Procurador: Marcolianio (cunhado do prefeito)
    Procurador: Davidson Galdino (sobrinho da esposa do prefeito)

    Amanhã o segundo escalão. Diretores das escolas

    ResponderExcluir
  12. O Povo de São Bento do Una, está esperando muito mais do Vice-Prefeito Alexandre Batité, inclusive que ele honre o que sempre disse em suas falas e discursos, que não iria ser um boneco. Pois é verdade que até agora não passa disso, caso não mude a sua forma de atuar é melhor que renuncie,
    Esse cidadão é nosso amigo, votamos em você.

    ResponderExcluir
  13. Dr. Débora, seus atos não corroboram em nada com seus discursos de campanha, falta coerência. Está explícito que seu jeito de governar nos remonta as mais arcaicas práticas de se fazer política, oriundas dos modelos impostos por seu PAI ( ZÉ ALMEIDA ) e REGINALDO PORFÍRIO cuja maior obra de seu governo foi a belíssima Pç. de Alimentação,reflexo de sua capacidade de administração.

    ResponderExcluir
  14. Dificil não é matar o monstro, é remover seus escombros. Dizia Ulisses Guimarães. Pois bem o monstro está morto. O imperador Luiz Carlos, ( como diz o senhor Ivo Amaral) e agora como remover seus escombros, é tarefa dificílima, uma coisa é pegar um governo enxuto, com compromissos em dia, fornecedores e assalariados, em dia, etc, outra é o inverso, secretarias abandonadas, com seus mobiliários destruído, o orçamento é votado pelo que sai, acho isso um absurdo, porque o novo prefeito tem outras prioridades, o que sai tem 90% de rejeição, o novo prefeito entra além de todas as mazelas, engessado, o orçamentpo de 2013, foi confeccionado e votado na câmara pelos anteriores.Vejam que absurdo, eu já disse e vou repetir, ninguém espere milagres no ano de 2013, vai ser um trabalho incessante para regular essas contas se é que é possível, em 2014 eu acredito. Tranparência total, Izaías Régis, o povo precisa saber tudo, até para ajudá-lo.

    ResponderExcluir
  15. Caro amigo Roberto Almeida em Caetés, a situação não é da forma que foi relatada. O que se sabe é que: O prefeito Armando está enfrentando dificuldades para completar seu secretariado. Foram feitos muitas promessas e esqueceram que Caetés não tem todas essas secrtarias, cada secretário vai receber 4,000 R$, muito dinheiro para pouco trabalho e a maioria dos seus eleitores aguardam o resultado final.
    CURIOSO

    ResponderExcluir