ALEPE

ALEPE
ALEPE

GOVERNO DO ESTADO

GOVERNO DO ESTADO
GOVERNO DE PERNAMBUCO - FUNDARPE

sexta-feira, 20 de julho de 2012

POBREZA NO BRASIL É REDUZIDA EM 36,5%

Estudo divulgado pela OIT (Organização Internacional do Trabalho)  mostra que, entre 2003 e 2009, a pobreza no Brasil caiu 36,5%, o que significa que 27,9 milhões de pessoas saíram da condição nesse período.

“A redução da pobreza entre os trabalhadores e trabalhadoras esteve diretamente associada ao aumento real dos rendimentos do trabalho, sobretudo do salário mínimo, à ampliação da cobertura dos programas de transferência de renda e de previdência e assistência social diz o documento da OIT.

A Organização Internacional dedica especial atenção ao programa Bolsa Família, do governo federal. Segundo o organismo internacional, entre 2004 e 2011, a cobertura do Bolsa Família dobrou: passou de 6,5 milhões de famílias beneficiadas para 13,3 milhões, com o investimento de R$ 16,7 bilhões em recursos só em 2011.

De acordo com a Cepal (Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe), o Bolsa Família é o maior programa de transferência de renda condicionada da América Latina em número de beneficiários – cerca de 52 milhões de pessoas, o correspondente a quase a metade das 113 milhões de pessoas beneficiadas na região. (Fonte: Portal UOL).

São dados de uma organização respeitada no mundo inteiro, que deveriam ser motivo de orgulho entre os brasileiros. Há muito o que se fazer ainda, inclusive reduzir a corrupção. Mas os avanços sociais não podem ser contestados. Infelizmente, tem gente insatisfeita porque os pobres estão podendo comer, vestir melhor, comprar um carrinho, fazer uma viagem de avião ou acessar o computador.

No caminho em que o país segue, com melhor distribuição de renda e menos injustiça social, chegaremos ao ponto em que a educação e a cultura – no sentido mais amplo - serão considerados também artigos de primeira necessidade. Quando o brasileiro se preocupar tanto com livros quanto com o futebol, estaremos chegando ao tão sonhado primeiro mundo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário