domingo, 20 de junho de 2010

REFLEXÕES DE UMA NOITE DE DOMINGO


Dinheiro dá prazer, garante conforto, pode prolongar a vida... Serve pra um monte de coisa. Mas também pode escravizar, endurecer o coração, tornar uma pessoa pior, provocar mortes...

O homem criou asas, como disse Chaplin tantos anos atrás, mas ainda não conseguiu chegar a lugar nenhum. Está sempre buscando.

Não vejo nenhuma vantagem em ser ateu. Sofro quando duvido do criador.

Quando sinto que existe um maestro regendo isso tudo eu fico melhor. A vida faz mais sentido.

Marina Silva endossou críticas a Saramago porque o escritor era ateu. O português, no entanto, apesar de sua não-crença, era um humanista. Um dos seus últimos gestos em vida foi doar toda a renda do seu último livro ao povo do Haiti.

Marina, evangélica, não teve um posicionamento muito cristão.

José Saramago não era Deus. Nem Marina Silva é. Deus é o somatório de tantos josés e marinas, pedras, bichos, terra, mar, flores, árvores, estrelas, dias, noites, perguntas...

Gosto da Marina e lamento ela ter tomado o “caminho da perdição”, como dizia Arraes.

Deus abençoe você! Essa frase quando não é pronunciada de forma automática, nem de maneira oportunista ou demagógica. Quando dita com sinceridade, com o coração, tem a força de um balsámo, de um abre-te sésamo.

Não sou muito religioso. Quase nunca vou à Igreja. Ser cristão, para mim, é acreditar em fazer o bem, é saber perdoar, ser capaz de oferecer a outra face e dar uma nova chance aos que erram, porque é impossível sempre fazer a coisa certa.

Nunca aceitei essa ligação de sexo ao pecado. O amor físico é uma dádiva dada por Deus e pecar é fazer o mal, prejudicar o outro deliberadamente, roubar bens ou sentimentos, tirar a vida de uma pessoa atropelando a ordem natural das coisas. (Roberto Almeida).

Um comentário:

  1. Prezado Roberto Almeida,

    É PRECISO QUE BOA PARTE DE SEUS LEITORES TOMEM CONHECIMENTOS QUE NÃO SE TRATA AQUI DE JOSÉ SARAMAGO SER ATEU OU NÃO; SER BONDOSO OU NÃO; SER CRÍTICO OU DEFENSOR DAS RELIGIOSIDADES DOS OUTROS OU NÃO. ATÉ PORQUE, “NÃO É POSSÍVEL CONVENCER UM CRENTE DE COISA ALGUMA, POIS SUAS CRENÇAS NÃO SE BASEIAM EM EVIDÊNCIAS...... BASEIAM-SE NUMA PROFUNDA NECESSIDADE DE ACREDITAR”. PORTANTO, NO CASO ESPECÍFICO DO ESCRITOR PORTUGUÊS, TRATA-SE DO “HUMANISTA” OU “COMUNISTA” QUE NO SEU MODO DE ENTENDER VIA O MUNDO PELO O AVESSO, ALÉM DE SER UMA PESSOA MAL HUMORADA, CHATA E INTRAGÁVEL, PORÉM, INTELIGENTE. NÃO É À TOA QUE, A ALA INTELECTUAL DO AGLOMERADO DE CÍNICOS DO PT TEM PAVOR AO SARAMAGO. COM EXCEÇÃO DO LULA, CLARO, QUE NÃO SABE NEM O QUE É ISSO!!! AGORA, POR QUE O PT NÃO VIA O NOBEL DE LITERATURA COM BONS OLHOS?!?!?! SIMPLESMENTE POR ELE SER UM CRÍTICO ÁCIDO E “CRICRI” NO QUE DIZ RESPEITO AO LULA SER UMA “CACHORRINHA DE COCA” DIANTE DESSE DESASTRADO FMI. E, QUE, DURANTE OITO ANOS, O IGNORANTÃO DE CAETÉS PAGOU RELIGIOSAMENTE E RIGOROSAMENTE EM DIA OS JUROS EXTORSIVOS DO FMI JUNTAMENTE COM BOA PARTE DO CAPITAL, DINHEIRO ESSE QUE AQUELE CÂNCER(FMI) EMPRESTOU AOS PAULOS MALUF’s DA VIDA........ EIS O QUE ELE FALOU A RESPEITO DA POLÍTICA ECONÔMICA DO GOVERNO DO PT: “Aplaudi, apoiei, todos nós aplaudimos e festejamos a vitória (de Lula). Mas, neste momento, sou bastante crítico, sobretudo com a política econômica, com esse acordo com o FMI que ele aceitou e que tinha uma condição fundamental que é a obrigação do pagamento da dívida externa”. E, VENHAMOS E CONVENHAMOS, NISSO, ELE ESTAVA ACOBERTADO DE RAZÃO. HAJA VISTA, POR LEIGO QUE UMA PESSOA SEJA(OU QUEIRA SER), A DÍVIDA EXTERNA BRASILEIRA É ECONOMICAMENTE IMPAGÁVEL, MATEMATICAMENTE IMPAGÁVEL E POR RAZÕES MORAIS JAMAIS DEVERIA SER PAGA..........

    P.S.: - COSTUMO DIZER QUE, GOSTEM OU NÃO SEUS LEITORES, AS TRÊS RAÇAS MAIS INTELIGENTES QUE HABITAM O PLANETA TERRA, AINDA SÃO: OS COMUNISTAS CONVICTOS, OS ATEUS QUE RESPEITAM E CONVIVEM MUITO BEM COM A RELIGIOSIDADE DOS OUTROS E OS ELEITORES DE MARINA..........

    ResponderExcluir