SEBRAE

SEBRAE
SEBRAE

ALEPE

ALEPE
ALEPE

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

FILMAGENS EM CAPOEIRAS

Os jornais de São Paulo, do Recife, a internet e até os coleguinhas de Garanhuns estão escrevendo ou dizendo que as primeiras cenas do filme sobre Lula foram feitas na Suíça Pernambucana. Estão todos enganados. A casa que aparece na zona rural, quando o caminhão sai com a família Silva para São Paulo, fica no Sítio Brabos, em Capoeiras. O diretor queria fazer esse trabalho em Caetés, na Várzea Comprida, mas a casinha em que Luiz Inácio morou quando menino não existe mais e acharam um cenário parecido no município vizinho. A distância entre as duas cidades é de apenas seis quilômetros. É bom esclarecer os jornalistas da capital pernambucana e do Sudeste maravilha: Garanhuns, Capoeiras e Caetés são três municípios diferentes. O terceiro, quando o atual presidente foi embora, ainda era distrito do primeiro. O segundo dos citados pertencia a São Bento do Una. Saber um pouco da história e da geografia do Agreste Meridional não faz mal a ninguém. Estou esclarecendo os fatos talvez um pouco por ser natural de Capoeiras (tem gente que se envergonha de suas origens em cidade pequena. Não é o meu caso), mas principalmente por sempre defender a realidade dos fatos, sem distorções de qualquer tamanho. Só mais uma coisinha: os adultos e os meninos que aparecem como figurantes, inclusive os irmãos de Lulinha, moram numa área chamada Loteamento São José, na zona urbana da minha terra natal. O Correio Sete Colinas publicou tudo com fotos, quando Glória Pires e a equipe das filmagens estiveram por aqui. (A foto mostra uma casa no Sítio Brabos, escolhido por Fábio Barreto para as primeiras cenas de Lula, o Filho do Brasil).

Nenhum comentário:

Postar um comentário