GOVERNO MUNICIPAL

GOVERNO MUNICIPAL
PREFEITURA DE GARANHUNS

quarta-feira, 14 de novembro de 2018

CRISE NO MAIS MÉDICOS NÃO AFETARÁ GARANHUNS


Mudanças no programa Mais Médicos, que acontecerão com a saída de 8.500 profissionais que trabalham no Brasil não afetarão Garanhuns.

Aqui no município, segundo informação da secretária Nilva Mendes, apenas um profissional atua pelo Mais Médicos e se ele (a) sair imediatamente será substituído e a população não ficará desassistida.

O Mais Médicos foi criado no Governo de Dilma Rousseff e possibilitou que municípios pequenos e áreas periféricas das grandes cidades tivessem pela primeira vez pelo menos um clínico geral.

Os cubanos são maioria no programa e vão deixar o país por decisão do governo da ilha comunista.

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, sempre teve posição contrária a participação dos médicos do castristas (em referência aos irmãos Castro) e anunciou novas condições para funcionamento do programa, além de fazer considerações, antes e depois de eleito, demonstrando reservas em relação aos cubanos.

O assunto foi notícia hoje nos principais sites do país, como o Portal UOL, G1 e Brasil 247.

Segundo os jornalistas do Grupo Folha de São Paulo, as cidades que serão mais prejudicadas com a ausência de médicos ficam nas regiões Norte e Nordeste.

Periferias das grandes metrópoles também serão prejudicadas.

Guilherme Boulos, líder do PSOL, responsabilizou o presidente eleito pelos prejuízos causados pela saída dos 8.500 médicos do Brasil até o final do ano. Segundo o político socialista, toda vez que Jair Bolsonaro abre a boca causa um incidente diplomático internacional.

O presidente eleito disse que o programa irá continuar e os médicos cubanos serão substituídos por brasileiros e profissionais de outros países.

*Foto: Arison Jardim/Acre - Portal UOL/Folha de São Paulo

2 comentários:

  1. Na questão dos médicos cubanos (escravos de jalecos branco), donde, as médicas vêm trabalhar no Brasil, mas NÃO pode ou são proibidas de trazer seus filhos(eles são forçados a ficar e não acompanhar a mãe ou ficam sequestrados como moedas de troca para os cubanos não pedirem asilo no país que trabalham), o presidente brasileiro, RECRUTA ZERO, que assumirá em primeiro de janeiro tomou uma atitude digna de aplausos por ter sido exageradamente democrática. EI-LA: “Cubano que quiser pedir asilo aqui vai ter.”...

    P.S1.: - Médicas escravas cubanas SEM FILHOS, que ao término dos seus contratos no países em que trabalham, e que desistem de voltar para a ditadura cubana são consideradas desertoras e perdem até a nacionalidade cubana. Quem voltar, logo ao chegar no aeroporto é presa!!!

    P.S2.: - O acordo do governo cubano com o PT, para manter os médicos escravos no Brasil é o que podemos chamar de uma tremenda suruba...


    ResponderExcluir
  2. O "Programa Mais Médicos" não foi imposição da presidenta Dilma... Foi instituído por lei aprovada pelo Congresso Nacional... Se determinada parte do dinheiro em vez de ficar com os médicos cubanos, vai para o governo de Cuba, esse dinheiro lá é aplicado em educação e saúde etc., etc. - O que não ocorre nos serviços públicos do Brasil... Nunca, em nenhum governo brasileiro, tivemos serviços públicos de relativa qualidade... É sempre tudo caindo aos pedaços... Não nos cabe julgar o regime cubano... O que nos interessa e importa ao nosso povo é o serviço que essas médicas e esses médicos de Cuba prestam às populações pobres, em locais aonde os profissionais do Brasil não vão de jeito nenhum... Não tem médico cubano trabalhando no Hospital Sírio-libanês, nem noutro grande hospital de São Paulo, nem de Salvador! Eles e elas estão nas periferias das grandes cidades ou nos rincões distantes dos confortos! E as populações que vão ficar desassistidas aqui vão sofrer muito pela falta de assistência médica... Ademais, os médicos cubanos tratam os pacientes com sentimento de humanidade e de humildade... O que não ocorre com os médicos e as médicas daqui... Que mal olham para a fisionomia dos doentes... Sem perguntarem nada, esses maus profissionais brasileiros rabiscam um receituário com qualquer medicamento e mandam o doente sair da sala em dez minutos de consulta... Isso quando se dignam atender, ainda que muito precariamente... Portanto, repito: a estupidez do Bolsonazista fez com que o governo de Cuba chamasse de volta seus médicos, que podem servir noutro país, ou mesmo aos cubanos... Isto é, o governo cubano reagiu naturalmente a um gesto de arrogância de um futuro presidente que não sabe o que vai fazer... Porque é estúpido e ignorante; além de estar cercado de pessoas iguais a ele, na estupidez e perversidade!

    ResponderExcluir