ALEPE

ALEPE
ALEPE

sexta-feira, 20 de abril de 2018

MARÍLIA VENCE RESISTÊNCIAS DO PT E DEVE SER CONFIRMADA COMO CANDIDATA AO GOVERNO DO ESTADO


A vereadora Marília Arraes está perto de vencer a primeira batalha. A petista conseguiu vencer as resistências internas, tem a preferência majoritária das bases do partido, aparece bem nas pesquisas eleitorais e deve ser confirmada como candidata do PT ao Governo do Estado.

Deste ontem que o jornalista Inaldo Sampaio, um profissional bem informado, “canta essa pedra”, publicou uma nota dizendo que Humberto Costa foi derrotado no seu projeto de se aliar a Paulo Câmara e hoje o blogueiro Wellington Freitas, também bem antenado com os fatos políticos, anuncia que a neta de Arraes deve ser confirmada oficialmente como candidata já na primeira quinzena do próximo mês de maio.

O fator Marília, segundo Wellington, mexe inclusive com os planos do senador Armando Monteiro, que adiou o anúncio de sua chapa completa para depois da confirmação da candidatura petista.

Armando está convencido – e as pesquisas dizem isso – que com Marília no páreo a eleição irá para o segundo turno.

É tudo que Paulo Câmara não queria. Num segundo turno, contra Armando ou Marília, a reeleição do governador será muito difícil, até porque os dois oposicionistas devem se unir contra ele, independente de ideologia e das questões nacionais.

Marília venceu Humberto, derrotou João Paulo, que fugiu do PT e foi se abrigar no PC do B, ganhou a simpatia das bases do partido, dos eleitores conscientes, dos que não gostam de Michel Temer nem dos que apoiaram o golpe e deve entrar na disputa com muita disposição.

É jovem, é guerreira, coerente, nunca faltou ao ex-presidente Lula e defende o povo como fazia seu avô: Miguel Arraes de Alencar.

Marília pode até não chegar ao governo. Mas que tem gente se benzendo com medo da galega disso não tenho a menor dúvida.

*Foto reproduzida do NE 10 (JC Online).

Um comentário:

  1. 0 ideal mesmo era que cada partido político pudesse lançar um candidato a governador e presidente do Brasil para fortalecimento da frágil democracia brasileira.

    0 bom seria que nós tivéssemos fidelidade partidária e cada um fosse obrigado a votar de cabo a rabo no partido.Com a verticalização das eleições,com o voto vinculado,o voto distrital puro,o financiamento público das campanhas políticas e assim poderíamos ter um voto qualificado e correto sem tanta interferência do poder econômico.

    Infelizmente nada disso vai acontecer nestas eleições de 2018 apesar de toda a parcialidade e seletividade dessa operação lava jato que puniu até hoje apenas um lado,um partido e um ex-presidente que está em primeiro lugar em todas as pesquisas eleitorais de Norte a Sul,do Sudeste ao Nordeste,do Centro Oeste a todas as periferias das grandes e médias cidades e toda zona rural do Brasil.

    Em Pernambuco é caco pra tudo que é lado. Os golpistas dos partidos PMDB, PSB,PP,PSD,PTB,PR,PPS,PROS,PTN,DEM/PFL,REDE estão todos mais perdidos e divididos que as casas de mãe Joana.

    Mendonça Filho do DEM que foi o vice de Jarbas Vasconcelos PMDB divididos,Paulo Câmara PSB e Jarbas Vasconcelos PMDB e Fernando Bezerra Coelho PSB lavando as roupas sujas no meio da Rua, Armando Monteiro PTB,João Paulo PT e Humberto Costa PT vivendo suas angústias e traições políticas,Bruno Araujo do PSDB taxando o governador Paulo Câmara e o Prefeito Geraldo Júlio de golpistas,0 Joaquim Barbosa candidato levando o PSB a ter candidato próprio,o PT vivendo o dilema de não poder atacar ninguém porque se aliou as oposições que golpearam a Dilma do Poder com o PT e o Lula e hoje perdeu a bandeira da ética e dos bons costumes na política brasileira.

    Enfim, tudo está de cabeça virada para baixo e para se eleger Deputado Estadual e Federal os candidatos se aliam e fazem coligações estaduais sem pé e nem cabeça.É uma casa de mãe Joana e uma torre de babel e os partidos se tornaram barrigas de aluguéis.

    Somente valerá nesta política e eleição deste de 2018 ano o money, o medo e a mentira mais uma vez.

    ResponderExcluir