ALEPE

ALEPE
ALEPE

GOVERNO DO ESTADO

GOVERNO DO ESTADO
GOVERNO DE PERNAMBUCO - FUNDARPE

segunda-feira, 12 de fevereiro de 2018

JOÃO PAULO E CÂMARA JUNTOS PROVOCAM REVOLTA

Uma foto do ex-prefeito do Recife, João Paulo (PT) brincando carnaval no Recife ao lado do governador Paulo Câmara causou o maior burburinho na capital e no interior.

A imagem foi reproduzida pelos grandes veículos de comunicação, blogs, redes sociais e alguns petistas ficaram “irados” com o que consideram uma traição de João Paulo aos ideais do Partido dos Trabalhadores.

Tudo porque o encontro não casual do ex-prefeito com o socialista confirma as especulações de que os dirigentes estaduais do PT preferem uma aliança com o PSB do que lançar Marília Arraes como candidata ao Governo do Estado.

Já se fala até que João Paulo poderia ser o vice de Paulo Câmara, dobradinha avalizada inclusive pelo deputado Jarbas Vasconcelos o maior crítico dos petistas em Pernambuco.

Por aqui, no Agreste Meridional, a “tropa de choque” de Marília, formada por vereadores e outras lideranças reagiu mal a foto dos dois políticos e teve até quem chamasse o petista de “João Fulero”. Outro relembrou que foram os socialistas que ajudaram no impedimento de Dilma e colocaram o nefasto Temer no poder.

O vereador Jânio Moraes, de Brejão, ficou tão revoltado que anunciou: “No caso de uma união do PT com o PSB eu desisto da política".

Muitos outros criticaram a possível aliança dos petistas com os socialistas, com manifestações de lideranças e militantes de Garanhuns, Terezinha,  Paranatama, Caetés, Capoeiras,  Saloá, Brejão e outras cidades.

A deputada Tereza Leitão, gravou um áudio pedindo ponderação e considerou, no momento, improvável uma aliança com o Partido Socialista.

Está praticamente certa a adesão à pré-candidatura de Marília do advogado Túlio Gadelha (PDT), que ficou conhecido nacionalmente depois de começar a namorar a jornalista Fátima Bernardes.

O também advogado Antônio Campos, irmão de Eduardo, que foi candidato à prefeitura de Olinda em 2016, está cada vez mais próximo da prima e deve apoiá-la contra a candidatura do PSB.

Entre as jovens lideranças do Agreste a preferência por Marília Arraes é evidente e eles estão convencidos que a neta do ex-governador se candidata,  chega ao segundo turno e vence a eleição.

Na foto acima João Paulo e Paulo Câmara.


Abaixo Marília Arraes brincando carnaval em Bezerros, longe dos conchavos.

2 comentários:

  1. Essa chiadeira toda passa e eu acho graça!! - Tudo faz crer que se trata de neófitos na política, esses chiadores!! Esse tipo de alianças é, por demais, conhecido de todos os políticos brasileiros!! Sejam eles de Brejão ou do Paraná. Por que tanto espanto, tanta revolta?! Ouçam a deputado Teresa Leitão, que é veterana na política e sabe que no fim, tudo se resolve. - 2. Quanto ao sujeito ou à sujeita que chamou João Paulo de "João 'Fulero'", só merece piedade, pela pobreza de espírito demonstrada... A palavra correta é fuleiro, mas de esse adjetivo soa tão mal, que quem tem um mínimo de essência para se expressar, evita esse monstrengo... Portanto, meus pêsames a essas "lideranças" destrambelhadas!! – 3. Parabéns a Marília Arraes, por estar ela recebendo apoios por onde passa!!

    ResponderExcluir
  2. 0 Senador Armando Monteiro foi o candidato a governador da VereadorA Marília Arraes,do João Paulo e Humberto Costa do PT.Hoje o senador está aliadíssimo com as forças políticas que irão trabalhar para derrotar o Governador Paulo Câmara com Jarbas Vasconcelos e o PT do Lula e da Dilma com Marília e tudo.

    No Nordeste apenas Pernambuco do PSB do governador ainda não se alinhou totalmente aos demais colegas governadores que já estão fazendo campanha para o Lula e o PT não somente no Nordeste,mas em todo o Brasil.Com a saída do Vice-prefeito de São Paulo para o PSDB,certamente,o PSB marchará unido apoiar o Lula e o PT a nível nacional.

    A Marília Arraes faz hoje um trabalho muito positivo buscando as bases petistas em todas as cidades de Pernambuco o que é bastante louvável.Mas não pode deixar uma porta em aberto para um diálogo com o ex-presidente Lula que saberá resolver tudo para que em Pernambuco possamos ter uma vitória igual aquela que tiveram no segundo TURNO quando o jogo foi virado a favor da Dilma com mais de 3.400.000 mil votos.

    A união do PT e PSB em Pernambuco se deve a saída dos Senadores Armando Monteiro e Fernando Bezerra Coelho do lado certo para o lado errado.Infelizmente,a política é mãe contra filho,marido contra mulher,irmão contra irmão,parente contra parente o escambau e os inimigos que ontem chamavam os outros de corrupto e ladrão hoje se abraçam e se beijão até pela internet.

    ResponderExcluir