Governo do Estado

Governo do Estado
Governo do Estado

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

GARANHUNS ESTÁ COM MAIS DE R$ 8 MILHÕES BLOQUEADOS

O prefeito Izaías Régis (PTB) passa atualmente talvez pelo pior momento da gestão, desde que começou a governar Garanhuns, em 2013.

Por determinação da Justiça estão bloqueados mais de R$ 8 milhões da Prefeitura do Município, em função de decisões tomadas no fim da administração de Luiz Carlos de Oliveira.

O atual prefeito não pôde antecipar 40% do 13º salário em junho ou julho, como fez nos anos anteriores, está atrasando o pagamento de prestadores de serviço ou fornecedores grandes, médios e até pequenos, teve de paralisar a maioria das obras em andamento,  correndo ainda o risco de não poder honrar o compromisso com merendeiras e professores, porque até os recursos do Fundeb não estão podendo ser usados.

Já são três meses que Garanhuns vive essa situação e Izaías foi duas semanas seguidas a Brasília (hoje mesmo está na capital federal) para tentar desbloquear as verbas, de maneira que possa retomar o trabalho pelo município.

Ele confessa estar muito preocupado, verdadeiramente angustiado, pois sempre manteve as contas equilibradas e no momento paga por erros que foram cometidos pelos outros.

E quem mais perde com tudo isso é a população e a cidade como um todo.

5 comentários:

  1. No post está dito que é um problema criado pela gestão anterior. Preferi não aprofundar para não personalizar ou partidarizar. A intenção do texto foi alertar para o momento difícil que vive o município. A população toda está pagando por erro dos outros. Mas tem gente gostando dessa situação (pessoas que não pensam na cidade) porque dá para tirar proveito político disso.

    ResponderExcluir
  2. É lamentável. Não gosto do governo de Izaías, mas comemorar uma coisa dessas é ter muita falta de consideração com a cidade. Vou pesquisar o que houve. Obrigado!

    ResponderExcluir
  3. Essa situação de nosso município Roberto, está semelhante a do Rio de Janeiro, onde o ex gestor desviou uma fortuna dos cofres públicos, deixando o prejuízo para o sucessor no caso Izaias. É só a justiça tomar os bens (fazendas e bois nelorys do Castainho) desse sr., que administra uma farmácia para ele devolver o que retirou do erário público da prefeitura. Na época, denunciei esse lamentável fato, várias vezes, no jornal e o que ganhei, foi perseguição e cara feia, mas, como tive medo, continuo denunciando e falando, doe em quem doer!!!

    Josalia Pimentel (colunista)

    ResponderExcluir
  4. sr.Roberto, tem alguma novidade se o prefeito ja resolveu essa pendencia.

    ResponderExcluir