Governo Municipal

Governo Municipal
Juntos por uma Grande Cidade

Governo do Estado

Governo do Estado
Governo do Estado

sexta-feira, 9 de junho de 2017

MINISTÉRIO PÚBLICO OPINA PELA CASSAÇÃO DE NEIDE

O Ministério Público Eleitoral de Pernambuco, através do promotor público do município, Dr. Réus Alexandre, opinou pela procedência da ação da coligação “Avança Junto com o Povo” (que teve o ex-deputado Carlos Batata como candidato a prefeito de Capoeiras, em 2016), solicitando a cassação do mandato de Neide Reino (PSB), eleita no pleito de outubro de ano passado.

A sentença do representante do MP foi dada após estudo do processo com os depoimentos de mais uma dezena de testemunhas, revelando compra direta e indireta de votos no período eleitoral, com participação da própria prefeita, do vice-prefeito, vereadores e cabos eleitorais.

Em alguns depoimentos, que foram prestados à polícia e em juízo, se informa que foram comprados votos com dinheiro vivo, ou por oferta de material de construção, perfuração de poços, distribuição de feiras, caminhões d´água e outros serviços ofertados através da prefeitura.

Esse processo está em andamento desde o ano passado e começou com depoimentos de testemunhas às polícias civil e federal com as denúncias de compra de votos na eleição de Capoeiras.

Posteriormente o caso foi remetido à Justiça Eleitoral, foram realizadas duas audiências com a presença de advogados das duas partes e ouvidas todas as testemunhas apresentadas pela Coligação Oposicionista.

No último dia seis deste mês o promotor emitiu seu parecer que agora será avaliado pela juíza da comarca, que poderá acatar ou não o pedido de cassação da prefeita Neide Reino.


Seja qual fora a decisão da magistrada, uma das partes irá recorrer e a questão só deverá ser resolvida de vez no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) ou mesmo no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Caso a juíza atenda a recomendação do Ministério Público, o vice-prefeito Juju também será cassado. Se a decisão for confirmada nas instâncias superiores Capoeiras terá de realizar eleição suplementar, como acontece este ano em Belo Jardim.

5 comentários:

  1. Deixa Deus trabalhar!!! Parabéns aos envolvidos!

    ResponderExcluir
  2. O que tiver de ser será espero justiça

    ResponderExcluir
  3. Espero justiça como teve em Belo Jardim

    ResponderExcluir
  4. Graças a Deus pode se confiar na justiça já é um passo para quem deve pagar kkk

    ResponderExcluir