Natal de Garanhuns

Natal de Garanhuns
A Magia do Natal

Governo do Estado

Governo do Estado
Governo do Estado

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

ORIGENS DE ÁGUAS BELAS - TERRA DOS ÍNDIOS FULNIÔS

Centro da cidade

Hoje divulgamos informações sobre mais um município de Pernambuco, de acordo com dados do livro “Pernambucânia”, do jornalista Homero Fonseca.

Desta vez os dados são sobre Águas Belas, a 82,7 km de Garanhuns.

A população do município está estimada pelo IBGE para 2016 em 42. 831 habitantes.

Em 2010 o censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística mostrou Águas Belas com 40.235 mil moradores, 24.564 residindo na cidade e 15.671 na zona rural.

Sobre as origens da localidade, escreveu Homero Fonseca:

O lugar onde hoje está assentada a cidade de Águas Belas era habitado pelos índios fulniôs ou carnijós, que ainda hoje são uma das poucas etnias do Nordeste a manter seu idioma (o iatê), sua dança (o toré) e seu ritual (o ouricuri).
O território do município é englobado pela área da reserva indígena, demarcada em 1875, após constantes conflitos pela terra, ainda hoje não de todo dirimidos, uma vez que toda a área da cidade está dentro do território dos índios.
Em 1700 chegou ao local o Sr. João Rodrigues Cardoso, iniciando a ocupação dos homens “brancos”. A vila de Águas Belas foi criada pela lei provincial nº 997, de 13 de junho de 1871 e elevada à condição de cidade, pela lei estadual nº 665. De 1904.
Segundo a tradição, a denominação de Águas Belas se originou do fato de um ouvidor chamado Jacobina ali encontrar, para surpresa sua, água potável e cristalina.

Quem nasceu no município, distante 308 km do Recife, é chamado de águas-belense.
Índios fulniôs

*Fotos: Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário