Natal de Garanhuns

Natal de Garanhuns
A Magia do Natal

Governo do Estado

Governo do Estado
Governo do Estado

quinta-feira, 17 de novembro de 2016

OBRAS DO HIPER TODODIA PREJUDICAM ALUNOS DO QUINZE

Pai de um aluno do Colégio 15 denunciou junto ao Ministério Público, Crea, Sintepe e outros órgãos  que as obras de construção do Hiper TodoDia, na Rua Dr. José Mariano, estão causando sérios problemas aos estudantes do ensino fundamental 1 e 2 da tradicional escola garanhuense.

“O que me aflige é a irresponsabilidade dos engenheiros do WALMART E TODODIA, pois estão realizando este CRIME contra crianças de dois a 11 anos de idade”, reclamou o cidadão garanhuense, que também enviou e-mail aos principais blogs da cidade relatando os fatos. 

“Estou vindo aqui desesperado, para pedir ajuda a vocês, que são os olhos e ouvidos de Garanhuns”, justificou Luciano.

Seguem as informações detalhadas do pai do aluno:

Venho fazer uma denúncia que nenhuma autoridade quis ou não tem tempo hábil de comprar para si.  

Vamos aos Fatos: há mais ou menos 30 dias iniciou-se a instalação de “estacas” (colunas de concreto para elevar uma edificação).  Essas estacas são inseridas no terreno com uma máquina ou equipamento chamado bate estacas, que gera um ruído ensurdecedor e tremor dos imóveis ao redor da obra e das residências próximo a ela.

O objeto principal da minha denúncia, porém,  junto ao CREA-PERNAMBUCO (SITE DAINSTITUIÇÃO-ouvidoria), SINTEPE (SITE DA INSTITUIÇÃO), WALMART BRASIL E ESTADOS UNIDOS (EMPRESA DONA DO TODO DIA (ouvidoria ) e MPPE ( EMAIL DA INSTITUIÇÃO - ouvidoria) é levar ao conhecimento de todos que depois de conseguir instalar um app, em meu celular que mede ruído, apenas para ter um comparativo, chegamos em 110 decibéis,  valor máximo da escala do app.

O que me aflige é a irresponsabilidade dos engenheiros do WALMART E TODODIA, pois estão realizando este “CRIME” contra os alunos do ensino fundamental 1 e 2 ( crianças de 02 a 11anos).

Os professores não conseguem dar aulas e  as crianças não conseguem entender com o ruído e vibração no HORÁRIO ESCOLAR 07:30 as 12:00, vale salientar que o terreno é grande e essas máquinas são móveis, porém são muitas estacas do lado da sala de aula, e ninguém está vendo isso, quando digo ninguém entenda-se com exceção do MPPE que foi a única instituição que respondeu a minha denuncia, porem o promotor responsável tem 15 dias para avaliá-la, enquanto isso o WALMART e o TODODIA instalaram outra máquina bate estacas, aumentando ainda mais o ruído e a vibração na sala de aula.

OBS: NO PERÍODO DA TARDE O COLEGIO 15 NÃO TEM AULA NESTE LOCAL DA CONSTRUÇÃO, PORQUE NÃO REALIZAM ESTE TIPO DE SERVIÇO APENAS à TARDE  ?????????

OBS 2: Realizei denúncia à coordenação e psicóloga do 15, do respectivo setor (ensino fundamental), mas por razões alheias as mesmas não souberam responder porque este serviço ocorre no horário escolar, mesmo concordando que o ruído estava atrapalhando as aulas, lamentaram nada poder fazer.

NOTA DO BLOG – Sabemos que o Hiper TodoDia é um empreendimento importante para Garanhuns, por ser mais uma opção de compras de gêneros alimentícios e outros produtos para o consumidor local e pelos empregos diretos e indiretos que vai gerar na cidade.

Daí que já publicamos mais de uma matéria sobre o estabelecimento comercial, que irá fortalecer o comércio e a economia local.

A denúncia do problema pelo pai de aluno merece ser levada em consideração, uma vez que muitas crianças estão sendo penalizadas pelo barulho provocado pelas máquinas na construção do prédio.

Pelo exposto, acreditamos que com um pouco de bom senso, por parte da Empresa responsável pela obra e outros envolvidos no empreendimento, a construção pode ser feita sem prejuízo dos estudantes do mais tradicional colégio de Garanhuns.

Esperamos que com a mediação do Ministério Público, com a abertura do diálogo entre as partes envolvidas, o problema possa ser solucionado, sem interrupção dos trabalhos de construção do Hiper Mercado e ao mesmo tempo possibilitando que as crianças tenham aulas sem a barulheira infernal que está se fazendo. Esta tanto prejudica o aprendizado como pode até causar problemas de audição em alguns dos menores, o que seria realmente lamentável.

Nada melhor do que o diálogo para sanar essa questão, de modo que sejam atendidos os interesses da cidade, do colégio, da empresa que está instalando uma nova loja em Garanhuns e dos jovens que precisam ter um mínimo de tranquilidade e paz em sala de aula.

Abaixo um vídeo das máquinas trabalhando na construção do hiper da Rua Dr. José Mariano:


video

5 comentários:

  1. Tenho uma boa idea parem as obras desistam de gerar centenas de emprego em Garanhuns para o filho desse riquinho não ouvir barulhinhos!!!

    ResponderExcluir
  2. Isso poderia está acontecendo também numa escola pública, a reclamação seria a mesma, quem aguenta trabalhar e ou estudar com barulho ensurdecedor. Defendo por não ser questão de ser rico ou não.

    ResponderExcluir
  3. Kkkkk
    Ele não pensa no próximo só nele

    ResponderExcluir
  4. se quer silencio fica em casa dormindo.vao parar as obrsa so para te satisfazer é.os homens estao trabalhando para o futuro da cidade e de muitas familias que irao se beneficiar com um emprego.certamente o cara que esta reclamando do barulho nunca soube o que é trabalhar.vai trabalhar cumpadi,para saber que nao existe silencio trabalhando.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pelo jeito que escreve andou faltando muitas aulas. Assim como para estudar é preciso um ambiente tranquilo,em diversas profissões também. Agora, você demonstra ser um desses indivíduos mal educados, que até dentro de casa escuta som no último volume, sem se preocupar se incomoda alguém.

      Excluir