Governo do Estado

Governo do Estado
Governo do Estado

terça-feira, 16 de agosto de 2016

CAMPANHA POLÍTICA PROFISSIONAL

Assim como outros candidatos à Câmara Municipal, o ex-secretário Hélio Faustino (PTB) entrou com tudo hoje usando as redes sociais para fazer campanha. O petebista aparece com um trabalho bem profissional, uma vez que a sua foto utiliza as cores corretamente e o slogan criado, “Fazendo mais por Garanhuns”,  foi dos mais oportunos, pois faz uma referência a sua passagem pelas secretarias de Obras e de Planejamento.

Hélio mandou fazer também uma música bem gostosa para sua campanha, um brega animado,  desses de letra de fácil assimilação e martelando na cabeça do eleitor (do ouvinte) o número do candidato.

Numa campanha curta e com pouco dinheiro em circulação, a criatividade e o profissionalismo vão ser fundamentais.

À medida em que formos observando as campanhas de outros candidatos, faremos matérias sobre eles.

O objetivo do blog é dar espaço a todos, oferecer opções para a população, que bem informada poderá escolher o melhor ou a melhor na eleição proporcional.

3 comentários:

  1. SALVANDO-SE UM AQUI OUTRO ACOLÁ, GARANHUNS TEM A PIOR CÂMARA DE VEREADORES DOS ÚLTIMOS TEMPOS, aquilo ali é um horror!!! CANDIDATOS A VEREADOR DO PORTE DE UM HÉLIO FAUSTINO(RENOVAÇÃO), AUDÁLIO FILHO(DEVE CONTINUAR), E LUIZ LEITE(RENOVAÇÃO), SÃO ALTAMENTE MERECEDORES DO SUFRÁGIO DAQUELE ELEITOR QUE TEM CONSCIÊNCIA E QUER VALORIZAR SEU VOTO. EU APOSTO NOS TRÊS!!!

    P.S.: - Bons candidatos a vereador nós temos, está aí para quem quiser vê e votar!!! Afinal de contas, a lição só é tardia para aqueles que não querem aprender...

    ResponderExcluir
  2. A campanha de Hélio está muito bonita e esse é meu candidato a vereador é 14014 o número do vereador da gente

    ResponderExcluir
  3. Por incrivel que pareça ou por pura coincidencia eu tambem aposto nos três como o Altamir e pra ser mais coincidencia ainda, aqui em casa tem três voto e vai ser divido um para cada candidato, Audalio, Helio e Leite(primo de Carlos Eugênio). Haja coincidencia depois dessa reportagem de Almeida.

    ResponderExcluir