segunda-feira, 18 de abril de 2016

UM DIA DE LUTO PELA DEMOCRACIA

Por Michel Zaidan Filho*

Tive o imenso desprazer de ouvir ontem, na Rádio Jornal, onde aguardava para dar uma entrevista, duas figuras sinistras, dessas que são convidadas a fazer o trabalho sujo para os outros, enquanto se enxergam como grandes protagonistas da História: o neto-genro do coronel Chico Heráclito e genro do senador biônico Marcos Vinicius Vilaça, e o menudo e político de primeira geração, Bruno Araújo, se regozijando pelo feito de ter ajudado a empurrar para frente o cortejo fúnebre da democracia brasileira.

É quando se produz a inversão típica de valores, onde a democracia parece um lamentável mal (Sérgio Buarque de Holanda): como é que acusados, réus, beneficiados por propinas de grandes empresas se tornam – num passe de mágica – em acusadores!

Estaríamos assistindo a um filme surrealista, onde das profundezas do inferno, aparecessem figuras espectrais se arvorando em “anjos vingadores” com espadas apontadas para os infiéis? Esse é o quadro dantesco da política brasileira.

A se consolidar essa imagem danada do Congresso Nacional, onde o diabo em forma de anjo ou cordeiro, aparece com a promessa de redenção, poderíamos votar uma lei geral (e não uma PEC pedindo eleições gerais) institucionalizando a bandalheira no país!

Quem em sã consciência pode levar a sério esse rito diabólico de inversão?

– A mídia desregulamentada e monopolizada por algumas famílias?   

-  A plutocracia da FIESP interessada em pagar menos impostos e reduzir direitos trabalhistas?

- As igrejas neopentecostais, com seus bispos e pastores travestidos de políticos, com a Bíblia numa das mãos, e a bandeira do Brasil, na outra?

– O judiciário acovardado? Ou um aparelho policial fora de controle?

Poderíamos usar a imagem de George Orwell: a mentira é a verdade, o roubo é a caridade, a injustiça é a justiça e assim por diante. A comunidade internacional ri do espetáculo mambembe de deputados fantasiados de papagaios, fazendo declamações de amor ao Brasil, à sua igreja, ao seu povo, enquanto passeiam impunes pelas listas de propinas das grandes empresas.

Deputados “democratas” que enaltecem a Justiça, quando ela lhes convém, mas que ao mesmo tempo obstruem decisões dos tribunais superiores, quando não gostam ou não concordam com elas. O que fazer com essas criaturas grotescas que apareceram na telinha? Ensaiando o papel de “salvadores da Pátria”?

– Acham que continuaram iludindo a boa-fé da nossa gente brasileira, apostando no apoio da mídia e no ativismo do senhor Gilmar mendes? – Ou nos almoços de filé mignon patrocinados pela FIESP?

Em algum momento, vai ficar claro o descompasso entre o teatrinho dessa camarilha e os interesses do país, quando o impostor se sentar –impudicamente – na cadeira presidencial (sonhando em ser candidato em 2018).


Quando começar o processo de rapina das riquezas nacionais, a destruição das políticas compensatórias, o ataque sistemático aos direitos dos trabalhadores e pensionistas, quando se abrir a carnificina interna entre os aproveitadores do botim, vamos ver o que acontecerá com a alegria e a felicidade desses vendilhões da Pátria, dos fariseus de todas as Igrejas, dos sepulcros caiados da Igreja Sara Nossa Terra. Aí, o diabo em pessoa, e de cara lisa, vai aparecer para cobrar, com juros e correção monetária, a obra realizada pelos seus empregados.

*O garanhuense Michel Zaidan Filho é escritor, cientista político e professor da Universidade Federal de Pernambuco.

6 comentários:

  1. José Fernandes Costa18 de abril de 2016 16:37

    O inferno Dante Alighieri sempre nos vem à mente, em horas que tais. - Por isso, CREIO QUE VALE A PENA REPETIR meu comentário, feito em outra postagem recente. Ei-lo:
    As cenas degradantes cometidas ontem, pelo Congresso Nacional do Brasil, dão-me nojo, repugnância; não posso comparar aquilo a um espetáculo circense. Porque seria diminuir muito os profissionais dos circos. 2. A repercussão internacional a nosso respeito foi a pior possível. E confirmou que o Brasil é o país do futebol e da cachaça. 3. Presidida por um sacripanta, bandido, réu em vários processos, a Câmara Federal produziu as cenas mais deprimentes e já previstas. Com deputados sem ética; e de moral muito reprovável, a maioria deles analfabetos; e falando para um povo também analfabeto, na grande maioria. – A toda hora esses desavergonhados bradavam o nome de Deus e da família, indo desde os filhos até os avós e trisavós etc. – Os golpes teatrais foram ostensivos e propositados! – Um horror de teatralidade, que não vemos nem em filmes de terror. – A seguir, a famosa frase de Rui Barbosa:
    “De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra; de tanto ver crescer a injustiça; de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, e rir-se da honra, e ter vergonha de ser honesto”. /.

    ResponderExcluir
  2. É muita falta de vergonha na cara desses petralhas, Bando de VAGABUNDOS, que assaltaram o país e quebraram a economia JUNTO COM O PMDB E MICHEL TEMER, e além disso ainda queriam implantar uma DITADURA BOLIVARIANA no país.

    FICAM BRADANDO CONTRA MICHEL TEMER. só esquece de falar que foram vocês que votaram em TEMER, quando apareceu a foto da JUMENTA a de Michel Temer estava logo abaixo!

    LOGO QUALQUER COISA QUE ACONTEÇA DAQUI PARA FRENTE É CULPA DE VOCÊS TAMBÉM SEUS HIPÓCRITAS!!

    FORAM VOCÊS QUE FIZERAM ALIANÇA COM O PMDB, FORAM VOCÊS QUE ESTIMULARAM A ROUBALHEIRA, FORAM VOCÊS QUE ESCOLHERAM MICHEL TEMER COMO VICE...

    AGORA QUEREM VIR EXIMIR-SE DE RESPONSABILIDADE????

    A CULPA É TODA DE VOCÊS!!!

    ResponderExcluir
  3. Podemos ver claramente q aquilo ali não passou de um jogo político,uma verdadeira vergonha para o povo brasileiro. Estamos sem representantes políticos,isso vai desde os prefeitos até a maior instância. Ontem tina um monte de deputados ovários querendo aparecer na frente das câmeras. Espero q realmente seja feita a justça. Q os senadores se tenham aos fatos propriamente ditos e q deixem a política de lado, se ela realmente cometeu crime de responsabilidade fiscal, q pague. Mais caso contrário ela deve terminar sim o seu mandato.

    ResponderExcluir
  4. Tenho visto que uma boa parcela da população assistiu indignada aquele espetáculo medonho na Câmara dos deputados. Foi um evento causador de grande tristeza, não só pela continuidade do pedido de impedimento da presidenta, mas porque por mais que saibamos desde do início que essa era umas das piores, se não a pior composição que nossa Câmara já teve, ver, voto a voto, as figuras que se apresentavam naquela tragédia, e a forma como se apresentavam, deixa-nos perplexo. Além da perplexidade a bancada BBB ( Bala, Boi e Bíblia) nos desperta inúmeros sentimentos, dentre eles, e o maior deles é a preocupação quanto ao futuro desta nação. Já sofremos interrupções que lesionou o desenvolvimento desse país, e estamos presenciando novamente outro evento destes que deixam feridas difíceis de curar. E nos faz perceber que a democracia pressupõe consciência. Na combalida e criticada democracia representativa, estamos procurando chegar lá ainda. Dar ao nosso povo a capacidade de problematizar sua própria vida, e tentar diminuir esse abismo criado entre os representados e os representantes. Seria algo muito saudável. Enquanto vemos um bando de hipócritas evocando o nome da família e de Deus, percebemos a ausência de representantes do povo trabalhador.

    ResponderExcluir
  5. Realmente! A democracia foi ferida pela roubalheira que destes bandidos A democracia foi ferida pelos milhões de desempregados, fechamento de fabricas e famílias passando fome. Esta é a democracia de vocês. acorde para realidade, nao olhe para o seu umbigo. Veja a realidade do Brasil e a crise que nos atinge. ACORDE!!
    Jonathas Cardoso

    ResponderExcluir