GOVERNO DE PERNAMBUCO

GOVERNO DE PERNAMBUCO
Governo de Pernambuco

OPOSIÇÃO QUESTIONA AUMENTOS DE PAULO CÂMARA

Em face da divulgação, nesta segunda-feira (21), do pacote do Governo do Estado, com a previsão de aumento de impostos, a Bancada de Oposição na Assembleia Legislativa gostaria de destacar que:
1. Desde o início da atual legislatura, a Bancada de Oposição na ALEPE vem cobrando do Governo do Estado um amplo debate sobre as contas estaduais, o caixa pernambucano e seus impactos nas diversas áreas do Estado.  
2. Antes de discutir aumento de carga tributária, é de extrema importância que a Secretaria da Fazenda apresente um balanço da execução dos cortes orçamentários, mostrando o que foi cortado e em que volume. Isso, tanto no primeiro corte, de R$ 320 milhões, quando no adicional de R$ 600 milhões anunciado há cerca de um mês.
3. A repercussão destas medidas na sociedade pernambucana, em termos econômicos e financeiros, é incompatível com o caráter de urgência atribuído pelo Governo ao pacote enviado a esta Casa, uma vez que um tema dessa relevância precisa ser amplamente discutido entre os parlamentares e com a sociedade, para que possa ser definido por convencimento e não, apenas, por votação.
4. Vale ressaltar ainda a contradição do PSB, partido do governador Paulo Câmara, que nacionalmente se posiciona contra o aumento de carga tributária e, no Estado, propõe exatamente o que se diz contrário, elevando impostos em áreas como telecomunicações e combustíveis, que têm peso considerável sobre as contas da população.
5. Não faremos julgamentos precipitados sobre as medidas enviadas à Assembleia Legislativa, mas cobraremos do executivo que não só o pacote, mas toda a situação financeira do Estado, seja debatida com a seriedade e profundidade necessárias para que possam ser identificadas as dificuldades e as possíveis saídas para a atual crise enfrentada pelo Estado.
6. Por fim, a Bancada de Oposição informa que realizará uma reunião na manhã desta terça-feira (22) para discutir as medidas apresentadas pelo Executivo e o posicionamento que será adotado pelos parlamentares diante do pacote, sempre com a premissa de preservar os serviços essenciais prestados à sociedade pernambucana. 
*Na foto o líder da oposição na Assembleia, deputado Silvio Costa Filho.

Um comentário: