ALEPE

ALEPE
ALEPE

GOVERNO DO ESTADO

GOVERNO DO ESTADO
GOVERNO DE PERNAMBUCO - FUNDARPE

quarta-feira, 29 de abril de 2015

SAÚDE NA ESCOLA ATENDE 18 MIL

Está sendo realizada, em Garanhuns, a Semana Saúde na Escola 2015. A ação, que iniciou no dia 27, está acontecendo em mais de 60 escolas municipais e estaduais e irá beneficiar mais de 18 mil estudantes. O tema central, este ano, é “Alimentação Saudável”, e está sendo desenvolvido por meio de atividades educativas, com o objetivo de promover uma alimentação adequada e segura. A iniciativa, que está inserida no programa Saúde na Escola, é uma realização da Secretaria de Saúde, em parceria com a Secretaria de Educação. A ação segue até a próxima quinta-feira (30).

As atividades, que incluem palestras informativas, atividades em grupos, encenações teatrais e avaliação física, estão sendo desenvolvidas por uma equipe multiprofissional das Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) e do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (Nasf). A Escola Virgem do Socorro, localizada na comunidade Cohab I, está entre as instituições que estão sendo contempladas hoje (28). “Eu estava falando justamente sobre alimentação na sala de aula, mas o que a gente passa ainda é algo teórico, e ter os próprios profissionais da área da saúde aqui dentro da escola traz um complemento e fortalece as nossas orientações. É também uma forma de aproximar essas crianças e adolescentes dos atendimentos de saúde”, afirma Divania Rossana, uma das professoras da instituição.

As palestras, vídeos e atividades abordam temas como a pirâmide alimentar, a prática de exercícios físicos, bulimia, anorexia, o uso de anabolizantes, entre outros. Ainda na programação de atividades da Semana Saúde na Escola, os estudantes estão passando por uma avaliação antropométrica, que obtém o Índice de Massa Corporal (IMC), por meio da medição de peso e altura. Os dados obtidos passam por um nutricionista que faz a análise e, se necessário, encaminha o estudante para o atendimento em uma Unidade Básica de Saúde (UBS).

A enfermeira Anne Cotias acredita que essa iniciativa é uma forma de obter uma conscientização maior, pela diversificação do profissional. “Por meio dessa ação, é oportunizada uma abordagem diferente e mais sólida dos assuntos que eles estudam, por trabalharmos diretamente na área da saúde. A forma que tais assuntos são abordados aqui é, também, um momento de discussão, que facilita a absorção dos temas e uma maior conscientização, pois a dúvida de um, pode responder o questionamento de outro, e eles ficam mais à vontade, do que se estivessem sendo atendidos diretamente em uma unidade de saúde”, afirma a profissional.

 Texto: Ruthe Santana

Nenhum comentário:

Postar um comentário