SEBRAE

SEBRAE
SEBRAE

ALEPE

ALEPE
ALEPE

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

CAI UM OUTRO "MURO DE BERLIM"

A retomada das relações diplomáticas entre Cuba e os Estados Unidos, travadas há 54 anos, representam um fato histórico importante, que pode ser comparado à queda do Muro de Berlim, em 1989.

A novidade, confirmada hoje pelos presidentes Barack Obama e Raul Castro, é o principal assunto do dia, na América do Norte, na Europa e também aqui no Brasil.

Sites, blogs, emissoras de rádio e TV destacam o fato desde o início da tarde e agora à noite, na Globo e outros canais de televisão a notícia da reaproximação dos dois países receberá tratamento especial.

A repercussão nos meios políticos e entre os moradores dos EUA e da Ilha é positivo, embora não faltem pessoas torcendo o nariz para Obama por fazer concessões ao regime comunista dos irmãos Castro.

DILMA - Ao participar de uma reunião no Mercosul, nesta quarta-feira, a presidenta Dilma Rousseff (PT) comentou a notícia com entusiasmo, fazendo questão de cumprimentar o presidente americano e o dirigente cubano por esse início de diálogo. A petista rasgou elogios ao Papa Francisco, que a seu ver foi o grande mediador para que os EUA e Cuba voltassem a se entender.

A blogueira cubana Yoani Sánchez conhecida internacionalmente pela sua oposição ao regime implantado por Fidel Castro, não viu com simpatia a reaproximação entre os dois países. Ela considera que a retomada das relações diplomáticas representou uma vitória do castrismo e radicalizou: “No jogo da política, os totalitarismos sempre conseguem se impor sobre as democracias", escreveu.

Acreditamos que o distanciamento entre Cuba e os Estados Unidos já não fazia sentido há muito tempo. Os regimes comunistas e totalitários foram caindo um a um após a queda do Muro de Berlim e mesmo a China, hoje, não vivencia o socialismo pregado por Marx e outros teóricos da esquerda, tendo uma economia atualmente muito mais próxima dos regimes capitalista.

Os Estados Unidos não precisam de Cuba para praticamente nada. Quem tem mais a ganhar com a aproximação é a ilha e seu povo. Quem sabe se mais na frente, se acabar o embargo econômico, o pequeno país da América Latina consegue superar seus graves problemas, caminhando para uma democracia, com a liberdade sendo conquistada pelo seu povo.

O mundo será melhor sem muros e sem embargos. Seria muito bom que predominasse a diplomacia e o diálogo e se estabelecesse um regime de cooperação entre os povos de modo que florescesse uma verdadeira civilização.

Sempre vimos Cuba com simpatia, mas tendo consciência das imensas dificuldades da população da ilha comunista. Vamos torcer para que a partir desse fato novo a vida dos moradores do pequeno país melhore.

Cuba merece ser um país livre. Com uma democracia que não seja ditada pelos americanos, para não voltar aos tempos do militarismo e da corrupção de Fulgêncio Batista. Também não pode ficar presa ao passado de quando era alimentada pela Rússia comunista, principalmente porque o regime da antiga União Soviética faliu faz muitos anos.

Pertinho do Natal, líderes mundiais dão um presente ao mundo. Não custa sonhar que tudo vai dar certo e poderemos no futuro, quem sabe, ver os povos desses dois países - que são tão próximos um do outro - vivendo em harmonia.

Obama hoje fez jus ao Nobel que recebeu no passado. Parabéns pra ele, para o Papa Francisco e por que não também para Raul Castro, que parece perceber que o regime comunista, nos moldes implantado por Fidel, tem os dias contados...?

5 comentários:

  1. José Fernandes Costa17 de dezembro de 2014 19:20

    Os lamentos da blogueira Yoani Sánchez tem fácil explicação!! - Com essa aproximação mais do que necessária, a blogueira perde o estrelato!! - Posto que a profissão dela sempre foi atacar o regime castrista. - Até certo ponto, a ANTERIOR posição de Yoani Sánchez era justificada, em vista das muitas privações e falta de liberdade para o povo cubano!! - Mas, daí a ficar IRADA com essa pretendida aproximação, dá pra enxergarmos um traço de mau-caratismo nessa blogueira!! - Querer que o bloqueio econômico a Cuba continue, é querer o MAL do povo cubano!! - Como disse o Roberto, só quem tem a ganhar com esse abrandamento nas relações dos dois países, É CUBA. - Porque os EUA, de fato e de direito NÃO precisam de nada de Cuba!! - Então, que essa Yoani Sánchez bote a língua e as teclas entre as pernas e feche o bico, que é melhor para ela. /.

    ResponderExcluir
  2. JÁ IMAGINOU QUE CENA HILÁRIA, PORÉM LEGAL: OS ”MORTA-FOME” CUBANOS NOS ISTÊITIS FAZENDO A PONTE AÉREA HAVANA/MIAMI, DANÇANDO ROCK IN ROLL NO RITMO DE ELVIS PRESLEY, VIVENDO HOLLYOOD, CONHECENDO A CALVIN KLAIN, USANDO JEANS E TÊNIS DE MARCAS, GUIANDO CARROS NOVINHOS EM FOLHA DA FORD E DA CHEVROLET, AS CASAS DE ESPETÁCULOS E DE CINEMAS COMPLETAMENTE LOTADAS, ASSISTINDO AOS FILMES DE COWBOYS TAMBÉM CONHECIDOS COMO FILMES DE FAROESTE COM ESTRELAS CONHECIDAS NO MUNDO INTEIRO COMO JOHN WAINE, SIDNEY POITIER, FRANCO NERO, KIRK DOUGLAS, GIULIANO GEMMA E TANTOS OUTROS. SE ENFIANDO NA DISNEY E ENTRANDO DE CASA ADENTRO NA MCDONALD COMENDO AQUELES SUCULENTOS E ACAVALADOS HAMBURGUER’S, VAI SER UMA DELÍCIA PARA UNS MISERÁVEIS QUE SÓ TEM O COURO E O OSSO QUE PASSAM 365 DIAS DO ANO COMENDO ARROZ COM PICADINHO À CUBANA E TOMANDO PONCHE DE GARAPA, E O PAPEL HIGIÊNICO QUE USAM É FOLHAS DE JORNAIS VELHOS. ESPERA-SE QUE CONSERVEM O QUE FOR TÍPICO, TRADICIONAL, HISTÓRICO, COMO A RUMBA, O CHARUTO E O RUM, MAS BOTEM PRA QUEBRAR, BOTEM PRA ARROMBAR A TAMPA DA CAIXA NO QUESITO LIBERDADE PARA TIRAR O ATRASO DE MAIS DE 50 ANOS. E, UM DIA, QUEM SABE, A ESTÁTUA DE FIDEL SEJA DERRUBADA COM UM TRATOR E ARRASTADA PELAS RUAS DE HAVANA.

    P.S.: - Para quem é amante da liberdade e gosta de ter acesso às informações no mundo inteiro, vejam que coisa mais bizarra: somente este ano de 2014, é que o governo consentiu que o gigante Google autorizasse internautas cubanos que possam baixar seu conhecido navegador CHROME. O anúncio acontece depois que vários diretores da empresa norte-americana visitaram Havana e puderam comprovar por si próprios as dificuldades de acesso a grande rede mundial sofridas pelos coitados cubanos. Somente agora é que o navegador CHROME passa à legalidade em Cuba. Antes, só tinha acesso a esse navegador quem trouxesse o instalador depois de baixá-lo gratuitamente numa viagem ao exterior, para que este começasse a se difundir de mão em mão – ou de memória USB à memória USB – e fosse instalado em centenas de computadores. A notícia é agradável, porém insuficiente. Serviços como Google Analytics, Google Earth e a loja de aplicativos Android esperam por um descongelamento semelhante por parte do governo. Oxalá não se tenha que esperar outra visita a Cuba de diretores do Google para que essas limitações sejam eliminadas. O governo cubano é considerado ou está entre os grandes predadores da INTERNET no mundo. Daí, a imensa dificuldade dos cidadãos interessados no livre fluxo de informação e tecnologia num país vigiado 24 horas por dia. Mesmo assim, através da enorme clandestinidade que já estava praticamente sem controle, eles tenham influído na eliminação desta proibição, que veio acontecer no ano de 2014. Ainda bem que existe um dito popular que diz mais ou menos assim: MAIS ANTES TARDE DO QUE NUNCA...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pra quem era idolatra do che guevara, é um comentario revolucionario,a idade vai chegando e com ela vem a razao.

      Excluir
  3. Boa análise Roberto: temos de alimentar a utopia de povos em harmonia vivendo sem muros ideológicos; o espírito de Natal chegou aos Estados Unidos uma semana antes e Cuba passa a viver a esperança de uma democracia e melhores dias.

    ResponderExcluir
  4. Ganharam os dois, os EUA porque terminou essa represália sem sentido e sem dúvida irá explorar a ilha dos Castros que é de uma beleza ímpar e precisará sem reconstruida. Cuba porque o maior bem da humanidade é a liberdade de ir e vir e de escolher o seu próprio caminho.Poderia demorar 100 anos era indiferente para os EUA, uma super potência que saiu da crise proporcionada irresponsavelmente pelo ex Presidente Bush. Veio Obama e o País mais rico do Mundo foi liberando seus trilhões de dólares, hoje os EUA já está em rota de crescimento. Quem pode pode, quem não pode se sacode, e bate palmas.

    ResponderExcluir