ALEPE

ALEPE
ALEPE

GOVERNO DO ESTADO

GOVERNO DO ESTADO
GOVERNO DE PERNAMBUCO - FUNDARPE

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

GARANHUNS É A BOLA DA VEZ

Em menos de dois anos de Governo Izaías Régis conseguiu melhorar e muito a infraestrutura urbana de Garanhuns. As obras de pavimentação, saneamento ou de escoamento das águas servidas chegam a todos os bairros.

A Prefeitura já levou o calçamento e o asfalto a quase uma centenas de ruas da Cohab II, Indiano, João da Mata, Aluízio Pinto, Boa Vista, Magano e outras áreas da cidade.

Na Brasília o Governo Municipal praticamente construiu um novo bairro, asfaltando dezenas de ruas, desde as proximidades da UPE até as imediações do Colégio Diocesano e já nas proximidades da Avenida Sátiro Ivo.

O mesmo está sendo feito agora na Boa Vista. A Secretaria de Obras já iniciou o asfalto da Avenida Sul (a obra vai das proximidades da Sorveteria Doce Mel até o trevo da Cohab II) e da Carmerina Vieira de Melo, além de várias outras no mesmo bairro. São pavimentações importantes, pois irão desafogar a Rua São Miguel, hoje a pior via pública de se trafegar em Garanhuns.

Após a conclusão desse conjunto de obras, a São Miguel será mão única e o acesso ao subúrbio será feito pela Avenida Sul. O asfalto da Carmerina Vieira possibilitará a ligação direta com Heliópolis, de modo que os motoristas ficaram livres dos engarrafamentos e das irritantes lombadas da antiga Rua do Correntes.

O Secretário de Obras do Município, engenheiro Hélio Faustino, garante que até novembro o Binário da Boa Vista estará concluído.

No Magano, comemora o auxiliar do prefeito Izaías Régis, já estão praticamente concluídas as obras de calçamento de 21 ruas que viviam em total estado de abandono.

Outro bairro lembrado pela Prefeitura é a Várzea, onde começaram a ser pavimentadas oito ruas de uma vez (leia texto abaixo).

Em Garanhuns, dos anos 70 para cá, tivemos dois grandes tocadores de obras: Ivo Amaral, que apenas no seu segundo governo levou calçamento a mais de 200 ruas e Silvino Duarte, que também tirou centenas de ruas da lama e da poeira com ações nas Cohabs, no Indiano, Magano, Boa Vista e outros bairros.

Com obras de infraestrutura por todos os bairros, água em abundância (graças a Barragem do Cajueiro, construída na gestão de Eduardo Campos) e novas empresas se instalando na cidade, além do boom universitário, Garanhuns vai saindo do atraso e tem tudo para deslanchar de vez em termos econômicos e sociais.

No primeiro semestre de 2015 deve chegar mais uma grande empresa na cidade. Há esperança de que o Shopping finalmente irá começar a sair do papel e o novo presidente da República – seja Dilma ou Aécio – terá a obrigação de levar adiante o projeto de duplicação da BR-423.

Com uma eficiente gestão no município e boa vontade por parte dos governos estadual e federal não tem porque Garanhuns não avançar. Está na hora de ser a “bola da vez”.

9 comentários:

  1. Seria melhor ainda se o prefeito ficasse do lado de Paulo Câmara e não contra ele.

    ResponderExcluir
  2. A Prefeitura de Garanhuns, precisa fazer um novo projeto, para construção e abertura de novas avenidas, entre residencial Manoel Camelo, Castainho, ao bairro da liberdade, ou Cohab 1.
    Uma via alternativa que possa ligar a Cohab 3 ao bairro Severiano Moraes filho (Brahma), Sem ser preciso utilizar a BR 423.

    A cidade precisa se planejar para o futuro, com antecedência, principalmente na questão da mobilidade urbana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma excelente opinião, para melhoria do trânsito da cidade, e avanço para o desenvolvimento de novos bairros.

      Excluir
  3. Grandes Prefeitos foram citados por Roberto, como Ivo Amaral que tem até hoje o respeito dos Garanhuenses, também Silvino Duarte outro que foi um ótimo Prefeito.. Hoje, passado alguns anos Garanhuns sofreu alguns percalços com Prefeitos ruins que marcaram passo, estagnaram nossa economia, e o desemprego evidente cresceu assim como à migração dos garanhuenses, para outras cidades, principalmente Recife onde na época de Lula e agora no governo Dilma a cidade virou um canteiro de obras com recursos Federais. Hoje Garanhuns fez a multiplicação dos recursos e guardando as devidas proporções, virou também um canteiro de obras, empresas médias e grandes se instalando na nossa cidade, gerando emprego e renda, muitas outras ainda virão, eu sei, isso é público e notório e não se pode negar o óbvio, além de dezenas de ruas calçadas e asfaltadas, ruas que nas andanças políticas, eu vi, como o Indiano, cheio de máquinas e homens trabalhando. Eu espero, torço e voto em Dilma, por ser bem melhor que o outro candidato, e porque os Senadores Armando Monteiro e Humberto Costa, assim como alguns deputados Federais como Jorge Côrte Real, são amigos pessoais do prefeito, além de outros que também ajudarão muito o Governo do Prefeito de Garanhuns Izaías Régis. Quanto ao cidadão que não sei o nome, que vai ser o locatário do Palácio do Campo das Princesas em janeiro, sinceramente, não espero nada desse senhor, como atrair investimentos e ações para desenvolver o nosso Estado pujante, muito menos para Garanhuns, a cidade mais bonita de Pernambuco. Espero que essa minha última colocação esteja errada, porém não acredito, e não vejo nenhuma liderança nem carisma nesse cidadão, para ser Governador do nosso Estado, e muito menos atrair recursos e Investimentos para Pernambuco.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Edmar R. Dias, só faltou um pouco de generosidade e gratidão para reconhecer que grande partes das obras elencadas foram realizadas
      com recursos do F E M, oriundos do governo estadual. Aprova disto é a dor de cotovelo pela derrota que PAULO CÂMARA, deu.
      dor de cotuvelo

      Excluir
  4. Acho que você quiz dizer (FPM) o Fundo de Participação dos Municípios, esse está na nossa Constituição, e é obrigação dos Estados repassá-los aos Municipios. Vou lhe falar como funciona, sem que com isso possa demonstrar nenhuma arrogância, apenas tenho obrigação de saber, pois por 37 anos sou Advogado de Direito Tributário ou Advogado Tributarista, como queira. O FPM é uma transferência Constitucional da União para os Estados e o Distrito Federal, composta de 22,5% da arrecadação do (IR) Imposto de Renda e do (IPI) Imposto sobre Produtos Industrializados, a distribuição dos recursos aos Municípios é feita de acordo com o número de habitantes. Portanto ao anônimo de 21 de outubro de 2014 às 09:58,não se trata de um ato de generosidade e sim de uma obrigação Constitucional. Encerrando, gostaria de dizer ao cidadão ou cidadã que me citou, que todos os prefeitos evidentemente recebem, porém nem todos investem esses recursos como faz aqui em Garanhuns, nosso Prefeito Izaías Régis, alguns outros, à cidade permanece às trevas, não se coloca uma pedra de calçamento sequer, além de obra nenhuma ser construida. Por isso a diferença entre, Prefeitos e Prefeitos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os recursos foram oriundos do FEM - Fundo de Desenvolvimento dos Municipios, criado pelo programa Juntos Por Pernambuco, idealizado por Eduardo Campos ainda Governador do Estado

      Excluir
  5. PARABÉNS AO SR PREFEITO POR TODAS ESSAS OBRAS NA CIDADE. QUERIA QUE ELE LEMBRA-SE TAMBÉM DA ZONA RURAL EM ESPECIAL O DISTRITO DE MIRACICA .

    ResponderExcluir
  6. GARANHUNS, está precisando urgentemente CONSTRUIR OS NOVOS PONTOS DE TRANSPORTE ALTERNATIVOS. Isso já deveria ter saído do papel. (2 anos de governo e a A.M.T.T, não resolveu nada!).

    Praça são Francisco, e Capitão Tomas Maia, estão acabadas, poderiam se transformar numa PARADA DEFINITIVA dos transportes alternativos.

    A praça São Sebastião, também poderia ser transformada numa PARADA, retirando os carros alternativos das Ruas: Melo Peixoto, praça jardim, e Dr. jardim, e praça Dom Pedro II.

    SERÁ QUE ESTÁ FALTANDO PESSOAS COMPETENTES NA PREFEITURA DE GARANHUNS, PARA RESOLVER O GRAVE PROBLEMA DO TRANSPORTE ALTERNATIVO DE GARANHUNS. OU VÃO ESPERAR A MOBILIDADE URBANA FICAR UM CAOS, COMO JÁ ESTÁ NA AVENIDA SANTO ANTÔNIO, COM A QUESTÃO MAL RESOLVIDA DA INVASÃO DOS AMBULANTES. ONDE OS PEDESTRES NÃO TEM POR ONDE CIRCULAR.


    ResponderExcluir