SEBRAE

SEBRAE
SEBRAE

ALEPE

ALEPE
ALEPE

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

OS APOIOS DO PSD, PSB E PT EM SÃO JOÃO

A eleição no município de São João deve ser duríssima mais uma vez. Isto é o que preveem moradores da cidade com os quais a reportagem do blog conversou. A tendência é que se repita o acirramento da disputa de 2012, quando o candidato do PSD, Genaldi Zumba, venceu o pleito com pouco mais de 90 votos de diferença.

Os partidários do prefeito cassado pelo Tribunal Regional Eleitoral estão otimistas e acreditam que vão repetir a dose. Alguns argumentam que o TRE desrespeitou a vontade do povo de São João, tirando uma vitória conseguida nas urnas no “tapetão”.

Quanto aos socialistas, partidários de Nelson Barbosa, candidato novamente, acreditam que a decisão do Tribunal foi tomada por conta das irregularidades cometidas pelo prefeito desde a campanha. “É preciso tirar São João das páginas policiais. Esse grupo que detinha o poder estava acabando com a imagem do município em todo o Estado”, pregam os que apoiam o representante do PSB.

APOIOS DO PSD – O candidato do PSD, Genival Zumba, terá como seu grande eleitor o irmão, Genaldi, prefeito do município até a semana passada. O grupo conta ainda com força expressiva na zona rural do município, por conta da imagem de homem simples do povo, bem explorada pelo pessedista desde a campanha de 2012.

“Ele se faz de coitadinho e com isso caiu nas graças da população”, constata um observador da cena política da cidade vizinha. Genaldi vai tentar reeditar a luta do “mandioqueiro contra os doutores”.

A candidatura de Genival deve ter ainda a sustentação do PTB, através do ex-prefeito de Canhotinho, Álvaro Porto, que é pré-candidato a deputado estadual e apoia Armando Monteiro para governador.

É possível que o senador e principal líder do Partido Trabalhista Brasileiro em Pernambuco venha a São João, durante a campanha, para pedir votos para Genival.

APOIOS DO PSB – Nélson Barbosa terá no seu palanque 7 dos 11 vereadores do município, o prefeito em exercício, Jamesson Guilherme e os ex-prefeitos Antônio de Pádua, Pedro Barbosa e Gonzaga Cabral. Também deve ficar ao seu lado o farmacêutico Hugo Leonardo, seu vice em 2012, e o ex-secretário de Saúde do município, José Porfírio, que dois anos atrás apoiou Genaldi.

O vice do socialista, o empresário Júcelio Marinho, é filiado ao Democratas de Gonzaga Cabral e entrou na chapa com o aval do prefeito interino Jamesson Guilherme. Ele tem penetração na cidade e em alguns redutos da zona rural e pode trazer para Nelsinho votos que ele não teve da outra vez.

Provavelmente o governador Eduardo Campos virá a São João emprestar seu apoio ao candidato do seu partido. Os deputados Inocêncio Oliveira e Marcantônio Dourado apoiam Nelsinho.

APOIOS DO PT – Dantas, o representante do PT, tem como vice um filiado do PMDB ligado ao Sindicato dos Trabalhadores Rurais. Aparentemente é o mais fraco dos três, mas é bom lembrar que na campanha de 2012 no começo poucos acreditavam em Genaldi, que acabou derrotando uma aliança considerada “imbatível”.

Dificilmente grandes lideranças do Partido dos Trabalhadores estarão se integrando à campanha do município vizinho. Mas a presença do senador Humberto Costa ou do deputado Pedro Eugênio, por exemplo, seria bem-vinda para reforçar o palanque de Dantas.

O certo mesmo é que teremos, fora de época, uma campanha e uma eleição empolgantes, que poderão mudar os destinos de São João a partir de abril próximo. O Agreste inteiro estará de olho no que acontece na cidade vizinha nos próximos dias.


São João já foi distrito de Garanhuns e fica a apenas 12 km da Suíça Pernambucana. (Na foto o prefeito interino Jamesson Guilherme, filiado ao PR).

Nenhum comentário:

Postar um comentário