SEBRAE

SEBRAE
SEBRAE

sábado, 13 de abril de 2013

DESEMBARGADOR LIBERA EX-DIRETORA DO DOM MOURA

O desembargador Fausto Campos  (foto) assinou hoje a liberação da ex-diretora do Hospital Dom Moura, Emília Pessoa, que foi detida pela polícia no último dia 9, mas estava internada numa casa de saúde da cidade. Quanto as três outras pessoas presas na operação – Lúcio Ferreira, Maria Veridiana e Marcone Araújo – ficarão detidos por mais cinco dias por decisão da Justiça.

Os quatro foram presos numa Operação Nacional contra a Corrupção, desencadeada em 12 Estados brasileiros pelo Ministério Público.

A ex-diretora do Dom Moura e seus colaboradores na gestão tiveram os bens e contas bancárias bloqueadas, até o limite de R$ 260 mil para ressarcir os cofres públicos. A decisão foi da Justiça, atendendo um pedido do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado.

As investigações contra o grupo vinham sendo feitas há seis meses. Segundo a polícia foram encontrados 60 cheques na conta pessoal do porteiro, esposo da responsável pela área de finanças do Hospital Regional.

O Procurador Geral da Justiça de Pernambuco, Aguinaldo Fenelon, informou ao Portal G.1 que foram apreendidos com os suspeitos câmeras fotográficas, notebooks, pendrives e outros materiais. Tudo isso será examinado pelos promotores e uma equipe técnica do Ministério Público.

13 comentários:

  1. Agora mande um pobre sem proteção do Governador roubar um picolé para ver se não passa pelo menos 2 anos na cadeia, isso é palhaçada!

    ResponderExcluir
  2. Daqui uns dias quem vai ser preso é quem pediu a prisão. É uma completa inversão de valores.

    ResponderExcluir
  3. Madrinha e Afilhado se merecem!!!!! SAÕ FARINHA DO MESMO SACO.Quem naõ sabia que o senhor GOVERNADOR iria deixar sua pobre madrinha desamparada tão honesta! tão humilde! Tão HUMANA.

    ResponderExcluir
  4. Não conheço o conteúdo do processo. Apenas tenho informações através dos blogs, jornais, emissoras de rádio e alguns comentários. Já faz um bom tempo que tive contato com Emília e Marlos Duarte. No entanto, cabe esclarecer que em dois dos meus três mandatos de Prefeito de Angelim, contei com os serviços profissionais de Emília. Sempre desempenhou suas atividades de forma responsável, contribuindo para o desenvolvimento do município.

    Está fora de questão que a decisão da Justiça deve ser cumprida. Mas não está vedado o direito de opinar, direito sagrado conquistado com muita luta pelo povo brasileiro e constitucionalmente assegurado.


    Não resisti ao apelo da consciência para fazer uma reflexão sobre o caso. Muitas vezes se confunde irregularidade com desonestidade, pois nem todo ilícito ou irregularidade constitui-se em ato de improbidade... Por outro lado, precisa ser visto que muitas vezes uma documentação pode tá toda certinha e acobertar uma grande desonestidade.

    Como integrante das forças progressistas deste país e respeitando a ordem democrática e as instituições, não posso calar-me diante do que aconteceu. Portanto, minha total solidariedade a Emília e aos companheiros apenados.

    Tenho certeza que muitos comungam desta ideia de se lutar por meios legítimos para que a sentença seja revogada.

    Não sei, mas cabe suspeitar que, com a prisão de Emília, pretende-se macular o governo de Eduardo Campos, um líder originário das fileiras das lutas populares que colocou em cargos de direção regional pessoas de esquerda, historicamente massacradas pelos regimes reacionários das classes dominantes. Talvez o objetivo visado seja impedir a continuidade de uma experiência bem-sucedida e o exercício de um modo progressista de administrar um órgão público.

    Finalizando, transcrevo o texto que Marcílio Ruberlan (meu primo) colocou no facebook:

    Ao companheiro Marlos e à companheira Emília. Neste momento era para toda mídia estar contando a história política (corajosa) de vocês. Como infelizmente não temos liberdade de imprensa, limitamo-nos a contar por redes sociais a verdadeira historia de vocês. São muitas as histórias belas e corajosas contadas por meu pai (RUI CAVALCANTI) e também vivenciada por mim e vários amigos. Destaco o brilhante e humanitário trabalho realizado pela Dra. Emília Pessoa quando esteve à frente do Hospital Dom Moura às pessoas mais necessitadas da nossa região.
    De seus amigos: Marcílio, Rui Cavalcanti, Manuel, Núbia e filhos.

    Samuel Salgado – Ex-Prefeito de Angelim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Senhor Samuel me responda como um cheque do Dom Moura foi fazer em uma butique de Garanhuns, porteiro e motorista com casa na praia e carro caro. E tem mais e as direções anteriores do Dom Moura e da Geres ninguém lembra? A atual direção do Dom Moura tá indo no mesmo caminho. Por quê não pisam no freio logo? Tem um Certo senhor preso porque roubou uma margarina no mercado e o senhor desembargador não solta ele?
      João Guerra.

      Excluir
  5. Alguma semelhança entre o sobrenome do desembargador e do governador?

    ResponderExcluir
  6. Quero parabenizar o anonimo 22:26,pelas sua palavras sabias.se o Dudu acha que dando apoio a esse tipo de gente,vai ser presidente do Brasil,deve esta enganado.Esse Pais precisa de gente com muita honestidade para cuidar desse Brasil,nao madrinha e companheiro sendos coberto por um pano ralo onde do outro lado todos estao vendo os erros dela.

    ResponderExcluir
  7. Esse povozinho que trabalha no D. Moura e que sente-se
    bem em detonar seus pares fiquem de orelha em pé porque Eduardo Campos está pouco se lixando para que essa meia dúzia acha.
    Tomem cuidado que na cadeia que entra um entra cem ainda tendo ou nao culpa cada um peça muito a Deus para nao ser o sorteado. É muito tocar fogo na casa do vizinho, mais cuidados com as chamas, fiquedeolho.

    ResponderExcluir
  8. Vale ser fora da "LEI" neste país. Quem Roba e tem "AMIGOS" nunca ficará preso. Roubamos, Furtamos, Fraudemos que amanhã riremos e gozemos de tua cara. Ser bandido é curriculum vitae para assumir outros cargos e com a certeza que NUNCA será punidos.
    "BRSIL UM PAIS DE POUCOS".

    ResponderExcluir
  9. Caro Sr. Sanmuel Salgado, e por isso que o senho não ganha mas ne para veriador da sua terra par que enquanto as robalheira do dinheiro plubico acotecia na sua gestão o senho não estava por dendo de nada.

    João Gustavo Gerra - Garanhuns -PE
    Heliopolis

    ResponderExcluir
  10. Quando se fala a verdade que, dos tres poderes o mais podre é o judiciário, apenas se fala a verdade.Tanto o poder Legislativo como o poder Executivo, são eleitos por todos nós, portanto temos o poder de colocá-los e retirá-los só depende de nós,nós votamos. Umas poucas vezes acertamos outras tantas vezes erramos, contudo, fomos nós que os colocamos, podemos mante-los ou expulsá-los,eles dependem de nós, temos a força do voto.O judiciário, nós sabemos que sua maioria são honestos, as vezes são preguiçosos, os processos passam anos em cima de uma mesa criando teia de aranha, aguardando apenas um despacho, não interessa a eles que daquele despacho depende uma família ou mais para sua sobrevivência, eles vergonhosamente não dão a mínima, chegam e saem a hora que querem, o corporativismo do judiciário é deprimente. Quantas e quantas audiências são marcadas e remarcadas porque o titular da vara não foi trabalhar, as desculpas são muitas: Licenças médicas, férias, recesso,e outras vergonhosas desculpas, e o que nós pobres mortais podemos fazer NADA. Estou me referindo aos preguiçosos e uma minoria corrupta, vendendo Liminares, Habeas-Corpus, concominados com advogados corruptos também, formando uma dupla de bandidos, esses sim de autíssima periculosidade,e a essa minoria bandida como se expressou o Presidente do Supremo Tribunal Federal, usurpam os cofres públicos e privados,quando vem uma punição é a sua aposentadoria,"que punição" isso dói na alma. Ver um Magistrado honesto e trabalhador é uma felicidade tamanha,porém é mais fácil encontrar um coxo que um magistrado com essas duas qualidades.Um saque ao Dom Moura,que é do povo,vergonhoso, essa senhora foi colocada pelo Governador a pedido de um eterno funcionário público, que nunca soube o que é trabalho, na expressão da palavra, a penitência dessa senhora foi ir para um Hospital, agora ir para casa,porque ela estava cansadinha, enquanto aquele que furtou ou roubou um cacho de bananas para comer ou levar para sua família, está na penitenciária,e deve passar um bom tempo. Afinal furtaram apenas CR$260.000,00 não é tanto dinheiro assim e ademais é do povo e o povo que se exploda.No Brasil como diz Datena, ser bandido compensa.Quem escreve este desabafo é um cidadão decepcionado com a"in....justiça"

    ResponderExcluir
  11. ENQUANTO A POPULAÇÃO DE GARANHUNS E OS INTERESSADOS EM SER POLITICOS, ESTÃO QUESTIONANDO DESVIOS DE VERBAS DO DOM MOURA DEVERIAM VER UM PROBLEMA MAIOR E ABSURDO QUE LÁ ESTÁ INFILTRADO ,TÉCNICOS DE ENFERMAGEM ENFERMEIROS E MESMOS MÉDICOS SEM SEREM FUNCIONÁRIOS DO ESTADO NÃO TEM VINCULOS NENHUM COM A CASA E VIVEM REINANDO NO DOM MOURA, TIRANDO PLANTÕES EXTRAS SEM TEREM UM PINGO DE EXPERIENCIAS, ISSO SIM É UM ABSURDO MAIOR QUE UM DESVIO DE VERBA SABE PORQUE PORQUE ESTÃO LIDANDOS COM VIDAS,ATENÇÃO MINISTÉRIO PUBLICO ATENÇÃO CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM FAÇAM UMA VISTORIA NO HRDM,PESSOAS QUE PASSAM 72HS DE PLANTÃO SEGUIDOS, ISSO É UM ABSURDOS E ISSO JÁ VEM REINANDO LÁ A ANOS E CONTINUAM DO MESMO JEITO E MAIS TRATANDO O PACIENTE COM A MAIOR IGNORANCIA E O MAIOR DESCASO, FUNCIONARIO CHEGANDO PARA TRABALHAREM NO RX BEBADOS ISSO SIM É UM ABSURDO MAIOR

    ResponderExcluir
  12. esse dom moura não tem jeito mesmo começam pelos médicos, tem uma tal de cooperativa coopagreste que os anestesistas ssó trabalham no dia que estão pela cooperativa e o anestesista que é do estado fica em casa e o ponto dele vai normalmente para a secretaria,agora no dia que eles estão pela cooperativa eles trabalham muito principalmente na maternidade que os procedimentos são mais caros e os cirugioes ficam esperando eles fazerem a anestesias lá pra poderem vim fazer as do bloco do hospital, isso sim é um abusdo quanhar o dinheiro sem trabalhar ATENÇÃO MINISTÉRIO PUBLICO ATENÇÃO CREMEPE

    ResponderExcluir