SEBRAE

SEBRAE
SEBRAE

sexta-feira, 15 de março de 2013

A GAFE

Erivânia Camelo,  ex-prefeita de Arcoverde e atual dirigente da Adagro, órgão do Governo do Estado, esteve participando de uma reunião em Garanhuns, na Codeam, discutindo os problemas ocasionados pela seca. Ela representou no encontro o Secretário de Agricultura, Ranilson Ramos, que por motivos superiores não pode comparecer. Todo mundo sabe que a técnica do Governo Eduardo Campos é simpática, competente e tem várias outras qualidades. Mas ninguém está livre de cometer uma gafe. Erivânia, ao se referir à bacia leiteira da região, cometeu um ato falho, trocou as palavras e pronunciou o termo "bacia sanitária". Risos abafados, constrangimento, a própria presidenta da Adagro procurou se corrigir e pediu desculpas, diante de uma plateia que parecia não acreditar no que ouviu. Acontece. Nem por isso a ex-prefeita deixa de ser um quadro de valor como técnica e política.

5 comentários:

  1. José Fernandes Costa15 de março de 2013 15:27

    De fato, foi uma coisa muito tola. Até porque muitas pessoas fazem mais sucesso na atividade pública do que na privada. - Ademais, se uma MULHER estiver com vontade de fazer xixi, nessas horas, a troca desses termos pode vir automaticamente. - E o mesmo poderia acontecer com um homem, caso ele estivesse querendo urinar. - Sendo de ressaltar que os homens fazem pouco sucesso na vida pública. Mas, na PRIVADA eles fazem MUITO. - 2. E a Erivânia NÃO perdeu o CHARME, nem um pouquinho. - Legal./.

    ResponderExcluir
  2. Nada mais apropriado, já que está todo mundo na merda é claro que ela imaginou que estamos indo pelo cano, com essas obras da copa comendo toda a verba que deveria estar combatendo a Seca, por indução imagina-se que estamos mesmo dentro de uma bacia sanitária. Obviamente com nosso Dudu Beleza puxando a cordinha.

    ResponderExcluir
  3. LAMENTÁVEL... APOSTO QUE ELA ESTAVA FALANDO SEM PRESTAR ATENÇÃO AO QUE DIZIA POR ISSO TROCOU AS PALAVRAS!

    ResponderExcluir
  4. Lapsus lingue. Pensou numa coisa e disse outra. Coisa muito simples de explicar e rara de acontecer. Pronto! É só isso.

    ResponderExcluir
  5. A Dra. Erivânia Camelo é a maior Fiscal da Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária de Pernambuco.Uma mulher de estatura mediana, de uma garra fenomenal,de um potencial fora do comum, com uma energia positiva para fazer valer a Lei e a Legislação Sanitária Animal e Vegetal vigente.

    A sua chegada À ADAGRO em 2007 foi recebida por alguns por preocupações e por outros foi recebida com aplausos e votos de pé na estrada e mudanças a vista.

    A ADAGRO hoje é totalmente diferente daquela dos anos 80 e 90 quando sequer tínhamos um computador e pelo menos um cabo de internet para informatizarmos todo o rebanho bovino, caprino, ovino e suino e equinos também.

    Foi um choque muito forte naqueles que nada faziam, naqueles que queriam fazer e naqueles que não queriam que a máquina pública se transformasse da água para o vizinho, isto é, que as fichas verdes fossem substituídas pelos Sistemas SIDAGRO e posteriormente SIAPEC ( Sistema integrado Agropecuário de Pernambuco).

    Depois desses avanços ela e sua equipe ainda não deram por vencidos e partiram para os Estados Unidos para conhecer o funcionamento da máquina 'HANA" tão combatida por muitos dos servidores e auxiliares de Defesa Agropecuária por acharem que não teriam condições de manuseá-las e manuseá-los também.

    Hoje,além do avanço extraordinário ainda estamos ajudando a natureza e o PLANETA A TERRA a respirar e a economizar com o PAPEL, pois ao emitir um GTA ELETRÔNICO via computador e via "HANA" transformanmos em 3 x 1 (três em um), isto é, cada GTA emitido consumimos 4 folhas de papel, temos que fazer planilha, blocar e ainda temos que escrever a mão.

    A ADAGRO tem o poder de fiscalizar as Casas comerciais,os supermercados,os agronegócios, o funcionamento dos Matadouros Públicos cuja competência dessa mulher veio a fechar o Matadouro de Lajedo em plena campanha política por determinação do Ministério Público Estadual e que, nem o Governador pôde interferir nas normas da legislação vigente.

    Palavras são palavras,mas como ela convive diariamente enfrentando todos os microfones e a imprensa em geral,naquele momento veio a frase "bacia sanitária" ao invés de "bacia leiteira" em função das grandes BARREIRAS que são feitas pelas FISCALIZAÇÕES SANITÁRIAS em todo o Estado de Pernambuco.

    Além de cuidar da saúde animal e vegetal ela teve e está tendo a preocupação de acompanhar o Secretário de Agricultura de Pernambuco, Dr. Renilson Ramos, os quais, juntos vem fazendo um grande trabalho a frente da Secretaria de Agricultura e Reforma Agrária de Pernambuco e tentando amenizar o sofrimento do Nordestino com a Seca.

    Finalmente, com gafe ou sem gafe, podemos dizer sem medo de errar,ela faz tudo para que a VIGILÂNCIA SANITÁRIA NO ESTADO possa avançar cada vez mais e também que o rebanho em geral possa receber os cuidados e atenção de todos dentro e fora do Governo Estadual.

    Receba, portanto,os nossos sinceros reconhecimentos pelas mudanças implementadas até agora.



    ResponderExcluir