SEBRAE

SEBRAE
SEBRAE

terça-feira, 26 de junho de 2012

POLÍTICA EM GARANHUNS É FEITA PELO AVESSO

Artigo de Paulo Camelo:

O  caro  conterrâneo  e blogueiro Ronaldo  César, em  seu  artigo  intitulado  “SUSPENSE   EM    GARANHUNS”,  dessa  segunda-feira,  dia  25.06.2012,  toca  na "ferida" no que diz respeito as eleições de 2012 em Garanhuns, isto é, quando afirma que a  questão financeira   é  uma das causas do “SUSPENSE EM GARANHUNS”.

Toda essa incerteza diz respeito a ausência de político  de Direita (já que à esquerda tem Paulo Camelo, pronto para a batalha) com "carreira solo", isto é, independente sob todos os aspec-tos, principalmente no item financeiro.

Em quaisquer lugar do Brasil, à Direita (são direitistas todos aqueles políticos que são contrários a Revolução Socialista Brasileira) se organiza a exemplo de Serra Talhada, cidade que tenho vínculo familiar, mas sou natural de Garanhuns/PE.  Vejamos o  formato  da organização naquela cidade do Sertão Pernambucano:

1 - O grupo do deputado federal  Inocêncio Oliveira, se organiza, arregimentando seus familiares, tem "carreira solo" e financiamento próprio. Após a decisão política apenas informa ao governador Eduardo Campos, e tchau e bença;
2 - Por outro lado o grupo do deputado estadual Augusto César, procede do mesmo modo,    informando  o resultado ao senador Armando Monteiro;
3 – Já o grupo do vice-prefeito Luciano Duque, hoje no PT, aje da mesma forma, informando o resultado a Direção Estadual do PT;

Em outras cidades do interior o procedimento é semelhante, afinal  vivemos sob uma Democracia Burguesa numa sociedade de economia capitalista.

Aqui em  “GARANHUNS A POLÍTICA É AO AVESSO”, pois à Direita se organiza sem  NORTE, porquê não possue  líder burguês, não domina as forças produtivas e nem tão pouco possui grupamento familiar. Afinal, Garanhuns foi repovoada por pessoas de outras cidades e os Nativos foram embora.
Quer dizer, à Direita de Garanhuns, é frágil financeiramente, a exceção do deputado estadual Izáias Régis, único com um certo poder aquisitivo, porém dependente  politicamente  do burguês e estrangeiro  o senador Armando Monteiro.

A fragilidade da Direita Garanhuense é responsável pelas ingerências indevidas, na política local, tanto de Zé da Luz, ex-prefeito de Caetés, como também do ex-prefeito de Lajedo, o Antônio João Dourado.
Conhecedores  dessa “fragilidade”  Garanhuense, além do  seu cosmopolitismo, a partir de 2013, outros políticos da região, membros incontestes da Legião Estrangeira, começarão a cercar e intervir em nossa cidade, visando dominá-la  e prepará-la para as eleições de 2014. A nossa “sorte”  reside na também  fragilidade desses  políticos,   da Legião Estrangeira, no que dizem respeito  a  discurso,  propostas e  atividade profissional em nossa cidade, além  do mais  não conquistaram, pois  não empolgaram  a forte CLASSE MÉDIA, senão estaríamos  já  liquidados.

Afinal, a "porteira" foi aberta em 2008 para Zé da Luz (ex-prefeito de Caetés), com apoio de Ivo Amaral (ex-prefeito e ex-deputado estadual), Ivan Rodrigues (ex-vereador  e líder do governo Miguel Arraes), Marlos Duarte (ex-vereador), Emília Pessoa (Diretora do Hospital Regional Dom Moura), Silvino Duarte (ex-vereador e ex-prefeito), Sivaldo (vereador) e tantos outros, e agora fica difícil de controlar.

O Importado de Lajedo faz parte do Plano Diabólico do governador Eduardo Campos de ocupar e tomar nossa amada Garanhuns. Em outras palavras, voto por si só, é pouco, pois  o que interessa é tomar e dominar uma população.

Por outro lado, o deputado estadual Izáias Régis não tem a mínima condição de contribuir com a nossa libertação, porque o mesmo faz parte do Plano de Dominação em curso há mais de 10 anos pelo burguês estrangeiro e senador Armando Monteiro. Afinal, não é à toa que o burguês e senador Armando Monteiro, ocupa a cidade, com diversas atividades de saúde, educacional e cultural,  em pontos estratégicos, usando a mesma  tática dos romanos na época do Império Romano. Além  da  periodicidade  de sua Ação Global, fazendo o povo de bobo, através dos ensinamentos de corte de cabelo, de fazer bolo, de tirar carteira de identidade, etc.

POBRE  GARANHUNS,  LIBERTA-TI!

Quer dizer, o que os Representantes das Classes Dominantes querem é nos dominar e explorar.
Diante desse Quadro Caótico e do fracasso da Direita que governa Garanhuns há mais de 130 anos, só resta uma opção: votar na ESQUERDA AUTÊNTICA, a qual se encontra no PSOL.

Paulo Camelo de Holanda Cavalcanti, engenheiro civil, ex-Presidente do Diretório Acadêmico do Centro de Tecnologia da UFPE, na época do governo militar, e Presidente do PSOL de Garanhuns/PE

8 comentários:

  1. O grande 'DILEMA' meu caro Paulo Camelo - em quem já votei e fiz campanha em pro por várias vezes - deixa transparecer em seu artigo - e outros tantos que já publicou - e que enfatiza tanto o "combate a burguesia" a complexidade da política.

    Coloca-se como "única opção das esquerdas" omitindo que Partidos como o glorioso PC do B - antes - e bota antes nisso - do 'seu' PSOL surgir como Partido Político, já apregoava a 'luta' em pro do SOCIALISMO, tem pre candidatura - mesmo em havendo resistência dentre os seus membros aqui em Garanhuns.

    Você torna contundente a tese de que se alguém do 'meio' do povo atreve-se a pleitar um mandato - especialmente ao Executivo Municipal - é "heresia". Vir a ser eleito, caro amigo Paulo, então seria 'ZEBRA'.

    Perdoe o meu - talvez limitado - entendimento, mas você está sendo tão descriminatório, quanto os "burguêzes" que você tanto critica.

    ResponderExcluir
  2. João Matias - Heliópolis26 de junho de 2012 07:46

    Algum tempo viajando e volto. Tudo continua como antes em nossa terra em termos políticos. Para o Paulo Camelo, agora, é o PSOL e o resto. Eu adoraria saber o que ele entende por Revolução Socialista Brasileira. Será que tem Escola de Samba e o Romário puxando o cordão?
    Penso que ele classificou todos os brasileiros como sendo de Direita, menos ele. Precisa explicar o que é esta revolução. Quem sabe eu adiro?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você tem razão, João Matias, quando a questão política de Garanhuns se resume a um debate entre os maluquetes Paulo Camelo e Dedé Seixas é sinal de que a coisa vai muito mal. Paulo Camelo nem desconfia o que é marxismo e é o único marxista xenófobo que se conhece. Será que ele já ouviu falar no internacionalismo como corolário inafastável do marxismo? Esquerdista de araque cujo vocabulário se resume a falar de burguêz, como se representasse o proletariado. Já foi proletário alguma vez Paulo? E Dedé cai na esparrela de ficar repetindo as bobagens de Paulo. A dupla dinâmica da idiotice.

      Excluir
  3. PAULO CAMELO, COMENTA:

    Caro conterrâneo Dedé Seixas,

    Você está filiado num Partido Político, o PC do B, que não atende as suas reivindicações, porquê é governista tanto a nível estadual, como também a nível nacional. Acorda pra Jesus

    Não vou me alongar no assunto, porquê você não tem culpa, mas o PC do B de outrora é uma coisa, o PC do B de hoje é outra coisa.
    Aqui não é o palco para discussão ideológica.

    Sinto muito, mas em momento algum eu afirmei o contido no seu terceiro parágrafo. Preste mais atenção nas minhas letras.

    Afirmo que sou o único candidato da Esquerda Autêntica de 1968 no Estado de Pernambuco, porquê lutei contra o governo militar desde 1968 no movimento estudantil, sendo líder e dirigente do movimento estudantil e nunca mudei de lado.

    Ao passo que o ex-companheiro político e senador Humberto Costa, mais radical do que Paulo Camelo, na época do movimento estudantil na UFPE, especialmente na década de 1970, hoje se encontra aliado da Direita e caiu amadoramente na armadilha do governador espertalhão Eduardo Campos, apoiado pelo seu Partido, o PC do B.

    Infelizmente, nosso amigo Humberto Costa abandonou a luta em Defesa do Socialismo, assim como milhares de outroras esquerdistas. Nada demais, isso é a vida.

    Muitos esquerdistas juramentadas, festivos, ou não, assim que conheceram as benesses do poder, gabiente com ar-condicionado, carro a disposição, mordomias mil, se encantaram com a delícia do poder, assim como os enamorados, e abandonoram a luta maior da sociedade brasileira. E daí, não é uma delícia o Poder?

    Acontece que até hoje, Paulo Camelo não se encantou pelas delícias do Poder e posso dizer que sou o único candidato da Esquerda Autêntica de 1968 no Estado de Pernambuco. Mas, como não sou festivo não me considero o único esquerdista de Pernambuco.

    Há portanto uma diferença, senão estaria sendo injusto com velhos companheiros, assim como nosso amigo do PSTU, o Joaquim Magalhães, nosso amigo do PT, o professor Edmilson Menezes, nosso amigo e ex-bancário Alcindo, do PC do B, nosso amigo e conterrâneo Amaro Costa, do PCB, nosso amigo e ex-bancário Odon Porto (ex-gerente do BB, agência Garanhuns) e tantos outros socialistas e comunistas, os quais se encontram lutando a seus modos.

    Por fim, quero lhe dizer que você tem todo o direito de reivindicar sua patente de esquerda, mas eu também tenho o direito de mostrar o meu currículo e de lhe dizer que a minha função nas eleições de 2012 é a de combater todos os representantes das Classes Dominantes, independente de Partido Político, politizar a população e apresentar um bom Programa de Governo.

    Não estou preocupado se você se coloca como pré-candidato a Prefeito de Garanhuns. A minha tarefa não é de se preocupar com as palavras dos adversários, mas sim no que tenho a dizer.

    TENHO DITO

    ResponderExcluir
  4. Muito boa a sua "explanação" caro amigo Paulo. Especialmente, quando você diz "Acontece que até hoje, Paulo Camelo não se encantou pelas delícias do Poder e posso dizer que sou o único candidato da Esquerda Autêntica de 1968 no Estado de Pernambuco. Mas, como não sou festivo não me considero o único esquerdista de Pernambuco".

    No item "Paulo Camelo não se encantou pelas delícias do Poder", o amigo é sabedor, que fiquei quatro anos na suplência - não nas primeiras colocações - de Deputado Estadual, é também sabedor dos inúmeros convites que recebi para fazer parte do "Sistema" e recusei todos por discordar do formato de Governo dos que convidaram-me.

    Fui, sou e sempre serei de esquerda (autêntica) a que luta em pro de uma sociedade mais justa, na qual quem vota, tem o direito de ser votado, e, não arrefecerei um milímetro no meu intuito - que não é só meu - e sim de cada cidadão e cidadã que cerceada a sua participação no política, sendo "utilizado" pelos 'donos' dos poderes - político e econômico - tais quais fossem 'massa de manobra' ou 'gado de rebanho'. Estou - e sempre estarei - na 'luta' caro amigo.

    Forte abraço.

    ResponderExcluir
  5. José Fernandes Costa26 de junho de 2012 10:37

    Ainda NÃO li o "minúsculo" escrito do Paulo Camelo! TAMPOUCO seu igualmente "miúdo" comentário! - Também, pudera! - Quando li o vocativo em negrito, lá embaixo, tomei o maior susto. - Lembrei-me do discurso da formatura do Paulo Camelo. - Diz o Camelo: - "POBRE GARANHUNS, LIBERTA-TI!" - Esse TI naquele lugar, deixou-me atônito. - Deus, ó Senhor misericordioso, salvai Garanhuns!/.

    ResponderExcluir
  6. José Fernandes Costa26 de junho de 2012 12:29

    Eu também posso votar e ser votado. - A menos que cassem os meus direitos políticos. - A grande questão é saber se eu vou ter voto. - Aqui em Recife, em Garanhuns ou em Serra Leoa./.

    ResponderExcluir
  7. Paulo Camelo Faria mudanças e concerteza modificaria a cabeça dos politicos "pensantes em poder" de Garanhuns. Não sou ligado a nenhum partido,nem tão pouco gosto de "politicagem" gosto é de mudanças. Por isso meu nas ultimas 2 eleições foi em Paulo Camelo. E tenho dito meu voto continuará sendo nele, mas para que a população também tenha algum entendimento no que é socialismo e mudança de pensamento, peço encarecidamente: "PAULO CAMELO FÍ DE DEUS, PARE DE FALAR NESSE DANADO DESSE TELEFÉRICO NAS SUAS CAMPANHAS".

    ResponderExcluir