Governo de Pernambuco

Governo de Pernambuco
Festival de Inverno

Alepe

Alepe
Alepe

domingo, 25 de setembro de 2011

MENTALIDADE ESCRAVOCRATA

Do Blog Tijolaço, de Brizola Neto:

Inacreditável como existem pessoas dotadas de frieza e desumanidade. Diversos comentários na matéria “Aviso prévio maior pode beneficiar domésticos” , publicada hoje na Folha, dão um show de pensamento escravocrata.

Diante da explicação de que uma empregada doméstica, depois de trabalhar por vinte anos (!!!!) para uma família, ao ser despedida de forma imotivada, terá direito a 60 dias mais de salário, estas pessoas só faltam dizer que isso arruinará o país, tirando sua competitividade(!!!).

Meu Deus, uma pessoa que passa vinte anos numa casa, que vê crianças crescerem e tornarem-se adultas, e muitas vezes é até responsável por parte de sua educação, deve poder ser expulsa a pontapés, sem ter cometido nenhuma falta? Deve poder, não é, porque a idade já não lhe permite pendurar-se nas janelas a limpar vidraças, ou ajoelhar-se para limpar o chão, ou para tarefas pesadas…

Incrível que não apareça um comentáriozinho sequer dizendo que é uma proteção mais do que merecida para quem deu uma vida de trabalho a uma família…

Temos uma sub-elite escravocrata, que assiste inconformada os pobres serem tratados como seres humanos, ascenderem, educarem-se e a seus filhos. É dever de todas as pessoas dotadas de humanidade – inclusive e sobretudo os que têm papel de responsabilidade ao fazerem comunicação - mostrar como pode ser monstruoso deixar um trabalhador ao desamparo, sobretudo empregadas domésticas, em geral mulheres de pouca instrução e recursos, às quais, aos 5o ou 60 anos é difícil conseguir outro emprego, justamente por lhes faltarem as forças que neste tipo de atividade os patrões querem delas…

E a nossa mídia, que explica tudinho aos empregadores, até com gráficos, não consegue dizer que isso representa apenas um mínimo de proteção a gente que trabalhou tanto tempo. E que, no caso dos empregados domésticos, nem mesmo com o FGTS conta…

Escrevi, sobre isso, há dois dias, um post sobre uma destas visões frias e cruéis na Folha. E sobre a “conta de chegar” feita pela Federação das Indústrias do Rio de Janeiro para aunciar o gravíssimo ” custo Brasil” que isso irá representar. Felizmente, a CNI não acompanhou tamanha insensatez e julgou razoável a medida.

Essa é a mente escravocrata que nossa mídia, que se diz tão cosmopolita, cria em parte da classe média brasileira. E temos, sem medo da polêmica, de enfrentá-la, em nome da dignidade humana.

E perguntar-lhes, olhos nos olhos: e se fossem seus pais, seu avós? Porque são pobres, mulatos, negros, devem servir e, após, morrer?

7 comentários:

  1. Esse Brizola Neto é filho da Neuzinha Brizola, uma maconheira sem procedência. Do mesmo jeito da mãe, esse puxadorzinho de mato é um insignificante que não tem credibilidade nenhuna para defender gente pobre. É uma falácia hipócrita desse TÔ DOIDÃO, TÔ DOIDÃO, BICHO TÔ DOIDÃO!

    ResponderExcluir
  2. Brilhante o artigo do jornalista e deputado federal neto de Leonel Brizola uma vez que muitos brasileiros e brasileiras ainda tratam suas empregadas domésticas como escravas.

    ResponderExcluir
  3. José Fernandes Costa26 de setembro de 2011 14:13

    Esse henrique veras é um recalcado. - Querer desclassificar uma pessoa por alguns erros dos seus pais, é prova de MUITA IGNORÂNCIA! Além de MUITO DESPEITO com aqueles que logram o sucesso honestamente. - 2. E NÃO reconhecer a realidade da escravidão dos / das empregados / as domésticos / as, é MAIS UM TRAÇO DA IGNORÂNCIA do recalcado de VERA!/.

    ResponderExcluir
  4. Brizola foi um grande brasileiro e seu neto honra seu nome Henrique tá por fora e deve ser desses que considera as domésticas escravas.

    ResponderExcluir
  5. Geralmente eu não gosto de perder a classe, mas esse senhor por nome de JOSÉ FERNANDES COSTA é um comentarista deveras irritante. O interessante é que ele se acha o máximo, o rei da cocada preta. Gostaria de lhe afirmar cidadão: que eu não me dirigi a sua pessoa individualmente e sim no contexto geral. Portanto, lhe imploro encarecidamente que não venha me provocar com suas tiradas irônicas, tá bem assim! Por se achar um intelectual, deveria saber muito bem que às vezes "A estupidez é infinitamente mais fascinante que a inteligência! A inteligência tem seus limites, a ESTUPIDEZ não!

    ResponderExcluir
  6. José Fernandes Costa27 de setembro de 2011 14:50

    NÃO me julgo inteligente. - Mas o limite da INTELIGÊNCIA vai até onde tenhamos capacidade de aprender SEMPRE MAIS! - Quanto à estupidez ter limites ou não, deixo a critério dos leitores de bom senso. - No mais, NÃO considero que somente eu seja irritante, no meio de tantos comentaristas QUE IRRITAM MUITA GENTE! - Por fim, fique o senhor Henrique com as suas razões e eu fico com as minhas. Fique ele com a sua classe e eu fico a minha. - E NÃO provoquei o Henrique. - Apenas, pelo desrespeito e os disparates do seu comentário, dirigi-me a ele! - Ou iria eu me dirigir ao Roberto Almeida. - Por quê?/.

    ResponderExcluir
  7. ze fernando ta mais do que serto. nao só é ele qui é irritante. alem dele tem zeca barbosa, einsteen, telma e um tau de palavra de um professor.

    ResponderExcluir