sexta-feira, 22 de julho de 2011

DILMA ASSUSTA ATÉ O PT

Já se vê que o estilo Dilma é bem diferente do jeito Lula de governar. O ex-presidente enfrentou as crises empurrando os problemas com a barriga, tentando desqualificar as denúncias e muitas vezes alegando que “não sabia de nada”. A sua sucessora está sendo implacável com os corruptos, age rápido e dá sinais de querer fazer uma “grande faxina” no Governo. Resta saber se não vai prejudicar a tal governabilidade. Taí uma notinha publicada na Veja para o leitor refletir:

“A presidente Dilma dá sinais de que continuará varrendo os envolvidos em suspeitas no governo. Até mesmo a cúpula do PT está apreensiva com o estilo duro da presidente.A despeito das queixas de aliados pelas demissões por irregularidade de representantes do PR no setor de Transportes, a presidente já deu demonstrações de que manterá o rigor na 'faxina' nos ministérios sempre que surgirem denúncias consideradas relevantes. Embora haja mal-estar na base de sustentação do Planalto, assessores do governo dizem que não há preocupação com a governabilidade. A presidente e sua equipe dizem que foi possível manter a marca de 'austeridade' durante a 'limpeza' nos Transportes, com 16 demissões. Dilma continuará a dispensar envolvidos em acusações, mas avisou que não será 'refém' nem de denúncias publicadas pela imprensa, nem de dossiês”.

6 comentários:

  1. A presidente está corretíssima, esse PT também é corrupto, o tal do PMDB de Sarnei não fica atrás, que se dane essa tal de base de apoio, é melhor ficar perneta, e se faltar água sanitÁria e sabão para faxina, a presidente encontrará no povo, chega de tanta roubalheira, em um setor como as rodovias, onde milhares de pessoas perdem a vida nas BR, muitas vezes por má conservação, é um absurdo! por isso que administração do ex-Presente Lula é colocada em cheque, ele não roubou, mas deixou os caras roubarem a vontade e ainda os defendeos, e ai! fez com uma mão e desmanchou com a outa, esse também foi o Lula que governou o Brasil, Deus ilumine a Dilma que não se intimide e continue nesse caminho, porque se precisar de mim eu sou o primeiro a ir pra rua a defende-la contra esses bando de ladrões do dinheiro público.

    ResponderExcluir
  2. A presidente Dilma ao contrario dos outros politicos nao tem obsessao pelo poder,isso a torna livre para agir de acordo com suas covicçoes.

    ResponderExcluir
  3. Quando eu fiz a escolha para votar no PT e na DILMA VANE ROUSSEFF, em 07 de setembro de 2010, foi fundamentado no artigo que li sobre "os efeitos da reeleição" .

    Todos os PARTIDOS POLÍTICOS têm culpa no cartório quanto à CORRUPÇÃO BRABA que assola este país ( PMDB-62 DEPUTADOS), (PT -34 DEPUTADADOS), (PSB- 15 DEPUTADOS),(PR -24 DEPUTADOS),(PP-30 DEPUTADOS).(PSDB-23 DEPUTADOS), (PTB-9 DEPUTADOS), (DEM-32 DEPUTADOS),(PCdoB -7 DEPUTADOS), (PPS-9 DEPUTADOS), (PSC-8 DEPUTADOS),(PRB-4 DEPUTADOS), (PHS- E PMN-2 DEPUTADOS).

    Em todos os partidos têm uma minoria que não concorda com a falta de ÉTICA, de pudor de uma classe de privilegiados à custa dos impostos que são pagos e cobrados do suor e das lágrimas dos milhões de descamisados e famintos deste país.

    Quando eu assisti pela televisão e li pelos jornais os nossos Deputados LEGISLANDO EM CAUSA PRÓPRIA depois de conhecer o resultado das URNAS ,o que é PROÍBIDO POR LEI, darem aquele belo aumento de 61,83% e vejo SERVIDORES PÚBLICOS ESTADUAIS e MUNICIPAIS criando seu sindicato para reivindicar aumento de 4% e 6,86% é de dar nojo e repugnarão e vontade de vomitar.

    Muita gente votou em DILMA dizendo que quem iria mandar era Lula.

    Muita gente votou em Dilma para fazer diferente do que Lula fizera.

    Eu votei pensando o seguinte: quem pensar que a Dilma vai ser o Lula está totalmente enganado. O Lula passou a mão na cabeça de todos os corruptos deste país depois de executar a operação "algemar e prender". Este foi o seu maior erro.

    Eu vi muitas pessoas pobres, porque tenho entrado na casa delas por muitas vezes, e eu sei o que é passar fome e não ter um trabalho de nada para fazer e muitas delas diziam para mim: Lula ta prendendo os ladrões do Brasil.

    Depois de essas cenas a gente ver o Lula ao lado dessa corja toda, é triste, é lamentável, é não enxergar nada acima do nariz.

    Agora, Adversários políticos quer vir para o palanque venha,mas, terá que cumprir regras, normas e leis.

    Não vir para praticar todo tipo de safadeza e compartilhar da corrupção que rateia o dinheiro público com os gatunos de sempre.

    A Dilma não vai fazer nenhuma das Reformas (PREVIDENCIÁRIA, TRABALHISTA, TRIBUTÁRIA,POLÍTICA, ADMINISTRATIVA), pois os Criadores do Plano Real e do Bolsa Família e da moralidade pública não fizeram!

    E, porque perder tempo com um CONGRESSO NACIONAL subserviente, submisso aos caprichos dos corruptos, chantagistas, cúmplices dos males que afetam o país, dos desmandos dos administradores a nível Federal, Estaduais e Municipais que pensam somente em cobrar mais dinheiro sem levar em conta o seguinte:

    Em 2008 tivemos a maior crise da história do mundo com a quebradeira dos Estados Unidos.
    Em 2009 ela chegou ao Brasil.Passamos 6 meses com IPI zero e deixamos de arrecadar 281 bilhões de reais.

    Em 2010 tivemos as eleições. O Lula cometeu um erro em sair por aí anunciando obras e mais obras e deixou-as para a sucessora pagar.

    124 bilhões estão empenhados para se pagar. As obras estão paradas. As máquinas públicas pararam e as obras começadas sem perspectiva de recomeçar em médio prazo.

    Os Deputados Federais deram um aumento de 61,83% com efeito cascata em todo o país.De 16.000,00 passou para 26.000,00 um Federal e o Estadual de 12.000,00 para 20.000,00 e os vereadores passaram em município pequeno de 2.500,00 para 5.000,00.

    Todos os servidores Federais, Estaduais e Municipais estão em plena campanha salarial e também dos trabalhadores em geral para receber no máximo 4% e 6,86%.

    A nossa dívida externa ainda ultrapassa os duzentos bilhões de dólares.
    A nossa dívida interna ultrapassa 1,7 trilhões.

    Pois bem, diante do quadro traçado acima, com as perspectivas negativas de todos os palhaços envolvidos no sistema corrupto que vivemos, somente restará a PRESIDENTA DO BRASIL trilhar pelo caminho da AUSTERIDADE, SERIEDADE,COMPETÊNCIA, DO TRABALHO,DA MORALIDADE E DA IMPESSOALIDADE com o trato da coisa pública, senão será um fracasso total sua administração.


    Palavra de quem é livre e pensa diferente. Um mestre sempre.

    ResponderExcluir
  4. EITA mestre repetitivo e insolente.

    Vai procurar outro discurso cidadão BROGODOENSE.

    Estamos fartos desses argumentos pífios e sem noção.

    DIMAS MELO,Lagoa do Ouro

    ResponderExcluir
  5. Dilma faz o que Lula e FHC não tiveram coragem de fazer.

    ResponderExcluir
  6. Domingo, 24 Julho 2011 02h01

    RENATA BAPTISTA
    Especial para a Folha

    Já imaginou um emprego onde se ganha um salário no valor de R$ 26.723,13 - com direito a 13°, 14° e 15° salários -, e ainda receber uma verba de até R$ 42 mil mensais para cobrir despesas decorrentes do trabalho? Apesar de muitos não saberem, esse é o trabalho de senadores e deputados federais. Além de seus salários, os parlamentares utilizaram R$ 53 milhões dos cofres públicos neste primeiro semestre legislativo (que exclui janeiro) com verba relativa a gastos como deslocamento, alimentação, aluguel e manutenção de escritórios de apoio aos mandatos, segurança e assinatura de publicações, entre outros itens.

    Na verdade, este valor pode ser ainda maior, pois eles têm até três meses para registrarem os gastos. A Folha de Pernambuco mostra como este dinheiro foi gasto e quem promoveu os maiores e menores gastos com suas cotas no Congresso e a impressão de populares sobre os valores.
    Alguns populares ouvidos pela reportagem afirmaram desconhecer qual o salário dos políticos ou os valores das cotas parlamentares. Após serem informados, todos mostraram surpresa com os altos valores e afirmaram que eles não são justos.

    No Senado Federal, os 81 senadores utilizaram, no primeiro semestre eleitoral, o total de R$ 5 milhões. Apenas um grupo com dez senadores gastou, juntos, R$ 1 milhão - o que representa 20% do total. Antes, a verba indenizatória dos senadores era fixada em R$ 15 mil para cada político. Desde junho, após a Mesa Diretora da Casa unificar os valores da verba com os gastos com passagens aéreas, a Cota para Exercício da Atividade Parlamentar dos Senadores - mais conhecida como Cotão - é estipulada para cada senador dependendo do Estado onde eles foram eleitos e varia de R$ 21 mil para senadores do Distrito Federal e Goiás a R$ 42,8 mil para os do Amapá.

    A principal despesa dos senadores foi com locomoção, hospedagem, alimentação, combustíveis e lubrificantes, que consumiram R$ 2 milhões - ou 41% do total. Em seguida, os principais gastos foram registrados com os aluguéis de escritórios políticos nos Estados. Foi R$ 1,3 milhão com locação de imóveis. O terceiro no ranking de gastos é um item, no mínimo, curioso. Isso porque apesar de disporem de servidores concursados, os senadores gastaram cerca de R$ 700 mil com pesquisas e serviços externos de consultoria.


    Apesar de não possuir verba para gabinete, cada senador tem à sua disposição nove funcionários efetivos e 11 comissionados, sendo seis assessores (salário de R$ 8 mil) e cinco secretários (R$ 6,8 mil). Vale destacar ainda que, além do salário e do Cotão, os senadores dispôem de carro oficial com motorista e um tanque cheio por semana para rodar em Brasília, conta de telefone paga (inclusive residencial) e plano de saúde vitalício. Os senadores que não quiserem morar nos apartamentos funcionais disponibilizados pelo Governo recebem um auxílio-moradia no valor de R$ 3,8 mil. Hoje, 42 senadores ocupam imóveis funcionais e 28 usam o auxílio. Outros 11 não utilizam nenhum dos dois benefícios.

    CÂMARA
    Na Câmara, os gastos com 567 parlamentares para exercício de suas atividades, no primeiro semestre legislativo, chegou a R$ 48,3 milhões. Destes deputados, 54 saíram por determinação judicial ou para assumir outro cargo, sendo substituídos pelos suplentes. O valor que eles receberam - R$ 552,5 mil - está incluso no total. Assim como acontece com os senadores, o valor da verba varia dependendo do Estado onde o deputado foi eleito. A menor cota é no valor de R$ 23 mil para deputados do Distrito Federal. A maior, de R$ 34 mil, é para os deputados de Roraima.
    Os maiores gastos no semestre - R$ 8,8 milhões, ou quase 18% do total - foi investido para divulgação dos mandatos dos próprios deputados. O segundo maior gasto foi com o item “locação de veículos automotores ou fretamento de embarcações”, R$ 7,3 milhões ou 15% do total. Caso os parlamentares não façam o uso da cota máxima em um mês, o que sobra pode ser acumulado e ser usado depois.

    ResponderExcluir