SEBRAE

SEBRAE
SEBRAE

terça-feira, 19 de julho de 2011

A CULPA É DA SOCIEDADE II

Mesmo com o Festival de Inverno dominando a cena na cidade, muitas pessoas prestaram atenção no post de ontem com o título "A Culpa é da Sociedade" (veja o texto abaixo). Não revelei o nome do amigo que esboçou o conjunto de ideias sobre a situação de Garanhuns por ter sido uma conversa informal, mas ele mesmo, determinado, nos escreveu uma mensagem "mostrando a cara" e explicando sua posição a respeito do assunto. Nos parágrafos seguintes a opinião do médico Alcindo Menezes:

"Prezado Roberto, até para não permitir maiores especulações ou curiosidade quanto à conversa que tivemos no dia de hoje, escrevo estas palavras para publicamente expor a minha opinião sobre a situação política em Garanhuns.

A bem da verdade a minha desilusão é com a politicagem que vigora em Garanhuns já há alguns anos e não com a Política propriamente dita, esta necessária a toda atividade humana partidária ou não.

De fato considero uma falha de a sociedade garanhuense omitir-se do processo politico-eleitoral, não realizando um debate profundo sobre as nossas deficiências e principalmente analisando de forma clara e objetiva as nossas muitas potencialidades.

É a sociedade quem tem que fazer frente a esta demanda, escolhendo entre seus cidadãos aqueles que podem levar a frente o projeto que nascerá do diagnóstico de suas necessidades e não ela, a sociedade, ficar a reboque de “salvadores da pátria” ou pior, ser obrigada a optar pelo “menos ruim”.

Do jeito que a nossa sociedade, representada pelas suas diversas camadas tem se comportado nos últimos anos, optando pelos projetos eminentemente pessoais, continuaremos gerando “tiranetes” e beneficiando pequenos grupos em detrimento da maioria.

Participei do processo eleitoral das três últimas eleições municipais, de forma direta nas duas últimas como coordenador de candidaturas majoritárias, e confesso que a maior dificuldade que senti foi a falta de participação das diversas camadas representativas de nossa sociedade e a “força” do poder econômico na decisão do voto, proporcional ou majoritário.

Entendo que enquanto não discutirmos um “projeto para Garanhuns” antes de discutirmos nomes de candidatos, estaremos errando, e olhe que dos nomes postos até o momento como pré-candidatos, absolutamente nenhum deles apresenta uma proposta, mínima que seja para desenvolver Garanhuns, o que me faz pensar que continuaremos trilhando os mesmos caminhos.

É importante mencionar que há tímidas tentativas de fazer este debate em Garanhuns, mas estas esbarram na desconfiança de que sejam projetos pessoais travestidos em discussão ampla e suprapartidária, mas até dessa forma creio que vale a pena tentar, o que a sociedade não pode fazer é deixar como está, pois desse modo estaremos condenados.

Obrigado pela oportunidade de expressar parte do meu pensamento quanto aos caminhos que podemos trilhar em Garanhuns, mantendo assim a minha esperança de um futuro melhor para cidade que escolhi para viver".

6 comentários:

  1. PAULO CAMELO, COMENTA: Caro conterrâneo Alcindo Menezes. Nós do PSOL não nos sentimos culpados pela situação que se encontra Garanhuns. Participamos heroicamente do processo eleitoral da nossa cidade com propostas ousadas e viáveis. Ao longo dos últimos 20 anos, várias reuniões aconteceram para se discutir nossa situação. Afirmo-lhe que Paulo Camelo não participa mais dessas reuniões, pois nunca sabemos com certeza qual a verdadeira opinião da maioria dos presentes. Nós estamos em banho-maria, uma vez que a direita e capitalista carece de um líder burguês e a esquerda carece de um líder com representação parlamentar ou de poder executivo. O primeiro passo, consiste em sermos radicalmente contra a ênfase que estar sendo dada a políticos que votam em outras cidades transferirem seu domicílio eleitoral para ser candidato a Prefeito de Garanhuns.
    O segundo passo consiste em tentarmos mudar a destinação dos votos. Hoje, o deputado estadual Izaías Régis, o ex-prefeito de Caetés, Zé da Luz, e o ex-prefeito Silvino Duarte, são os donos dos votos de Garanhuns. Sinceramente, enquanto não conseguirmos mudar a destinação dos votos, Garanhuns continuará sem solução. Zé da Luz, sequer reside em Garanhuns e é um dos donos dos votos de nossa cidade. Algo está errado. Parte da população vota em Izaías para combater Zé da Luz e outra parte vota em Zé da Luz para combater Izaías. É o samba do "homem doido". Deste modo, fica difícil sairmos do atraso. Lembrando que o governador continua sem candidato e não apóia nenhum dos três. O terceiro passo, nos diz respeito a influência negativa do burguês e senador Armando Monteiro. Não vamos pra lugar nenhum com essa ingerência. O burguês ocupa a cidade em pontos estratégicos, a exemplo da época do Império Romano, e nos trata como pobres e pedintes, com sua AÇÃO GLOBAL. Ex-presidente da CNI, o burguês não foi capaz de trazer uma fábrica sequer para Garanhuns, perdendo para o prefeito Luiz Carlos que trouxe a fábrica de sabão. Outra coisa, Garanhuns precisa de um Prefeito com autonomia e independência política e financeira. Ser comandado pelo governador Eduardo Campos, é o fim para a nossa cidade. Está aí as tentativas de esvaziar o FIG e a exceção de Paulo Camelo e de alguns Vereadores, os demais políticos ficaram calados. Por último, quero lhe dizer que não adianta muitas lamentações, o tom conciliador da grande maioria dos políticos de Garanhuns não adianta em nada, é preciso se posicionar sobre a política municipal, estadual e federal. Os acontecimentos surgem no dia a dia, e a grande maioria dos políticos ficam calados. TENHO DITO

    ResponderExcluir
  2. Faço minhas as palavras de Alcindo Menezes, que reforça o sentimento dos que vêem a necessidade de Garanhuns ter uma gestão com planejamento estratégico, com princípios éticos e da busca do bem comum. O difícil é não perder a esperança nesse quadro político-eleitoral que repete-se em um processo onde muitas vezes (no País, nos Estados e nos Municípios) prevalecem os maus políticos e os péssimos eleitores. Audálio Machado Filho.

    ResponderExcluir
  3. PAULO CAMELO, DIALOGA COM O NOSSO CONTERRÂNEO AUDÁLIO. Muito se comenta sobre "Planejamento Estratégico", inclusive é a mola mestra do nosso conterrâneo Alexandre Marinho. Mas, não se diz o significado desse "Planejamento Estratégico". Comparo tudo isso como se fosse um tema militar. A primeira premissa de uma "Planejamento Estratégico" consiste em defender nossas riquezas naturais e minerais do ataque dos inimigos sem "canhão". Precisamos de um Prefeito que seja capaz de impedir a contaminação de algumas fontes de água mineral e que impeça o avanço do SESC, com seus blocos de concreto, nas proximidades do Parque Ruber Van Der Linden (Pau Pombo). Cadê o Plano Diretor? O Pau Pombo é a nossa reserva turística e natural, não pode ter como vizinho um Bloco de Concreto. O Pau Pombo está sendo cercado pelo SESC e pelas construções vizinhas de forma desordenada, além da contaminação da fonte de Água Mineral, devido a forte concentração de nitrato. Sendo assim, faz parte do nosso Plano Estratégico defender o nosso Patrimônio Material e Imaterial (a exemplo do FIG), o meio-ambiente, o Pau Pombo, as Fontes de Água Mineral, o FIG, a Colina Antas, hoje parcialmente destruída. "Planejamento Estratégico" não deve servir ao capital, mas a nossa população. Hoje, no Vale existente nas proximidades da LIberdade, o que se vê é um aterro sanitário constituído de lixo e metralha. Garanhuns precisa de um Prefeito com autonomia e ousadia. TENHO DITO

    ResponderExcluir
  4. Êita se esses HOMENS, ALEXANDRE MARINHO, AUDÁLIO RAMOS E PAULO CAMELO, fossem escolhidos para comandar Garanhuns.
    Séria bom demais, para tirar Garanhuns desse atraso geral.
    Mas nunca é tarde e eu mais uma vez insisto.
    Em 2012, vamos colocar na Prefeitura de Garanhuns, ALEXANDRE MARINHO.

    Antonio Ivo - Garanhuns/PE

    ResponderExcluir
  5. Carlos José àvila20 de julho de 2011 14:22

    bichinho de alexandre marinho só vai ter o voto de antônio ivo, ai que dó.

    ResponderExcluir
  6. Alcindo Menezes, querendo aparecer , o que será que ele esta querendo? Quem adivinha?

    ResponderExcluir