domingo, 26 de junho de 2011

PARADA GAY ATRAI MULTIDÃO À PAULISTA

Pelo menos três milhões de pessoas participam da 15º edição da Parada Gay, realizada neste domingo, na Avenida Paulista, no centro de São Paulo. Anônimos, famosos, políticos, artistas, evangélicos pró e contra, vendedores, casais heterossexuais, lésbicas, gays e simpatizantes prestigiam o movimento que deu um colorido todo especial hoje a maior cidade da América Latina. O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin e o prefeito da capital, Gilberto Kassab, deram declarações simpáticas à manifestação e se mostrando contra a homofobia.

3 comentários:

  1. A disparada gay, em São Paulo, joga penas pra todos os lados. E as "sapatas" se arrastam Paulista afora. Depois as "sapatas" botam as aranhas para brigarem. E os frangos distribuem veadagem explícitas. - Gilberto Kassab, não poderá faltar! Ele é um autêntico veado, além de ser prefeito da capital. - Quanto ao picolé de chuchu, Alckmin, antes de lá comparecer, deve pedir permissão à Opus Dei. Seu Geraldo Alckmin é um dos expoentes dessa organização criminosa da Igreja Católica, chamada Opus Dei./.

    ResponderExcluir
  2. Pelo que ouvimos e vimos essa parada gay foi um verdadeiro fracasso de público este ano.

    A polícia não divulgou os números de participantes pois membros do movimento não quiseram passar essa vergonha com números tão pífios.

    Achei foi bom.

    Lúcia camões/gus

    ResponderExcluir
  3. Quem e vc seu José Fernamdo para chama a Igreja Catótlica de crimisosa? e dizer o q quizer dos homoxexuais olhe para o seu passado sera que vc e certinho cuidado os sertinho sembre tem algum a esconder. reespeite para ser respeitado seu testo preconseituoso e cheio de erros...

    ResponderExcluir