sábado, 19 de junho de 2010

CHUVAS DEIXAM CIDADES SEM ÁGUA


Choveu nas cidades de Pernambuco em dois dias, metade do que tinha chovido nos outros seis meses do ano. Os fortes temporais causaram diversos problemas, como foi mostrado em postagem anteriores. Paradoxalmente, uma das principais dificuldades dos moradores das localidades atingidas, neste momento, é a interrupção temporária do abastecimento d´água nas residências. Em Garanhuns, com o rompimento de um trecho da adutora de Inhumas, 85 mil pessoas estão sendo afetadas pelo não funcionamento do sistema da Compesa, que está comprometido em cerca de 70%. A situação só será resolvida quando o Governo recuperar a adutora danificada e este serviço será feito apenas se as chuvas derem uma trégua. Além da zona urbana de Garanhuns, o município de São João e o distrito de São Pedro estão sofrendo com o problema. Outras 15 cidades pernambucanas estão com o abastecimento comprometido, caso de Caruaru, Quipapá, Altinho, Santa Cruz do Capibaribe e Gravatá. Felizmente, como informa o jornalista Marcos Leite, hoje, em seu blog, a previsão dos institutos metereológicos é que o tempo fique nublado na maior parte do Estado, mas sem tanta chuva como quinta e sexta-feira. (Na foto a Barragem de Inhumas, em Garanhuns, que pegou bastante água, nos últimos dois dias).

Um comentário:

  1. NÃO SOU PUXA-SACO NEM MUITO MENOS TENHO TENDÊNCIA PRA SÊ-LO. NO ENTANTO, GOSTARIA DE PARABENIZAR O JORNALISTA ROBERTO ALMEIDA PELA BRILHANTE MANCHETE PARADOXAL: “CHUVAS DEIXAM CIDADES SEM ÁGUA”. MERECIA, IMPRETERIVELMENTE, O PRÊMIO ESSO DE MANCHETEIRO(FALANDO SÉRIO). E, ATÉ A FOTO VEM A CALHAR!!! SUA FRASE FOI DE UMA “PERSPICÁCIA FODÁSTICA”. ISSO, NO JORNALISMO, É ATINGIR O ORGASMO SIMULTANEAMENTE.

    ResponderExcluir