ALEPE

ALEPE
ALEPE

GOVERNO DO ESTADO

GOVERNO DO ESTADO
GOVERNO DE PERNAMBUCO - FUNDARPE

domingo, 14 de março de 2010

GRANDES NOMES DA MPB XIII




O cantor e compositor é maranhense e tem o nome igual ao do senador do mesmo Estado. José Ribamar. As semelhanças param aí porque este é o José Ribamar Coelho dos Santos, mais conhecido como Zeca Baleiro. O artista completa 44 anos no próximo dia 11 de abril e embora faça música desde novo, só foi "estourar" no Brasil na já maduro, na faixa etária dos 30 anos. A virada na carreira começou com a gravação de "À Flor da Pele", num dueto inesquecível com a maior diva da MPB, a baiana Gal Costa. A canção, chamada também de "Vapor Barato", tornou-se um hit do final dos anos 90, com boa execução inclusive nas emissoras de rádio de todo o País. Pouco depois, a também consagrada Simone gravou uma calibrada versão de "Lenha", incluída no segundo CD do maranhense. A música tocou muito nos rádios e impulsionou definitamente a carreira do seu autor, que passou a gravar um disco a cada ano, fazer parcerias com outros bons nomes da música brasileira e fazer shows - a casa sempre lotada - por todas as regiões do Brasil. Se os dois primeiros discos eram mais pop, com um batida mais forte e uma pitada de blues, "Líricas", o terceiro trabalho é poético como o nome e talvez seja ainda hoje um dos seus CDs mais homogêneos e belos.

Zeca Baleiro dividiu apartamento em São Paulo com o paraibano Chico César, compôs músicas com este parceiro e gravou um disco também muito bom com o cearense Fagner, dando talvez ao amigo a chance de sair da trilha um tanto brega pela qual ele tinha enveredado nos últimos tempos. O cantor do Maranhão já gravou também com Zé Ramalho, Lenine, Zeca Pagodinho, Lobão, Zé Geraldo e Paulinho Moska. Além de estar antenado com artistas mais MPB, no sentido de "corrente musical da música nacional", ele faz releituras interessantes de artistas diversos: foi o que fez com "Disritmia", de Martinho da Vila, "Retratos de Cetim", de Benito Paula e "Palavras" de dupla Roberto e Erasmo.

Zeca Baleiro esteve duas vezes no Festival de Inverno de Garanhuns e uma outra, num show no Centro Cultural da cidade. Numa entrevista a este repórter, admitiu que tem influências em sua música de artistas como Gonzaguinha, Sérgio Sampaio, Ednardo e até o "maluco beleza" Raul Seixas.

O José Ribamar, do Maranhão, não está na Academia de Letras nem na política (felizmente), como o seu homônimo, porém já merece com toda certeza figurar na lista dos maiores artistas da MPB de Todos os Tempos.

**Ao clicar no nome de Zeca Baleiro, lá em cima, todo maiúsculo, em cor, você acessa um vídeo do youtube com Gal Costa e o artista maranhense cantando "Vapor Barato".

Nenhum comentário:

Postar um comentário