SEBRAE

SEBRAE
SEBRAE

ALEPE

ALEPE
ALEPE

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

PAPA PRETENDE ABSOLVER PADRE CÍCERO

Graças a Pe. Cícero, Juazeiro do Norte (CE) é o maior centro de romaria do Brasil depois de Aparecida do Norte, no interior de São Paulo.

Um jornalista cearense, de nome Lira Neto, há 10 anos trabalha num grande livro sobre o Pe. Cícero Romão Batista, o mito de Juazeiro do Norte. A obra foi concluída este ano e acaba de ser lançada, com o título "Padre Cícero - Poder, Fé e Guerra no Sertão". Especialista na história do santo proscrito pela Igreja Católica, o profissional de imprensa escreveu uma reportagem para a última edição da revista "Aventuras na História", do grupo Abril, revelando que a Santa Sé está interessada em absolver o sacerdote natural do Crato (fica no Ceará, mesma cidade onde nasceu o ex-governador de Pernambuco Miguel Arraes, outro grande mito deste País).

O próprio papa Bento XVI está interessado no perdão ao religioso, que foi perseguido pelo bispo de sua Diocese e em 1894 foi punido pelo Santo Ofício por supostamente estimular a superstição e promover, junto com uma beata chamada Maria de Araújo, uma "fraude" da transformação da hóstia em sangue quando esta ia comungar. O fato foi notícia nos jornais da época, porém foi desdenhado pelo bispo do Ceará José Vieira e pelo francês Pierre Chevalier, reitor do Seminário Prainha, encarregado pela Diocese de investigar o caso. "Jesus Cristo não iria sair da Europa" para fazer milagres no Sertão do Brasil", tripudiou o francês.

Agora, padres, bispos e cardeais, não só do Ceará, como de outros estados, defendem a "reabilitação" de Pe. Cícero. E procuraram convencer o papa com um argumento singelo: "Precisam do reconhecimento do padim como santo para ajudar a barrar o crescimento dos pentecostais, principalmente da Igreja Universal do Reino de Deus". Como se pode perceber, a absolvição, reabilitação e possível canonização do líder de Juazeiro tem tudo para acontecer, por atender aos interesses atuais da Santa Igreja. Cícero Romão nasceu em 1844 e morreu em 1934, com 90 anos de idade. Perseguido pelas autoridades superiores, foi santificado pelo povo ainda em vida. Proibido de exercer suas funções sacerdotais, dedicou-se à política, tendo sido deputado, prefeito de Juazeiro e vice-governador do Ceará.

Um comentário:

  1. Veja, através do meu blog, documentário recente que fiz sobre Padre Cícero, intitulado: PADIM CIÇO, SANTO OU CORONEL? Se gostar indique para os seus contatos, comente. Antecipadamente agradeço. Precisamos fazer da blogosfera, com todo potencial que tem, uma mídia alternativa mais poderosa que a mídia atual, voltada apenas para o interesse de alguns grupos econômicos e políticos. Temos que armar rede, unirmo-nos. Meu blog: www.valdecyalves.blogspot.com

    ResponderExcluir