Governo Municipal

Governo Municipal
Juntos por uma Grande Cidade

Governo do Estado

Governo do Estado
Governo do Estado

segunda-feira, 24 de julho de 2017

FRANK SINATRA - A VOZ

Por Altamir Pinheiro

Caso estivesse vivo, FRANCIS ALBERT "FRANK" SINATRA estaria com 101 nos de idade. Sinatra, um dos mais importantes artistas do século passado  destacou-se na música e como ator fez uma bela carreira chegando mesmo a receber um Oscar de Melhor Ator Coadjuvante por seu excelente desempenho em “A UM PASSO DA ETERNIDADE”. Conforme nos conta o cinéfilo Darci Fonseca,  a filmografia de Frank Sinatra contém muitos dramas, comédias, policiais, filmes de guerra e como não poderia deixar de ser musicais. E SINATRA FEZ WESTERNS TAMBÉM, quatro apenas numa filmografia de mais de 50 títulos, mas não será por esses westerns que ele será lembrado, pois o melhor desses QUATRO FILMES é apenas regular. Pois é, imaginem!!! Sinatra usou chapéu de cawboy, calçou botas, lenço no pescoço e, meio desajeitado, colocou um Colt na cintura.

O primeiro western de Sinatra, um desengonçado cawboy, por ele produzido e que acabou sendo o melhor deles, mesmo longe de ser um grande filme, chamava-se:  REDENÇÃO DE UM COVARDE(1956); logo depois veio OS TRÊS SARGENTOS (1962), com participação do excelente Dean Martin – Este é um daqueles filmes em que os atores parecem se divertir mais que a plateia, não demonstrando a menor preocupação com o público pagante; em seguida, OS QUATRO HERÓIS DO TEXAS (1963) – Os quatro do Texas do título são Sinatra, mais um a vez Dean Martin e Ursula Andrews e Anita Ekberg, duas mulheres irresistíveis naqueles tempos; finalmente, seu último faroeste intitulava-seO MAIS BANDIDO DOS BANDIDOS(1970) – Outra comédia-western, outra tentativa frustrada de Sinatra se mostrar engraçado no Velho Oeste,  mas Ninguém gostou, nem o público e menos ainda a unânime crítica. Com ele Sinatra encerrou suas aventuras no Velho Oeste quando o gênero já não era mais o mesmo.

Em 2013, O Jornal do Comércio da cidade do Recife-PE, publicou uma extensa matéria no estilo  biografia a respeito do cantor-ator que vale a pena Lê-la.

POIS BEM!!! No ano em que Paul McCartney nasceu, a idolatria a Frank Sinatra antecipando a BEATLEMANIA em vinte anos, levava garotas a madrugar em filas de teatros para ter a oportunidade de assistir aos show do cantor na frente do palco. Baixo (para os padrões americanos), muito magro (numa época em que magreza era motivo de gozação), com um defeito no lobo da orelha esquerda, e uma cicatriz no mesmo lado do pescoço (ambos motivados pelo parto feito a fórceps), que o levou a vida inteira, a se deixar fotografar quase sempre do lado direito. Defeitos piorados por crises de acne na adolescência. Como se não bastasse, era de origem italiana, espécie de “NORDESTINO” para o nova-iorquino, abaixo dos irlandeses na escala social da cidade. Mas o que fazia de Francis Albert Sinatra uma pessoa especial?!?!?É o que o escritor e jornalista James Kaplan tenta esclarecer na biografia FRANK: A VOZ (Companhia das Letras, 752 páginas).

De acordo com a citada biografia, o crescimento de Sinatra se dá entre gângsteres mafiosos e políticos habilidosos, como Kaplan repassa e comprova. Sobre a afirmação de que teria sido um traficante de cocaína ligado a PABLO ESCOBAR, conforme a afirmação do filho do colombiano em entrevista ao JORNAL O ESTADO DE SÃO PAULO, o biógrafo não tem respostas definitivas. “Eu vi essa matéria, mas não sei nada sobre essa ligação com drogas. Eu não poderia dizer se essa afirmação é verdadeira ou falsa, mas diria que os problemas de Sinatra foram com álcool, não com coca” .

Conforme a atualizada wikipédia, Blue Eyes (Olhos Azuis), The Voice (A Voz), esses são alguns dos apelidos de Frank Sinatra, considerado por muitas pessoas o grande cantor do século XX. Não foi apenas grande na música. Sinatra foi um dos primeiros cantores a ganhar o status de ‘’CELEBRIDADE’', ao arrastar fãs por onde passava, antes mesmo de Elvis Presley e os Beatles.

Na calçada da fama, THE VOICE deixou duas estrelas marcadas: uma por sua carreira na música e a outro pelo trabalho na Tv e filmes  americanos. Casado quatro vezes (Nancy Barbato, Ava Gardner, Mia Farrow e Barbara Marx), Sinatra teve três filhos: Nancy Sinatra, Frank Sinatra Jr. e Tina Sinatra. O que impressionou muitos críticos e fãs era o fato de Sinatra desenvolver técnicas vocais sofisticadas sem qualquer treinamento. Não é à toa que sua voz marcante gravou alguma das músicas mais cantadas do século XX no mundo inteiro, como My Way, Fly Me To The Moon, The Way You Look Tonight, I've Got You Under My Skin, New York, New York e The Girl From Ipanema. Sua filmografia também é extensa, reunindo mais de cinquenta aparições, como em 
A UM PASSO DA ETERNIDADE (FROM HERE TO ETERNETY), com a qual recebeu o Oscar.

A história de Sinatra é um terreno mais do que pisoteado, mas talvez tenha sido escavado como nunca, deixando a missão de se conseguir novidades bem mais complicada para os próximos pesquisadores,  até porque um dos encontros mais bizarros se deu no dueto que fez com Elvis Presley em um programa de TV, em 1960. Elvis, até então, era a imagem do inimigo. “Sinatra odiava o rock. Quando os Beatles surgiram, em 1964, destruíram toda a música popular que havia até então.” Ali, conforme reconstitui o biógrafo Kaplan, os dois, Elvis e Sinatra, se tornaram iguais.

Frank Sinatra morreu em 14 de maio de 1998, aos 82 anos, em consequência de um ataque cardíaco. Apelidado de “A VOZ”, foi uma das figuras mais importantes da música popular do século 20 e deixou, por meio de discos e concertos, um legado próximo à perfeição no que respeita a interpretação vocal masculina. Sua popularidade foi enorme e praticamente constante ao longo de toda a vida, se bem que foram especialmente exitosos os anos 1950 e 1960, sendo esta última década, com a produção discográfica, considerada a etapa de maior qualidade artística como cantor. Eis um dueto que Frank Sinatra faz com Antonio Carlos Jobim no ano de 1967, incluindo aí,  a música GAROTA DE  IPANEMA(The girl from Ipanema)Infelizmente, hoje em dia não temos mais a Garota de Ipanema.  Temos as Funkeiras de Ipanema...

O FESTIVAL DE INVERNO DE GARANHUNS SEGUE FORTE, APESAR DOS QUE PARECEM TORCER PELO FIM DO EVENTO

Apesar das críticas à programação e dos que apostaram no fiasco do FIG este ano,  o Festival de Inverno tem tudo para terminar com um saldo positivo.

Alguns moradores da cidade chegaram a postar nas redes sociais fotos da Praça Mestre Dominguinhos vazia,  no sábado, certamente fora do horário em que o número de pessoas era maior.

Não sei o que ganham em tentar acabar com um evento que só traz ganhos para a cidade.

Embora não possa circular pelos diversos polos do FIG, principalmente à noite, acompanho tudo pelas rádios, blogs, Facebook, WhatsApp, emissoras de TV e matérias jornalísticas da Secretaria de Comunicação, que tem feito um trabalho impecável.

O Festival teve uma boa abertura com Isadora Melo e Mona Gadelha comprovando que são duas grandes cantoras, na apresentação que fizeram no Centro Cultural; fez um belo tributo a Belchior na sexta, com o velho e bom Ednardo sendo um dos destaques; trouxe a Garanhuns a veterana Baby do Brasil, que já foi Baby Consuelo, no sábado, e teve um público extraordinário no domingo graças à popularidade de Zeca Pagodinho.

O Festival tem problemas? Sim. Pode melhorar? Positivo. Já teve edições com melhores atrações? Certamente que sim.

Mas diante da crise política e econômica vivida pelo Brasil e Pernambuco nos últimos anos ainda é um milagre manter um evento desse nível por 10 dias.
Aí chega um qualquer na rede social ou numa rádio e esculhamba com o governador por estar “punindo Garanhuns com a grade de programação ruim do Festival de Inverno”.

Ora, o governador pode ser responsabilizado pela insegurança nas cidades, pode ser criticado pelo que prometeu e não fez, pela situação dos hospitais, mas querer culpar Paulo Câmara pela “má escolha” dos artistas do FIG é uma grande bobagem.

Governador não se mete na escolha de quem vai cantar em Garanhuns ou Pesqueira. Não é função dele. Isso fica para os subordinados, o secretário de cultura e a diretoria da Fundarpe.

Cabe ao governante garantir os recursos possíveis de modo que o evento seja realizado.

Acredito que em termos de Festival a Prefeitura de Garanhuns e o Governo do Estado estão fazendo o que é possível neste momento de dificuldades.

E o FIG, quando acabar no próximo sábado, vai deixar saudades, como acontece todos os anos.

Muitas atrações ainda poderão ser vistas durante esta semana, o comércio está bem movimentado e os hotéis estão com uma taxa de ocupação de 86% (a mesma do ano passado),  segundo informações de um empresário do ramo.

Tem gente disposta a criticar até porque a bola de futebol é redonda, porque acha que deveria ser quadrada. Esses são incuráveis, mas a vida segue.


O Festival sobrevive. Parafraseando Chico Buarque: “Apesar de vocês”.

*Foto: José Carlos Silva (Facebook).

MPB 4 TRAZ 50 ANOS DE MÚSICA PARA GARANHUNS

O FIG prossegue hoje tendo como principal atração o grupo MPB 4, formado no distante ano de 1965 e que, tanto tempo depois, continua divulgando em shows e discos o melhor da música popular brasileiro. 

Chico Buarque, Milton Nascimento, João Bosco, Tom Jobim e muitos outros compositores renomados compõe o repertório desse quarteto que se confunde com a história da música nacional nas últimas cinco décadas.

Confira a programação do FIG nesta segunda-feira:

Palco da Praça Mestre Dominguinhos
21h – Still Living 
22h – Herbert Lucena
23h – Cantoria Agreste 
0h30 – MPB4 (RJ) 

Palco de Cultura Popular (Av. Sto. Antônio)

12h – Reisado Santíssimo Redentor 
13h – Grupo Negra’Atitude (Quilombo Estivas) 
14h – Mendes e sua Orquestra 
15h – Bloco de Samba Turma do Saberé 
16h – Urso Cangaçá de Água Fria 
17h – Maracatu de Baque Solto Leão da Fortaleza 
18h – Coco Bojo da Macaíba 
19h – Linguarudo de Ouro Preto 

Som na Rural Parque Euclides Dourado 

18h – As Bodas de Umbigolina Goiabenta (Teatro | BA) 
19h – Projeto Armazém 
20h20 – Mestre Lourimbau (BA) 
22h30 – Francisco, El Hombre (SP) 

PRISCILA PODE SER CANDIDATA À CÂMARA FEDERAL

Priscila Krause (DEM) disputou a prefeitura do Recife em 2016 e obteve em torno de 55 mil votos.

Conhecida na capital, região metropolitana e grande parte do interior, a deputada estadual é um dos quadros mais importantes do seu partido e pode sonhar com voos mais altos na política.

Poderá, inclusive, disputar um mandato para a Câmara Federal, em 2018, principalmente se Mendonça Filho, outro nome de destaque no DEM,  for candidato ao governo ou ao senado.

Priscila teve mais de mil votos em Garanhuns em 2014 e tem marcado presença no município. Neste final de semana, ela participou de bate papo num dos grupos do WhatsApp da cidade, trocando ideias com os moradores da Suíça Pernambucana.

A deputada é casada com o advogado garanhuense Jorge Branco, filho do ex-deputado federal José Tinoco.

*Foto: Diário de Pernambuco Online

ZECA PAGODINHO LOTA A PRAÇA MESTRE DOMINGUINHOS

Em pleno domingo, numa noite bastante fria, a Praça Mestre Dominguinhos ficou lotada, graças sobretudo à popularidade de Zeca Pagodinho, que conseguiu dar uma "esquentada" no Festival de Inverno de Garanhuns em sua 27ª edição. O bom público de ontem repercutiu imediatamente nas rádios, blogs e redes sociais.

Leia o texto com o relato de como foi o quarto dia do FIG no palco principal:

Abrindo a quarta noite do 27º Festival de Inverno de Garanhuns (FIG), Cafuringa e Banda subiram ao palco Mestre Dominguinhos neste domingo (23). O garanhuense se apresentou pela 15ª vez no festival. Ao som da Jovem Guarda, o cantor animou o público que chegava na praça. Cafuringa interpretou clássicos da jovem guarda como a música “Gatinha Manhosa”, de Erasmo Carlos, e “Como é grande o meu amor por você”, interpretada pelo rei Roberto Carlos.  Além disso, Cafuringa fez uma sequência de músicas dedicadas a um dos homenageados do FIG, o cantor Belchior. A nostalgia marcou o show do artista da terra, que se despediu do público com agradecimentos.

A segunda atração da noite, as reppers da banda Donas, levaram mensagens de empoderamento e força para as mulheres. Em homenagem ao Nordeste, a dupla misturou o rap com o baião em um som contagiante, que contou com a participação da garanhuense Yasmin Amaral, que realizou uma bela apresentação de malabares durante o show. Poesia, rima e empoderamento marcaram o show da Donas. Em seguida foi a vez o músico Zé Brown, nome artístico de José Edson da Silva que também é compositor, rapper, embolador e arte-educador. O artista agitou o público ao som de muito hip hop.

Penúltima atração da noite, a banda baiana IFÁ apresentou um repertório inspirado na diversidade musical de matriz africana e é reconhecido como o grupo de afrobeat da Bahia. O IFÁ realizou sua apresentação com músicas em formato instrumental. Encerrando a quarta noite do Festival de Inverno de Garanhuns 2017, o cantor Zeca Pagodinho trouxe o samba para animar o público presente na Praça Mestre Dominguinhos. Em sua apresentação, o cantor interpretou os sambas clássicos da sua carreira. Zeca é um dos mais respeitados sambistas do Brasil.

Texto: Thayna Chaves. Foto: Nichole de Andrade (Secom)

domingo, 23 de julho de 2017

MORADORES DE LAJEDO VÃO MOVER AÇÃO CONTRA DETRAN

Moradores de Lajedo, com o apoio do prefeito Rossine Blésmany (PSD), estão se movimentando para mover uma ação contra o Detran, por conta da apreensão de motos e carros feitos na cidade, ocasionada pelo atraso no pagamento do IPVA dos proprietários de veículos. Até uma reunião já foi realizada entre o gestor e os populares para discutir as medidas que serão tomadas contra o órgão estadual.

O jovem Tiago Barbosa, que mora em Lajedo, nos mandou um resumo da movimentação do prefeito junto aos moradores do município:

Na manhã da última sexta-feira (22), o prefeito do de Lajedo, Rossine Blésmany, esteve reunido com lajedenses que tiveram seus veículos apreendidos pelo DETRAN-PE, em recentes operações realizadas no município. Na reunião, a população mostrou a indignação com as apreensões e seguiram uma mesma linha de raciocínio que já vem sendo adotada por vários juristas que acreditam ser uma injustiça praticadas pelo órgão, numa atitude que já pode até mesmo ser vista como ilegal, se partindo do pressuposto que fere o direito à propriedade – que é garantido pela Constituição Federal.

Esta é uma luta que Povo e Estado vem travando há muito tempo. Vários advogados defendem que o atraso no pagamento do tributo (IPVA) não dá ao Estado o direito de tomar bens e outras formas de cobrança devem ser adotadas, porém essa prática vem crescendo e tomando cada vez mais força. Isso porque, segundo tributaristas, o Estado se apoia no argumento de que a tomada do veículo, não se deve ao não pagamento do IPVA, mas sim ao não licenciamento como um todo (CLRLV). O problema é que a liberação deste tipo de documento só ocorre depois que todas as dívidas referentes ao veículo tenham sido pagas, incluindo o IPVA. “É uma covardia, eles fazem isso justamente para prejudicar o cidadão de bem!” Afirma o seu Antônio Ribeiro, lajedense que agora tem que andar mais de 7km para poder trabalhar, já que está sem o carro, devido ao atraso no pagamento do documento.

O trabalhador nos contou também que enfrentou transtornos para obter a liberação do veículo. “Na segunda-feira da semana seguinte, tomei mais de R$ 2.500,00 em dinheiro emprestado e paguei todos os débitos para liberar o veículo, fui na quinta-feira para Garanhuns para trazer o carro e me disseram que ele não estava mais lá, não sabiam onde estava o meu carro!”, contou Antônio que é proprietário de um Corsa 98.

Em Lajedo, após organização do DETRAN mais de 70 veículos foram apreendidos e se encontram em circunstâncias parecidas.

Comovido com a situação, o prefeito Rossine lançou em seu perfil social no Facebook uma nota de repúdio contra as operações do DETRAN em Lajedo:

“O povo sofrido do interior não pode ser tratado dessa forma. Com todo respeito às leis de trânsito que existem no Brasil, eu acho que o governo só deveria usar seus agentes para prender veículos de pessoas pobres depois que tivesse prendido todos os carros e motos dos assaltantes, traficantes, estupradores e desordeiros, e também depois que tivesse recuperado todos os milhares de veículos que constantemente são roubados dos cidadãos de bem.” Apontou o prefeito não medindo esforços para estar ao lado do povo que se sentiu prejudicado com a operação.


Após ouvir os problemas da população, o prefeito Rossine solicitou que todos os envolvidos que tiveram seus veículos apreendidos o procurassem na próxima sexta-feira, a partir das 9h, munidos de xérox da RG, CPF e do documento de apreensão dos veículos.

*Na foto do YouTube, sem o crédito, uma vista parcial de Lajedo.

ZECA PAGODINHO É A MAIOR ATRAÇÃO DO FIG HOJE

O sambista Zeca Pagodinho, que substitui o cantor Tom Zé, será a maior atração do Festival de Inverno de Garanhuns, neste domingo, dia 23, com show por volta da meia noite, na Praça Mestre Dominguinhos.

Antes de Zeca, sobem ao palco principal do FIG o garanhuense Cafuringa, acompanhado de sua banda, depois se apresentam Donas, Zé Brown e Ifá.

Nas duas primeiras noites o principal polo do evento recebeu bom público o que deve se repetir hoje, pois o cantor carioca é um nome bastante popular na música brasileira.


Além das atrações na Guadalajara, o Festival movimenta durante toda a semana o Palco da Cultura Popular, no centro da cidade; a Catedral de Santo Antônio, com o projeto Virtuosi na Serra; o Pau Pombo, que tem seu forte na música instrumental e o Parque Euclides Dourado, abrigando o melhor do forró e do pop.

*Foto: JC Online

COMO FOI O PRIMEIRO SÁBADO DO FESTIVAL DE INVERNO

Em mais uma noite de grande público, diversos artistas subiram ao palco principal do 27° Festival de Inverno, na Praça Mestre Dominguinhos. Neste sábado (22), segundo dia de programação, 30 mil pessoas lotaram o espaço, de acordo com a Polícia Militar. Dando início às apresentações a banda Rogério e os Cabra, que tem à frente o vocalista e idealizador Rogério Diniz, foi a primeira atração da noite. Em sua primeira música, o grupo já evidenciou a essência que há muito tempo faz parte de suas composições: a mistura de ritmos nordestinos, sempre em busca da preservação da cultura local.

Esta é a décima vez que o grupo se apresenta durante o FIG. No repertório, elementos do rock estavam presentes, como na música "Cangaço". O vocalista Rogério Diniz comentou a participação na noite. "Nada é mais gratificante do que você ser reconhecido, principalmente pela sua cidade. Temos um público fiel e ainda queremos mostrar nosso som para outras pessoas que vêm de fora", declarou.

O segundo show foi de Maciel Salú, o cantor e compositor, que é filho do Mestre Salustiano. Ele cresceu em contato com as raízes da cultura pernambucana, como a ciranda e o maracatu. O artista já passou por outros polos do FIG em edições anteriores e, nesta oportunidade, apresentou-se com seu tradicional forró de rabeca. Em seu repertório, o olindense incluiu uma versão "A Morte do Vaqueiro", canção imortalizada na voz de Luiz Gonzaga.

Os garanhuenses Paula Ferro e Calhiandro Mendes trouxeram o filho Ayrton para curtir o seu primeiro Festival de Inverno e elogiaram a programação do evento. "Ele gosta bastante de pular e dançar e na noite de hoje está aproveitando. O FIG é a única festa cultural que a gente vem, porque sempre tem uma boa programação que agrada a todos", afirmou Paula.

O terceiro show da noite foi o projeto "Cantos Rurais", formado pelo músico e poeta Adiel Luna em conjunto com o Mestre Bule Bule. A iniciativa que busca unir os sons de Pernambuco e Bahia tem como marca a diversidade de elementos do samba de roda, repente e do coco e da cantoria de viola. A chuva já caía quando, logo em seguida, subiu ao palco a cantora Alice Caymmi, neta do compositor soteropolitano, Dorival Caymmi. No show, músicas do seu segundo disco, intitulado Rainha dos Raios, além do lançamento "Louca".

Toda a expectativa era pela apresentação da cantora e compositora Baby do Brasil. A carioca iniciou sua carreira no grupo musical Novos Baianos, onde conheceu os integrantes Morais Moreira e Pepeu Gomes, com quem foi casada. Com o grupo, lançou o disco "Acabou Chorare". Agora em carreira solo, Baby conta com a participação do baterista Jorginho Gomes, da época dos Novos Baianos, e  reproduz os seus grandes sucessos como "A Menina Dança" e "Menino do Rio", compostaspor Caetano Veloso.

Texto e Fotos: Aquilles Soares - Secom

FESTIVAL DE INVERNO TEM PRAÇA DA LITERATURA

Durante o 27º Festival de Inverno de Garanhuns (FIG), a Praça Souto Filho, popularmente conhecida como Praça da Fonte Luminosa, recebe a “Praça da Palavra”, um espaço dedicado à literatura durante o festival. O polo de literatura recebe apresentações culturais, além de venda de livros e cordéis de escritores garanhuenses, estandes de editoras, entre outros atrativos.

A programação teve início na manhã deste sábado (22) com uma ação educativa realizada pelo Sesc/PE, intitulada “Brincando e Cantando com Expressões Populares”. Em seguida, foi a vez da oficina infantil de confecção de marcadores de livros. A programação deste sábado segue até às 19h com o debate, intervenção e lançamento do livro “ Poesia ao Vivo – A impressão que se leva sempre: Sempre Poesia de Maria do Carmo Barreto Campello de Melo, com a atriz e performer pernambucana, Sônia Bierbard. A programação na Praça da Palavra segue até o sábado (29).

Este ano, um diferencial da Praça da Palavra são as capas de livros recicladas feitas de papelão pela ilustradora franco-brasileira Alicia Cuerva. A ilustradora recolhe papelão nas ruas e transforma o material em obra de arte. “Cato papelão nas ruas e no comércio e utilizo esse papelão para fazer as capas dos livros. Por dentro, eles são comuns, impressos e feitos de papel, mas a capa de papelão é pintada de maneira individual. Por isso, cada capa é única e depois é só fazer a costura para tornar o livro um produto artesanal e único já que as capas nunca se repetem porque são feitas à mão”, disse a ilustradora.
 


Texto: Thaina Chaves. Fotos: Nichole de Andrade 

(Secretaria de Comunicação).

PROPAGANDA EM IGREJA RECEBE CRÍTICAS

Uma placa de propaganda colocada na Igreja Central, na Avenida Santo Antônio, em Garanhuns, levou alguns moradores da cidade a criticar o painel.

“Como é que se faz isso com uma igreja centenária? Sinceramente é muita falta de capacidade de administrar um patrimônio histórico de nossa cidade...”, comentou numa rede social Sostines Sabino, justificando que “esconder os vitrais de uma arquitetura como essa é demais.

Mais de uma dezena de pessoas apoiaram as críticas do garanhuense, como Gutemberg Oliveira que lamentou: “Eu nunca imaginei que um dia veria uma igreja que foi escolhida, consagrada como agência de DEUS na terra se transformasse em plataforma, num outdoor publicitário",  pontuou.

O blog está inteiramente à disposição da Igreja Presbiteriana, caso o pastor queira contestar as críticas feitas por garanhuenses ao painel.


Em tempo: a propaganda na igreja, como se pode ver na foto, é de conteúdo religioso.

ÁLVARO AVALIA QUE TCE DESNUDA GOVERNO DO ESTADO

A denúncia de desperdício de dinheiro público, superfaturamento de serviços e obras inacabadas que deveriam ter sido executados pelo Governo do Estado para a Copa de 2014, precisa ser investigada pela Justiça mas também informada ao povo de Pernambuco.

A avaliação é do deputado Álvaro Porto (PSD) diante das informações apresentadas pelo Tribunal de Contas do Estado em matéria veiculada pela TV Globo desta sexta-feira (21.07). 

Para o deputado, além de ser fundamental punir de responsáveis e esclarecer a multiplicação de gastos em obras que seguem incompletas, a população necessita estar consciente  da distância que existe entre discurso  e prática dos que vêm governando o Estado há mais de dez anos. 

Na opinião de Porto, a medida cautelar expedida pelo TCE nesta sexta, determinando que o Governo do Estado suspenda o pagamento da rescisão do contrato de concessão administrativa da Arena Pernambuco, só reforça a necessidade de esclarecer gastos do estado com tudo o que se refere à Copa de três anos atrás.

A medida cautelar foi tomada pelo TCE para que a administração estadual adote medidas destinadas a prevenir lesão irremediável ao erário estadual. A decisão está fundamentada em investigações da Operação Fair Play, da Polícia Federal, que apontam "indícios de conluios" entre as empresas Andrade Gutierrez e Odebrecht na licitação da Arena.

No que diz respeito à denúncia da TV, o TCE revela que auditorias apontaram desperdício de recursos e falta de planejamento na construção de um viaduto inacabado que custou cinco vezes mais do que estava previsto no projeto original e um terminal de ônibus subutilizado no município de Camaragibe.

O viaduto que auxiliaria no acesso à Arena Pernambuco deveria custar R$ 5 milhões, mas, segundo o TCE, passou para R$ 45 milhões, dos quais R$ 40 milhões foram liberados, mas apenas duas das quatro pistas previstas estão prontas.

Já o terminal de ônibus de Cosme e Damião, que deveria facilitar a circulação de passageiros entre a estação Timbi do metrô e a Arena, está ocioso por conta de alterações no traçado original das pistas de acesso. O terminal custou R$ 17 milhões, sendo o mais caro do estado, mas hoje só recebe duas linhas de ônibus, segundo o TCE.

"Este mesmo grupo que hoje coloca nas costas da crise as ineficiências da gestão de Paulo Câmara vem desperdiçando dinheiro por falta de planejamento e má administração", diz Porto. 

"Não é possível que tenhamos de conviver com tanta ineficiência maquiada por essa propaganda enganosa. O trabalho do TCE está mostrando a realidade, destruindo o discurso que culpabiliza a crise e deixando claro as limitações e a má gestão que penalizam o nosso estado. Que a Polícia Federal prossiga suas investigações e que as denúncias do TCE sejam encaminhadas para Ministério Público de modo que se chegue aos responsáveis e estes sejam punidos", frisa.

sábado, 22 de julho de 2017

TESTEMUNHA DE JEOVÁ REALIZAM CONGRESSO

As Testemunhas de Jeová estão convidando a todos para assistir ao Congresso Regional de 2017: “NÃO DESISTA!”. O evento vai ser realizado em vários países. Em nossa região, ocorrerá no município de Caetés nos dias 4, 5 e 6 de agosto de 2017 (Primeira Edição); e nos dias 11, 12 e 13 (Segunda Edição). A programação inicia-se pontualmente às 9h20 e termina às 16h50. O endereço é: Centro Municipal de Eventos, Rua Melquíades Borrego, S/N - Caetés – PE.

Estima-se que por volta de 1.600 pessoas irão diariamente ao local em cada uma das sessões para assistir à Reunião Bíblica. No Brasil, haverá mais de 557 congressos em cerca de 170 cidades. O evento é inteiramente gratuito e não se fazem coletas.

Linaldo Biu Teixeira, um porta-voz do Congresso, diz: “Hoje muitos passam por frustrações na vida e se sentem desanimados. Os problemas que enfrentamos podem tirar a nossa paz e alguns até pensam em desistir. Mas existe esperança! A Bíblia nos mostra como ter uma vida feliz agora e uma vida ainda melhor no futuro. Este ano, o congresso das Testemunhas de Jeová vai dar atenção à mensagem de esperança da Bíblia: ‘Não desista!’ Essa mensagem nos promete dar forças para continuar perseverando e para lidar com os problemas da melhor forma possível. O congresso mostrará exemplos bíblicos de servos fiéis de Deus que no passado conseguiram mostrar em suas vidas essa qualidade da perseverança. E, nos ensinará, à base da Bíblia, como todos, independentemente de formação e religião, podemos nos beneficiar por colocar em prática na atualidade esses ensinamentos. Queremos muito que você venha e descubra porque a Bíblia nos diz: NÃO DESISTA!”

Durante os dias do Congresso, serão apresentadas diversas palestras relacionadas ao tema principal “Não Desista”, e entre elas teremos pontos altos como, por exemplo: na sexta-feira nós vamos aprender quais são as qualidades que nos ajudam a não desistir (Heb. 11:1). Já no sábado, veremos como os exemplos de José, Jó e Jeremias nos ensinam a continuar, sem desistir apesar de sofrimentos. E, finalmente, no domingo, vamos assistir a um discurso público: NÃO PERCA A ESPERANÇA (Isaías 48:17).

As Testemunhas de Jeová prepararam mais de 50 partes – discursos e vídeos – para serem mostrados durante o programa. Além disso, uma minissérie para ajudar as famílias será apresentada em três partes, de sexta-feira a domingo: LEMBRE-SE DA MULHER DE LÓ. As sessões da manhã e da tarde de cada dia começarão com um vídeo musical preparado especialmente para a ocasião.

Assim como nos anos anteriores, as Testemunhas de Jeová estão distribuindo um convite especial convidando todos para assistir ao evento. Os dias, o local e os trailers já podem ser encontrados no jw.org, o site oficial das Testemunhas de Jeová. Repórteres que quiserem fazer a cobertura jornalística do Congresso poderão entrar em contato com o representante local que cuida dos assuntos relacionados à mídia.

Contato para a mídia:

Linaldo Biu Teixeira, telefone (87) 9 8110 4261 / Rinaldo Branco, telefone (87) 9 9903 1000

Paulo Rodrigues (87) 9 9600-2193 / Mário Rodrigues (87) 9 9663.5051

GARANHUNS FICA SEM O CARISMA DE IRAN PESSOA

Em pleno Festival de Inverno Garanhuns perde um dos seus maiores comunicadores.
Morreu ontem, por volta das 19h, o radialista Iran Pessoa, contador de causos e apresentador de um programa regional, nas primeiras horas da manhã, na Rádio FM Sete Colinas.
Iran era destaque, ainda, como locutor de vaquejadas.
Aos 84 anos, querido no meio jornalístico e conhecido na cidade e região, Iran Pessoa irá deixar muitas saudades.
Quando encontrava um dos seus muitos amigos, andando pela Avenida Santo Antônio, o radialista ia logo dizendo: “Gente boa de primeira qualidade”.
No seu programa na Sete Colinas, repetia o jargão: “O Relógio tem cordas mais não amarra o tempo”.
O corpo do radialista está sendo velado na Funerária Suissa, na Avenida Simoa Gomes, em Heliópolis.

O sepultamento será hoje,  às 16,  no Cemitério São Miguel, na Boa Vista.

Vai com Deus Iran.


*Com foto e subsídios de Arlete Santos

ANGELIM SE MOBILIZA PELA DOAÇÃO DE AGASALHOS

Em Angelim, como na maioria das cidades do Agreste Meridional, faz frio nesta época do ano.

E muitas pessoas no município, por conta das condições financeiras, não têm como comprar cobertores e casacos para se agasalhar.

Pensando em minimizar a situação dos que mais precisam, o Governo Municipal de Angelim, através da Secretaria de Ação Social, realizou nesta sexta-feira (21), o Dia D do Agasalho, que teve como mote principal a frase “Doe o que você não precisa mais a quem precisa demais”.

A Secretária Municipal de Ação Social, Samille Ramos, explicou que a campanha não visa apenas arrecadar agasalhos.

Segundo ela, o trabalho tem o objetivo de inserir novamente as pessoas que vivem em situações de vulnerabilidade social em um novo contexto social, elevando a autoestima através de novas  oportunidades.

Samille informou que neste dia D equipes técnicas da Secretaria acolheram pessoas que vivem em situação de vulnerabilidade. 

Ela também observou que o Dia D se constui em uma grande oportunidade para a sociedade angelinense exercer a solidariedade, doando cobertores, roupas, agasalhos e calçados, isto,  é claro,  em bom estado de conservação.

Além dos moradores de rua, muitas famílias são cadastradas e monitoradas pela Secretaria de Ação Social e também receberão atenção especial.

Para o Prefeito Douglas Duarte (PSB), a ação contribui na inserção social das pessoas e famílias inteiras que vivem muito nas ruas. “Temos trabalhado muito para melhorar a qualidade de vida da população de Angelim, mas não podemos fechar os olhos para pessoas que ainda vivem em vulnerabilidade social e que sofrem com o frio. Precisamos aquecer de forma solidária essa população. Participe desta ação social relevante”, conclamou o prefeito Douglas Duarte.

O gestor destacou,  ainda, que ações como esta contribuem no desenvolvimento da cidadania e colaboram com o município em favor das pessoas que precisam do poder público e da solidariedade dos que vivem em sociedade.

Segundo a Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Angelim, no Dia D do Agasalho mais de 600 peças foram entregues à população do município.


(A partir do texto de Eduardo Neves)

CNBB INCENTIVA PARTICIPAÇÃO EM ATOS PELA DEMOCRACIA

A CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), através da Comissão Brasileira de Justiça e Paz, divulgou um texto em que critica o retrocesso estabelecido no país, em termos políticos, econômicos e culturais, acusa o Judiciário de defender “interesses não republicanos” e convoca o povo a participar de manifestações como as do último dia 20, realizadas em apoio ao ex-presidente Lula.
“Que este tempo de violência e injustiças seja favorável à renovação da esperança”, prega o documento da conferências dos bispos brasileiros.
Confira o texto divulgado pelos representantes da Igreja Católica:
Confrades e confreiras,
Mais uma vez, dirijo-me por meio de circular voltada aos integrantes da Rede Brasileira Justiça e Paz com a intenção de expressar minha inquietude face aos dramas vividos na sociedade brasileira: violência, desemprego, precarização dos direitos do trabalho e humanos.

Importa lembrar que há poucos dias foi aprovada a Reforma Trabalhista, questionada pelo movimento sindical, parcelas expressivas da sociedade e da Justiça do Trabalho, que a veem como uma tentativa de jogar nas costas dos trabalhadores e trabalhadoras os custos da crise econômica, bem como aumentar ainda mais os lucros do capital.

Como se não bastasse, verifica-se o desmonte dos instrumentos econômicos do estado em benefício do mercado nacional e internacional, num claro atentado à soberania nacional.

A imprensa internacional mostra perplexidade com o país que em trinta anos foi capaz de promulgar uma Constituição moderna, garantir a estabilidade econômica, incluir milhões de brasileiros e brasileiras socialmente, respeitar a biodiversidade e, apesar dos limites, reconhecer os direitos historicamente negados aos indígenas e às comunidades negras e quilombolas, para, nos últimos tempos, tornar-se um país visto pela comunidade internacional como um "pária" no que diz respeito a segurança jurídica, respeito aos direitos humanos e das florestas, estas entregues ao jogo político de relações não republicanas entre executivo e legislativo.

O judiciário, que muitas vezes tem se revelado um "Oásis" da República, infelizmente, em algumas sentenças, deixa-se contagiar por interesses não republicanos, perdendo-se assim a necessária segurança jurídica.

Em maio deste ano, a CNBB convidou as pessoas de boa vontade para um momento de oração pelo Brasil, a ser realizado em nossas comunidades, por ocasião do Corpus Christi. Soube que as Comissões Justiça e Paz de nossa rede se irmanaram à iniciativa de nossos bispos.

Amanhã, 20 de julho, em muitos lugares haverá manifestações em defesa dos direitos sociais, da democracia e pela justiça.

Convido-os a, quando possível, fortalecer esses atos, e, tendo em vista a nossa identidade eclesial, promover momentos de oração e reflexão, evidentemente aberta ao diálogo ecumênico e a diversidade religiosa.

Acredito que o roteiro proposto pela CNBB, que pode ser acessado pelo link http://cnbb.net.br/cnbb-estimula-uma-jornada-de-oracao-pelo-brasil-por-ocasiao-do-proximo-corpus-christi/, por ocasião de Corpus Christi, adaptado às novas circunstâncias, poderá ser útil.


Que nesse momento triste, marcado por injustiças e violências, seja para nós um tempo favorável de renovação da esperança, alimentando-nos do espírito das bem aventuranças!

Brasília, 19 de julho de 2017

Carlos Moura
Secretário Executivo
Comissão Brasileira Justiça e Paz, organismo da CNBB

A LINDA ATRIZ CAMILA QUEIROZ


Por Roberto Almeida
Paulista de Ribeirão Preto, Camila Queiroz está com 24 anos e é de família humilde. Sérgio, seu pai, é marceneiro; Eliane, a mãe é manicure.
Mas desde criança que a futura atriz sonha com as passarelas e apenas com 12 anos participou de um concurso de modelo, levada pela mãe, e ficou com o primeiro lugar.
A partir daí já começou a trabalhar e se tornou bem sucedida na profissão, tanto no Brasil, quanto no exterior, viajando ainda quando adolescente para países como os Estados Unidos, a França e o Japão.
Em 2015, estreou na televisão, interpretando uma garota de programa na novela “Verdades Secretas”, exibida pela TV Globo no horário das 23h.
Fez cenas ousadas que chamaram a atenção do público e contracenou com atores consagrados, como Rodrigo Lombardi, Marieta Severo e Drica Moraes.
Numa entrevista no programa do Faustão, quando a novela ainda estava no ar, confessou ser tímida e disse que esses artistas famosos a ajudaram muito a se tornar atriz.
Drica, que fez o papel de sua mãe na novela, deu um depoimento elogiando muito a jovem atriz (na época com 22 anos), considerando Camila “um doce de pessoa” e avaliando que a garota tem muito talento.
Ainda na Globo, Camila Queiroz interpretou a Mafalda de “Eta Mundo Bom”, um folhetim divertido criado para homenagear o comediante e cineasta Amácio Mazzaropi.
No momento, a atriz faz um par romântico com Mateus Solano na novela das 19h e talvez tenha chegado ao auge da beleza.
Embora bonita desde criança, até Verdades Secretas e Eta Mundo Bom ela ainda tinha um rosto um tanto infantil, uma ninfeta ou Lolita precisando amadurecer um pouco mais.
Em “Pega Pega”,  Camila embora jovem já tem jeito de mulher. Possivelmente está mais “carnuda”, pois nos primeiros papéis na TV ainda tinha o corpo de modelo, com pernas e coxas magras, como é exigido de quem está nas passarelas.

Camila tem mesmo talento, como disse sua colega Drica Moraes. Deve evoluir bastante como atriz nos próximo anos, mas desde já pode-se dizer que esta mocinha conquistou o Brasil, com sua timidez, o jeito meigo e um rosto realmente lindo.