Colégio Diocesano de Garanhuns

Colégio Diocesano de Garanhuns
Colégio Diocesano de Garanhuns

Governo de Pernambuco

Governo de Pernambuco
Governo de Pernambuco

A ALEGRIA DO COMUNICADOR IRAN PESSOA


Cristina Moraes, com suas crônicas sempre cheias de amor a Garanhuns e suas personalidades, publicou hoje um texto fazendo justiça ao grande comunicador e ser humano Iran Pessoa, com quem tive o privilégio de conviver durante alguns anos, na FM Sete Colinas.

Sem muita conversa, vamos à crônica de Cristina:

Em toda a sua vida foi um entusiasta, com uma alegria contagiante e a sua bela voz que ecoava em alto e bom som.

Onde chegava era uma festa, pois ele brincava com todos e tinha um jeito peculiar de se reportar as pessoas, com falas  engraçadas e contava também causos.

Sua trajetória de homem de caráter que fez da sua vida um lindo legado de saber conquistar amigos e sabia preservar cada amizade, nunca se metendo em contendas.

Passou pela vida e acredito sem deixar nenhuma inimizade, pois sabia dividir as coisas, a política, religião e jogo de futebol, eram apenas assuntos para discussões, nunca para destruir amizades.

Era eloquente e todos os dias emprestava sua linda voz aos microfones da rádio FM Sete Colinas, onde por muitos anos tinha seu programa matinal.

Como era gostoso ouvir o seu programa, músicas boas e informações, além da sua forma ímpar de se comunicar.

Todos os dias, às 5:00 horas da manhã, com frio, chuva, mas não se atrasava e já estava ele, feliz fazendo aquilo que tanto gostava o seu programa madrugador.

Acordando a todos com os seus conhecidos bordões: "o relógio tem corda, mas não amarra o tempo", gente fina de primeiríssima qualidade" e "você está enrolado".

Quem não lembra do carro de som de Iran Pessoa, com suas potentes cornetas, prestou muito serviço a comunidade, nos informando sejam em  campanhas publicitárias ou nas campanhas políticas.

Senhor Iran, amigo do meu pai, Cláudio Alves de Moraes, depois nos afeiçoamos, pela amizade a essa família que tanto admiro, e pela pessoa de boa índole e retidão de caráter.

Os microfones ficaram sem o seu comandante, está mudo, ficamos sem o nosso locutor com a metodologia de saber falar de improviso, não se rendendo à internet, suas falas eram próprias.

Com certeza a sua tarefa foi cumprida, deixou um grande patrimônio moral e uma linda família, da qual tenho a honra de conhecer a todos e desfrutar do carinho.

Que antes de um radialista, trabalhou nas Casas Costa Júnior na década de 60, G. Guardião na década de 70.

Só em 1977,  começou a trabalhar com publicidade (carro de som), foi locutor de vaquejada até 1995.

Trabalhou na Rádio Difusora de Garanhuns, hoje Rádio Jornal, depois na Rádio Sete Colinas até os últimos dias da sua vida.

Feliz é o homem que tendo desencarnado, consegue passar por todos os ciclos da vida, vivendo-os intensamente e deixando o seu legado de homem ético e probo.

Teve a rica oportunidade de conhecer seus netos e no natal se vestia de papai Noel para animar as noites natalinas.

Senhor Iran Pessoa, faleceu aos 84 anos de idade, no dia 21 de julho de 2017, exatamente hoje, completam 04 anos do seu falecimento.

Morre o homem fica a sua história.

Um comentário:

  1. O legado deixado por ele, jamais será esquecido. Parabéns Cristina, por tão belas lembranças de seu Iran.

    ResponderExcluir